CUIABÁ

Justiça Federal afasta secretários de saúde e gestão da prefeitura de Cuiabá após operação Curare

Publicados

em

 

JB News

Por Nayara Cristina e Jota de Sá

 

A Operação Curare realizada pela Polícia Federal (PF), na manhã desta sexta-feira (30.07), culminou com o afastamento de dois secretários da prefeitura de Cuiabá, entre eles está Célio Rodrigues, secretaria municipal de Saúde, e o secretário de Gestão Alexandre Beloto, o pedido de afastamento dos secretários foi expedido pela Justiça Federal e confirmada pela prefeitura.

Tanto Célio Rodrigues como Alexandre Beloto foram alvos da operação da PF que investiga uma quadrilha instalada na prefeitura para cometer crimes contra administração pública, a operação teve o apoio do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS).

A Polícia Federal estiveram em vários endereções para cumprir as ordens de apreensão, entre os endereços estão a secretaria de Saúde Municipal, além da residência de Célio Rodrigues.

Segundo as investigações da PF a quadrilha atuava na prestação de serviços especializados em Saúde. Especialmente em relação ao gerenciamento das Unidades de Terapias Intensivas que tinham como exclusividade o tratamento de pessoas contaminadas pelo Coronavirus (COVID-19). As contratações Emergenciais e os pagamentos indenizatórios tinham serviços que variavam, além de plantões médicos e a disponibilização de profissionais da saúde, sobreavisos de especialidades médicas, comodato de equipamento de diagnósticos por imagem e transporte de pacientes com diversas locomoções que nunca existiram.

Leia Também:  Ferrovia faz com que Mato Grosso passe do campo das intenções para a ação, destaca Fávaro

Ainda conforme relato da Policia Federal, as empresas investigadas pelos crimes forneciam orçamentos falsos para dar suporte ao esquema de desvio de dinheiro de dentro da secretaria, além de procedimentos de compra emergencial como se fossem concorrentes.

As investigações também demonstrou a existência de subcontratações entre personalidades jurídicas que em vários casos não passam de sociedades empresariais de fachada.

O Grupo se utilizava da precarização das contratações públicas por conta da pandemia, e da obrigatoriedade do dever de licitar e reiteradas vezes faziam as contratações diretas, sem a precisão de fazer as licitações, o que facilitava os desvios de recursos.

Para a PF a informalidade favoreceu a inovação de formas de pactuarão atípicas como é o caso dos pagamentos indenizatórios, e a manutenção de serviços de saúde por vários meses após a vigência dos contratos firmados entre a secretaria e as empresas de fachadas.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Saneamento básico de Cuiabá será discutido nesta terça-feira

Publicados

em

Por

JB News

O vereador Rodrigo Arruda e Sá convidou representantes do executivo e da concessionária de água e esgoto para debater sobre o assunto
O encontro virtual acontece nesta terça (21), às 18h30

O contrato de concessão de água e esgoto e as obras de saneamento básico que estão sendo feitas em Cuiabá serão discutidos nesta terça-feira (21 de Setembro), às 18h30, em live promovida pelo vereador Rodrigo Arruda e Sá (Cidadania).

O vice-prefeito, José Roberto Stopa, e representantes da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (ARSEC) e da concessionária Águas Cuiabá também estarão presentes no encontro virtual.

A live será transmitida na página do Facebook e do YouTube do parlamentar.

Durante o “ao vivo” os internautas poderão participar enviando perguntas e sugestões.
Secom Câmara

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CPI da Renúncia marca oitiva com presidente da Aprosoja para o próximo dia 27
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA