Política Estadual

Unemat de Cáceres receberá R$ 1 milhão de emenda parlamentar

Publicados

em


Foto: Raul Bradock

O deputado estadual Valmir Moretto (Republicanos), firmou compromisso para destinação de R$ 1 milhão em recursos para a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), campus de Cáceres.

A demanda foi apresentada pela diretora da unidade, Zulema Figueiredo. O dinheiro deve ser utilizado para recuperação da pavimentação da principal rua da cidade universitária.

“Vai trazer muitos benefícios para essa nossa via principal da cidade universitária. Será uma grande ação para a comunidade da instituição e também do entorno que utiliza isso aqui como lazer”, disse a diretora.

O vice-prefeito de Cáceres, Dr. Odenilson (Republicanos), esteve vistoriando o local com o deputado e a diretora. Ele afirma que a ação é um desejo de toda comunidade.

“Solicitamos do deputado essa demanda, que é um desejo, uma prioridade não só da gestão da Unemat, mas principalmente dos alunos e de toda comunidade ao redor, que precisa dessa pista para praticar caminhada, esporte e lazer”, frisou.

Para Moretto, a atual situação da pista é inadmissível, principalmente em uma cidade do tamanho de Cáceres.

Leia Também:  Campus da Unemat de Rondonópolis pode se chamar "Dom Juventino Kestering"

“Faço o compromisso com vocês. Parabenizo por observarem a demanda, pois não é possível fazer educação nessa condição e numa cidade como Cáceres. É vergonhosa essa situação. Vamos disponibilizar R$ 1 milhão de reais para essa e outras melhorias que a direção achar necessárias. Isso é respeito aos nossos alunos, para eles tenham dignidade no ir e vir. Preparem o projeto e contem com o recurso”, afirmou o deputado.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Projeto de João Batista segue para Redação Final e garante independência da pessoa com deficiência visual

Publicados

em

Por


Foto: Ronaldo Mazza / Secretaria de Comunicação Social

Foi aprovado em segunda votação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o projeto de lei nº 804/2019, de autoria do deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), que assegura às pessoas com deficiência visual de Mato Grosso, o direito de receber as certidões de registro civil confeccionadas no sistema de leitura em Braille. O projeto foi apreciado durante a sessão dessa quarta-feira (22) e enviado à Redação Final.

O projeto, como explica João Batista, irá proporcionar “mais independência” à pessoa com deficiência visual, devendo os cartórios de registro civil, a divulgação adequada do serviço. “Nosso projeto já passou em todas as comissões e segue agora os últimos trâmites dentro da Casa de Leis. É mais um avanço no quesito ‘acessibilidade’ que apresentamos no Parlamento. Nosso principal objetivo é dar mais independência para pessoas com deficiência visual, torná-las mais autônomas”, disse.

De acordo com o projeto, a emissão de certidões no sistema de leitura Braille não acarretará acréscimo no valor cobrado pelos cartórios. O descumprimento dos dispositivos previstos no projeto implicará uma multa de vinte vezes o valor cobrado pela emissão da respectiva certidão, que deverá ser revertida ao Fundo Estadual de Assistência Social.

Leia Também:  Deputados propõem debate sobre extração e comercialização de minhocas

“Não podemos propor uma lei de acessibilidade e ao mesmo tempo gerar custos para pessoa com deficiência, por isso estabelecemos que os cartórios não devem cobrar nenhum adicional pelo serviço, caso contrário estaríamos criando uma lei que vai na contramão da inclusão”, explicou João Batista.

De acordo com o Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual. Destas, 582 mil são cegas e seis milhões têm baixa visão. Em Mato Grosso, 5,1 mil pessoas são cegas e outras 91,4 mil possuem grande dificuldade visual.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA