Economia

Governo lança edital para fomentar pesquisa em micro e pequenas empresas de MT

Publicados

em

O programa é uma parceria dos Governos Estadual e Federal e tem como objetivo o desenvolvimento de produtos, serviços ou processos inovadores

 

 

Fapemat
 Com informações Secom-MT
Governador assina edital para lançamento do programa Tecnova em MT, que vai fomentar pesquisas em micro e pequenas empresas
Foto : Mayke Toscano/Secom-MT

 

 

O governador Mauro Mendes assinou nesta segunda-feira (22.02) o edital de lançamento do programa Tecnova II-MT, em parceria com o Governo Federal, com investimentos de R$ 4,2 milhões para fomento à pesquisa por micro e pequenas empresas.

O programa será coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) e tem o objetivo de possibilitar que as micro e pequenas empresas desenvolvam produtos ou processos inovadores com temas voltados ao agronegócio, tecnologia da informação e comunicação (TIC), metalomecânica, reaproveitamento, química, construção civil, bioeconomia, energia.

“Queremos que as micro e pequenas empresas possam se qualificar e entrar nesse ambiente de inovação, buscando novas alternativas para velhos problemas. Pois é a partir da inovação que é possível fazer uma transformação na realidade dessas empresas no Estado de Mato Grosso”, afirmou o governador.

Leia Também:  Segundo IBGE, vendas no varejo em Mato Grosso cai 10,9% em agosto; Fecomércio-MT discorda dos números

As propostas serão objeto de seleção pública e cada empresa selecionada poderá receber valores com limite de R$ 100 mil a R$ 200 mil, com contrapartida de 5% do valor da proposta.

O presidente da Fapemat, Marcos de Sá, acredita que esta é uma estratégia para micro e pequenas empresas se reinventarem.

“O fomento à inovação é uma das principais ações da Fapemat e, por isso, apostamos neste programa que irá introduzir novos produtos e processos no mercado ou agregará melhorias nos já existentes em tempos de pandemia. Assim, haverá geração de emprego, distribuição de renda, inclusão social, redução da informalidade e fortalecimento da economia”, finalizou ele.

COMENTE ABAIXO:

Economia

Governador assegura fornecimento de gás natural a MT em reunião com ministro de Hidrocarburos e presidente da YPFB

Publicados

em

Por

Durante a reunião, nesta sexta-feira (15.10), Mauro Mendes também tratou da ampliação no fornecimento de gás para o Estado

Noelisa Andreola | Secom-MT

Governador Mauro Mendes em reunião com ministro de Hidrocarburos e presidente da YPFB – Foto por: Assessoria

O governador Mauro Mendes esteve na Bolívia, nesta sexta-feira (15.10), em reunião com o ministro de Hidrocarburos, Luis Alberto Sánchez Fernández, e o presidente da estatal Yacimientos Petroliferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Oscar Barriga Arteaga, para assegurar que o gás natural continue a ser fornecido para Mato Grosso.

De acordo com o chefe do Executivo Estadual, apesar da queda no fornecimento do produto, devido ao desmoronamento de um dos poços bolivianos que atingiu não só Mato Grosso, mas também a Argentina e a Petrobrás, não há interrupção no fornecimento de gás no Estado.

“Conseguimos garantir que não haja interrupção no fornecimento, graças aos importantes investimentos que estamos fazendo para desenvolver a cadeia do gás, tanto veicular, como a construção da rede de distribuição para as indústrias, que vai ser alocada lá no Distrito Industrial”, esclareceu.

Leia Também:  Integrantes do Comando Vermelho que filmaram morte de taxista em Cuiabá são condenados pelo tribunal do Júri

Mauro Mendes pontuou ainda que o Estado tem uma posição estratégica no mercado nacional de gás e grande potencial de desenvolvimento também para o mercado de ureia.

“Conversamos de forma bastante positiva e esperamos até a próxima semana uma resposta firme para uma possível ampliação no fornecimento de gás, em 2022, para Mato Grosso. Mais uma vez nós acreditamos que vamos fortalecer e consolidar essa matriz energética no nosso Estado”, destacou o governador.

Estiveram presentes na reunião o presidente da Companhia Mato-Grossense de Gás (MT Gás), Rafael Reis, e o suplente de senador Fábio Garcia.

Contrato firme

Em junho deste ano, o governo assinou contrato firme para fornecimento de gás natural da Bolívia com vigência de cinco anos, a partir de janeiro de 2022.

O contrato permite que Mato Grosso receba até 3,5 milhões de m³ de gás natural ao mês durante o ano de 2022, podendo chegar até 6,5 milhões de m³ até 2027.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA