Policial

Policia civil prende traficante que vendia drogas pelo WhatsApp

Publicados

em

Polícia Civil prende traficantes que divulgavam venda de drogas pelo WhatsApp

09/01/2020 – 18:01

Com informações da  PJC-MT

Dois traficantes que divulgavam o comércio de drogas por meio do aplicativo WhatsApp foram presos em flagrante peça Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (09.01), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). Os dois suspeitos foram flagradas com porções de entorpecentes e apetrechos relacionados ao comércio ilícito e foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O ponto de venda de drogas, localizado no bairro Jardim São Bento, era monitorado há cerca de um mês pelos policiais da DERF Rondonópolis, desde o recebimento de diversas informações que os suspeitos comercializavam maconha e outras substâncias ilícitas no local.

Segundo o delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva, responsável pelas investigações, a principal forma de divulgação e comércio do entorpecente seria por meio de grupos de WhatsApp e os traficantes utilizavam máquinas de cartão de crédito para realizar a venda da droga. Durante monitoramento da residência, os policiais constataram a grande movimentação de pessoas entrando e saindo rapidamente, caracterizando a venda de drogas no local.

Leia Também:  PCPR deflagra operação que apura fraude contra Prefeitura de Imbituva

Nesta quinta-feira (09), a equipe da DERF recebeu informações de que os suspeitos estariam com grande quantidade de entorpecentes já preparada para venda. Diante das informações, os policiais foram até a residência, onde realizaram a abordagem dos suspeitos.

Em buscas na casa, os policiais encontraram dentro do guarda-roupas a máquina de cartão de crédito utilizada no comércio ilícito. No quintal da residência, foi apreendido um pedaço grande de maconha, 64 porções menores já embaladas para venda, uma balança de precisão, uma embalagem com um comprimido de ecstasy, além de R$ 274 em dinheiro, tesoura e rolos de plástico filme.

Questionados, os suspeitos confessaram a atuação no comércio de entorpecentes e que repartem o lucro das vendas. Também foram apreendidos os celulares dos traficantes, em que foram identificadas evidências da divulgação da venda do entorpecente.

Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a DERF onde após serem interrogados, foi lavrado o flagrante dos suspeitos por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia Também:  Jovem mata mãe com cinco facadas pra ir comprar cocaína
COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil prende cinco em oficina de desmanche em Várzea Grande

Publicados

em

 

 Polícia Civil prende cinco pessoas em investigação de oficina de desmanche em Várzea Grande

27/01/2020 – 11:09

Assessoria | PJC-MT

Cinco pessoas suspeitas de envolvimento em crimes de receptação e adulteração de sinal de veículo automotor foram detidas pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (23.01), em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

As investigações iniciaram após a equipe da DERRFVA receber denúncia sobre uma oficina irregular, de propriedade de dois irmãos, que funcionaria como desmanche de veículos, no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Logo que chegaram ao local, os policiais constataram a grande quantidade de veículos entre caminhões, ônibus, carros pequenos e motocicletas.

Devido ao tamanho da oficina foi solicitado o apoio de outras equipes e de um perito criminal para checagem dos veículos encontrados no estabelecimento. Durante checagem de um para-choque foi constatado que a peça pertencia a um ônibus com restrição de roubo/furto.

Questionados, os irmãos disseram que o veículo foi deixado pelo dono de outra oficina, na Rodovia dos Imigrantes. Com base nas informações, os policiais foram até o estabelecimento onde em conversa com o proprietário, foi informado que ele recebeu o veículo como pagamento de uma dívida, indicando o nome do responsável pelo ônibus.

Leia Também:  PCPR e polícias do MS apreendem 1,3 tonelada de maconha em Ponta Porã

Em continuidade as diligências, os policiais localizaram o suspeito que confessou que ofereceu o ônibus para quitar a dívida com vítima. Diante dos fatos, os cinco suspeitos foram conduzidos a DERRFVA, onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante pelo crime de receptação e adulteração de sinal de veículo automotor.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA