COVID-19

Em Mato Grosso, 11 municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19

Publicados

em

Outras 130 cidades estão classificadas na categoria de risco baixo para a contaminação do coronavírus

Rose Velasco | SES-MT

Nenhum município foi classificado com risco alto ou muito alto para a Covid-19$imgCred

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta terça-feira (21.09), o Boletim Informativo nº 562 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 11 municípios registram classificação de risco moderado para o coronavírus. São eles: Colniza, Indiavaí, Itaúba, Jangada, Nova Santa Helena, Novo Horizonte do Norte, Novo São Joaquim, Reserva do Cabaçal, Rondolândia, Santa Rita do Trivelato e São José do Povo.

Outras 130 cidades estão classificadas na categoria de risco baixo para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco alto ou muito alto para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Leia Também:  Confira como será a vacinação neste sábado em Cuiabá

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Vacinação da ALMT já imunizou mais de 200 mil pessoas: “Atuação do Parlamento faz a diferença”, diz Russi

Publicados

em

Por

JB News

Legislativo abriu 5 polos de vacina, sendo 3 na baixada cuiabana, 1 em Rondonópolis e 1 em Tangará da Serra.

Mato Grosso já vacinou mais de 40% de sua população, contra a Covid-19, conforme os últimos dados do consórcio de veículos de imprensa. No total já foram aplicadas 3.823.526 doses de vacinas, de acordo com levantamento da Secretaria de Estado de Saúde. Dessas, 239.756 pessoas foram imunizadas nos cinco postos de vacinação, instalados pela Assembleia Legislativa em Cuiabá, Várzea Grande, Tangará da Serra e Rondonópolis. “Esses pontos de vacinação estão sendo essenciais para acelerarmos esses processo de imunização e diminuir o número de óbitos em nosso Estado. Uma ação, que teve a participação de todos os deputados”, avalia o presidente do Legislativo, deputado Max Russi (PSB).

O parlamentar foi um dos entusiastas e um dos principais articuladores para a implantação e ampliação de novos postos de vacinação em MT, na parceria entre Assembleia, prefeituras e parceiros.

“São recursos da Assembleia, que contribui com estrutura, servidores e servidores, dando condições de trabalhar e prestar esse serviço para a população”, complementou.

Leia Também:  Confira como será a vacinação neste sábado em Cuiabá

No caso do polo de vacinação da Assembleia Legislativa, segundo o quantitativo da Supervisão de Saúde e Qualidade de Vida (SGP), já foram aplicadas 91.921 doses de imunizantes, até o dia 13 deste mês. No de Rondonópolis foram 71.646, Tangará da Serra 40.000 e Várzea Grande 36.189, somados os dois polos da baixada.

De acordo com a gerente de Saúde e Assistência do Legislativo, Ivana Mara Mattos, a vacinação segue normalmente, atendendo a todos os protocolos preconizados pelas autoridades de Saúde e conforme a chegada de mais vacinas.

“Já estamos vacinando, aqui na Assembleia, adolescentes de 12 a 17 anos. Além disso, a terceira dose já está disponível par a faixa etária de 70 anos e profissionais da Saúde. Isso tudo de acordo com a chegada de vacinas”, esclareceu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA