Pandemia

MPMT realiza contagem de vacinas em Cuiabá para subsidiar investigação

Publicados

em

JB News

Por Nayara Cristina

Equipe do Centro de Apoio Técnico à Execução (Caex) do Ministério Público do Estado de Mato Grosso realizou na manhã desta quinta-feira (22) diligência na Vigilância Sanitária do Município de Cuiabá para verificar a quantidade de vacinas disponíveis contra a Covid-19.

O levantamento vai subsidiar investigação que ocorre por meio de procedimento instaurado pela 36ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá.

Segundo o promotor de Justiça Clóvis de Almeida Júnior, além da contagem do número de vacinas disponíveis, o MPMT também busca informações sobre quantidades reservadas para a primeira e segunda dose das vacinas; capacidade de vacinação diária do Município em cada ponto de vacinação; e cronograma para aplicação da primeira e segunda doses de acordo com os quantitativos reservados pelo Município.

Durante a inspeção, também foram obtidos documentos sobre o andamento da vacinação. O procedimento, conforme o promotor de Justiça, busca ampliar a transparência na gestão da vacinação, evitar o represamento de imunizantes, bem como a ocorrência de prejuízos sociais, que podem acarretar, inclusive, a responsabilização por atos de improbidade administrativa pelos gestores públicos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O Governo do Estado investe em Mato Grosso por inteiro

Pandemia

Chineses estudam transferir tecnologia para produzir vacinas em laboratórios do agro

Publicados

em

Por

Plantas industriais reúnem capacidade e tecnologia para produzirem até 400 milhões de doses de vacina

 

Dois grandes laboratórios chineses iniciaram tratativas para transferir tecnologia que permita a produção de vacinas contra a COVID-19 no Brasil. A produção está sendo negociada com os laboratórios de saúde animal, articulados pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), relator da Comissão Temporária do Senado.

 

Documento do Sindicato Nacional das Indústrias de Saúde Animal (Sindan) indicam que os laboratórios brasileiros reúnem capacidade e tecnologia para produzir até 400 milhões de doses de vacina. O ciclo estimado de produção seria de 90 dias a partir da transferência de tecnologia.

 

O anúncio das tratativas com os chineses foi feito pelo senador do PL de Mato Grosso durante reunião da CT COVID-19. Os senadores reuniram governadores e prefeitos para tratar  sobre as maiores dificuldades ainda persistentes nos Estados e municípios no enfrentamento à pandemia.

 

A transferência de tecnologia tem se constituído como maior empecilho para o Brasil avançar na produção de vacinas em quantidade suficiente para atender rapidamente a demanda nacional. Atualmente, a vacina que chega ao brasileiro está restrita ao Instituto Butantan e Fundação Oswaldo Cruz, que fazem envase, respectivamente, das vacinas Coronavac e Astrazeneca.

Leia Também:  Lei de Max Russi pune agressores de mulheres: “Terão que pagar todas as despesas"

 

“A pedido dos interessados ainda não é possível revelar detalhes dessas negociações, mas temos grande expectativa que dê certo,  pois precisamos produzir a vacina rapidamente e evitar que as mortes continuem se alastrando em nosso país” – disse Fagundes, que enalteceu a ação dos governadores em busca de imunizante em todo o mundo.

 

Esta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve dar prosseguimento à inspeção aos laboratórios do agro. Até agora, a agência esteve em duas unidades, da Ceva Brasil, em Juaruba (MG) e Ouro Fino, em Ribeirão Preto (SP). Os técnicos deverão conhecer as instalações da Merck Sharp & Dome, em Valinhos, e da Boeringher, em Paulínia, ambas em São Paulo.

 

Na reunião da CT, os gestores estaduais  solicitaram ao Senado apoio diplomático para liberação do IFA (ingrediente farmacêutico ativo) por países que detêm esse insumo. Eles também pediram atenção na manutenção dos financiamentos e planejamento logístico para assegurar a estrutura da rede de saúde, a fim de evitar novos colapsos no atendimento.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA