COVID-19

Vacinas do Governo Federal garantem imunização de 2,8% de MT; Estado distribuiu aos municípios

Publicados

em

Doses deverão ser aplicadas em 98 mil pessoas; cabe às prefeituras efetuar a vacinação

Por Lucas Rodrigues

Informações Secom-MT

Vacinas recebidas pelo Estado foram distribuídas aos municípios – Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

As vacinas contra a covid-19 enviadas pelo Governo Federal, até o momento, garantem a imunização de 98 mil pessoas em Mato Grosso, o que corresponde a 2,8% da população, que é de 3,5 milhões de habitantes.

Conforme os dados oficiais do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde, foram encaminhadas 161.160 doses do imunizante ao estado.

Destas, 126.160 são do primeiro lote da Coronavac, já contendo a primeira e segunda dose necessárias para a imunização. Ou seja, com essa quantidade serão vacinadas 63.080 pessoas.

O Governo Federal também enviou mais 11 mil doses da Coronavac e 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. Todas essas são para uso exclusivo para a primeira dose aos profissionais de Saúde, totalizando 35 mil pessoas.

É importante ressaltar que o Governo de Mato Grosso já distribuiu aos municípios todas as vacinas recebidas, com exceção dos imunizantes guardados para a segunda dose do primeiro lote da Coronavac, que estão armazenados pela Secretaria de Estado de Saúde, e das vacinas reservadas para aplicação nos profissionais de saúde da rede estadual.

Leia Também:  Segunda dose da vacina contra a covid-19 será aplicada em 14 unidades básicas de saúde a partir de quarta-feira em Cuiabá

Desta forma, como determina o Plano Nacional de Imunização, cabe a cada um dos 141 municípios de Mato Grosso organizar e aplicar os imunizantes nos grupos prioritários. Até o momento, cerca de 30% das vacinas distribuídas pelo Estado foram aplicadas.

Busca de compras diretas 

O Governo de Mato Grosso tem buscado a compra direta de vacinas das indústrias farmacêuticas, de forma a complementar a imunização oferecida pela União.

Já foram requeridas as vacinas da Pfizer, porém a empresa explicou que só negocia diretamente com governos federais. O governador Mauro Mendes também solicitou a aquisição direta junto às empresas chinesas Sinovac e Sinopharm, além de articulação junto à Embaixada Brasileira na China e ao Instituto Cultura Brasil China (Ibrachina) para intermediar a compra.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Corujões e sextou vacina VG fará quatro estações de vacinação para todos os públicos inclusive jovens

Publicados

em

Por

JB NEWS

Quatro grandes ações de vacinação contra a COVID 19, três Corujões da Vacinação e o ‘Sextou Vacina VG’, serão desencadeadas desta quarta-feira dia 22 até segunda-feira dia 27 de setembro em Várzea Grande. O objetivo é acessar ao máximo de pessoas e oportunizar à população horários e locais diferentes facilitando o acesso à imunização, reforçando ainda a vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comborbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades e que estavam pré-agendados e já confirmados, antes da decisão do Ministério da Saúde de suspender a vacinação para jovens.

“Serão quatro dias distintos com pontos fixos e de drive-thru com horários flexíveis e estendidos com o objetivo de facilitar ao máximo a vida das pessoas”, salienta o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, assinalando que a ordem do prefeito Kalil Baracat é dar continuidade, volume e vacinar o máximo de pessoas.

Nesta quarta-feira, dia 22, a vacinação será no ponto fixo do Miniestádio no bairro Jardim dos Estados, no Corujão da Vacinação das 16h às 22h, podendo se vacinar primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço ou terceira dose, para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

Dia 23, quinta-feira será a vez da vacinação no drive-thru do Parque Berneck, das 16h às 22h, podem se vacinar aqueles agendados para primeira e segunda dose, a dose de reforço para idosos e também os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidade de 15 a 17 anos

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro solicita estudo para começar a imunização de idosos com a dose de reforço em Cuiabá

Dia 24, é dia do “Sextou Vacina VG”, ponto fixo no ginásio de esportes “Fiotão”. Serão 16 horas direto, das 8h à meia-noite, vacinando todos os públicos previstos no Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde e contemplando os diversos programas implementados em Várzea Grande como o Resgate Cidadão; Plantão da 2ª Dose, Corujão, Corujinha entre outros.

“O ‘Sextou Vacina VG’ é o nosso destaque. Estamos na terceira edição dentro da campanha de vacinação contra a COVID 19, uma nova forma de oportunizar e abrir espaço para que durante o dia inteiro e até à meia noite, as pessoas possam ir vacinar e garantir a imunização que comprovadamente é eficaz. Os públicos contemplados pelos programas municipais de vacinação como o Plantão da 2ª dose; o Resgate Cidadão; Corujão, Corujinha, entre outros em que não há necessidade nem de ter cadastro, basta comprovar ter 18 anos e residir na cidade através do Cartão do SUS, além de ser uma oportunidade para os faltosos contemplam a todos os públicos. Estamos aqui de plantão recebendo de braços abertos a todos. Ainda iniciamos a vacina da população adolescente de 12 a 17 anos com comorbidades e a terceira dose dos idosos e a vacinação de jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades”, pontua Gonçalo de Barros.

Leia Também:  Em Mato Grosso, 11 municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19

Já na segunda-feira, dia 27, a vacinação será em sistema de drive-thru e fixo na Clínica do UNIVAG, das 16h às 22h. Também vacinando primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

“No ‘Sextou Vacina VG’ pessoas acima de 18 anos que não conseguiram fazer o cadastro no site, nós fazemos os cadastros, atualizamos o cartão do SUS e vacinamos. Para isso é necessário trazer documentos pessoais com foto, cartão do SUS e um comprovante de endereço”, lembrou o secretário, frisando que a decisão de manter a vacinação para jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades é uma decisão de respeito para com aqueles que se cadastraram e desejam vacinas. “Aguardamos a manifestação oficial do Ministério da Saúde para retomarmos a vacinação dos jovens de 12 a 14 anos, que é uma decisão sensata, ainda mais quando a maioria dos países já analisam vacinar crianças de 5 anos acima”, disse Gonçalo Barros.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA