POLITICA

União Brasil fecha aliança com PL, e tem como 1° suplente de Fagundes o ex-secretario Mauro Carvalho

Publicados

em

JB News

Por Alisson Gonçalves

O ex- senador Cidinho Santos (UB), coordenador da campanha de Mendes, disse durante a convenção realizada na manhã desta sexta-feira 5 de Agosto pelo Partido Liberal, que O União Brasil fechou aliança em apoio a reeleição do Senador Wellington Fagundes (PL).

A dias vem sendo discutido pelo próprio Governador Mauro Mendes (UB), que o palanque ao senado fosse aberto, porém tudo dependia da decisão do presídente do (PSB) Deputado Estadual Max Russi, que estava querendo lançar uma chapa avulsa.

Caso Max não lançasse uma chapa ao senado, o apoio dos partidos ficaria entre Neri  e Fagundes, porém na noite desta quinta-feira Max deixou o palácio paiaguás sinalizando lanchar a médica Natasha Slhessarenko.

Com isso a decisão foi de fazer um Palanque fechado e dar aliança total a Welington Fagundes (PL), outra novidade é que ex-secretario chefe da Casa Civil Mauro Carvalho será o o 1º suplente na chapa.

Segundo Cidinho essa decisão é porque Carvalho, teria acumulado grande experiência política, além de conseguir lidar com políticos apoiadores e opositores, sem distinção.

Leia Também:  Governador autoriza licitação de escola indígena e assina R$ 19,4 milhões em convênios

Segundo Wellington Fagundes “a definição para formar uma aliança que represente o desenvolvimento e a oportunidade. Mato Grosso é o Estado que mais se desenvolve no país e por isso optamos por esse alinhamento histórico com o Governo Federal, com o presidente Bolsonaro e o governador Mauro” – disse Fagundes.

Wellington reafirmou também que a prioridade do PL é a reeleição do presidente da República. O senador se mostrou entusiasmado com os entendimentos, ao destacar a transferência de recursos pelo Governo para Estados e municípios.

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Paccola é notificado, e terá até o dia 26 de Agosto para apresentar sua defesa sobre a morte de Alexandre Miyagawa

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

 

Ainda tentando se livrar do pedido de afastamento, o vereador Tenente Coronel Paccola (Republicanos), recebeu uma  notificação para poder apresentar sua defesa, sobre a morte do Agente Alexandre Miyagawa de 41 anos.

Como já informado, Alexandre Miyagawa, foi morto com 3 tiros pelas Costas, no dia 1 de julho próximo ao Choppão em Cuiabá.

No dia 2 de Agosto, com a volta do recesso parlamentar, os vereadores decidiram não afastar o vereador, no processo foi justificado que o pedido do afastamento feito pela Vereadora Edna Sampaio (PT), era inconstitucional.

Porém a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Cuiabá, julgaria o caso de afastamento.

Paccola foi notificado na manhã desta terça-feira 9 de Agosto, terá até o dia 26 de Agosto para que apresente sua defesa.cola

Vale lembrar que Paccola ainda se tornou réu, e teve seu porte de arma suspenso pela Justiça.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador autoriza licitação de escola indígena e assina R$ 19,4 milhões em convênios
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA