CUIABÁ

SOS AVC: Rede SUS Cuiabá capacita servidores para auxiliarem no rápido diagnóstico da doença

Publicados

em

O objetivo é ofertar celeridade no diagnóstico e diminuir os riscos de sequelas permanentes e de morte

OZIANE RODRIGUES

Assessoria SMS

Clique para ampliar 

O Programa SOS AVC, implantado pela gestão Emanuel Pinheiro no Hospital Municipal São Benedito há menos de três meses, já atendeu 130 pessoas vítimas de Acidente Vascular Cerebral – AVC. Deste total, a celeridade do Programa, que é inédito em Mato Grosso e colocou Cuiabá entre as maiores referências do país no tratamento de AVC, salvou 125 pacientes da morte e ainda fez com que mais de 85 deles tivessem os riscos de sequelas permanentes diminuídos em 92%.

Um das razões que contribuem para o sucesso do SOS AVC está na busca pelo atendimento ter acontecido dentro das 8h consideradas cruciais para o socorro – o que culmina no bom desempenho do tratamento. Diante disso, visando atingir um público ainda maior, médicos e demais membros da equipe envolvida no Programa estão capacitando os servidores da Rede SUS. O objetivo da capacitação, que na última quinta-feira (05) orientou pouco mais de 250 servidores da Atenção Básica, é torná-los aptos a auxiliarem no rápido diagnóstico da doença visando, sobretudo, diminuir os riscos de morte e sequelas permanentes.

“O Hospital São Benedito não é ‘portas abertas’. Por esta razão, o acolhimento do SOS AVC acontece de duas formas: Via SAMU para os casos em que forem chamados e os paramédicos atestarem que pode se tratar de um AVC. Nesta situação, o paciente será imediatamente trazido por eles para o Hospital São Benedito. A outra porta de entrada é por meio de encaminhamento das unidades de urgência e emergência da Capital. Sendo elas o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, UPAs e policlínicas. As capacitações visam celeridade justamente nesse segundo fluxo de atendimento”, frisou Alexandre Beloto – diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) que administra o São Benedito e HMC.

Leia Também:  Lugar de medicamento vencido ou sem uso é no lixo comum?

Para a diretora da Atenção Básica, Miriam Naschenveng que esteve à frente da capacitação dos servidores da Básica, a ação fortalece a rede SUS de modo geral.

“É importante que a população compreenda que deve buscar exclusivamente os serviços do Samu, ou da urgência e emergência mais próxima para, a partir do diagnóstico dos sintomas, ser encaminhada para o SOS AVC. Entretanto, com a capacitação, os profissionais da Atenção Básica também se tornam aptos para identificarem corretamente o perfil do acometido com o AVC. E isso contribuirá significativamente para que este paciente seja atendido o quanto antes, tendo todos os riscos dessa grave doença diminuídos – o que é muito importante para o fluxo da rede como um todo”, enfatizou a diretora.

As capacitações seguem na próxima semana com médicos e equipe multiprofissional da Atenção Secundária (urgência e emergência). As qualificações sobre o programa serão realizadas em blocos e ‘in loco’ para não prejudicar os atendimentos nas unidades.

 

SAIBA MAIS SOBRE O AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma doença que acomete mais os homens e é uma das principais causas de morte, incapacitação e internações em todo o mundo.

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro entrega viaduto Murilo Domingos nesta segunda-feira

Quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento do AVC, maiores serão as chances de recuperação completa. Desta forma, torna-se primordial ficar atento aos sinais e sintomas e procurar atendimento médico imediato.

Existem dois tipos de AVC, que ocorrem por motivos diferentes: AVC hemorrágico e AVC isquêmico.

 

QUAIS OS SINTOMAS

Existem alguns sinais que o corpo dá que ajudam a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral. Os principais sinais de alerta para qualquer tipo de AVC são: fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão mental; alteração da fala ou compreensão; alteração na visão (em um ou ambos os olhos); alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

 

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Viaduto possui iluminação em LED e vai duplicar a capacidade em cruzamento da Av. Beira Rio com a Ponte Sérgio Motta

Publicados

em

Por

O viaduto Murilo Domingos, Localizado na Avenida Manoel José de Arruda (Av. Beira Rio), que será entregue às 18h30 de hoje (10), é a segunda obra deste tipo construída exclusivamente com recursos da Prefeitura de Cuiabá. O empreendimento recebeu um investimento aproximado de R$ 18 milhões. A obra possui 400 metros de extensão, sendo 200 de uma ponta a outra da estrutura e mais 200 metros de muro em escama de concreto, somando os dois lados. Além disso, são 64 longarinas (vigas), de 24,7 metros, e mais sete pórticos com dois pilares de sustentação em cada um deles.

“Trata-se de um marco para a mobilidade urbana já que a  cidade vem crescendo exponencialmente. Já entregamos no final do ano passado, o viaduto Jucá do Guaraná  e agora, a capital, receberá mais essa estrutura que irá beneficiar cerca de dez mil pessoas diariamente”, explica o prefeito Emanuel Pinheiro. Ele cita ainda que a construção do viaduto foi coordenada pela Secretaria de Obras Públicas do município, que contou com a parceria da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) nas ações voltadas para o trânsito durante a execução dos trabalhos.

A iluminação da estrutura é feita por lâmpadas do tipo LED que, além de mais econômicas, também são responsáveis por dar maior claridade aos locais em que são utilizadas. No total, a parte superior do elevado conta com 34 postes instalados e a outras 32 luminárias na inferior.

Os estudos de viabilidade realizados para a implantação do viaduto apontaram que o fluxo de veículos tem sido cada vez mais crescente na região, o que resulta em quilômetros de congestionamentos com a espera de mais de 30 minutos, durante o horário de pico.

Leia Também:  Vacinação da Gripe Influenza H1N1 terá início amanhã nas UBSs de Vera

De acordo com a sondagem, a execução da intervenção pontual na Beira Rio deve duplicar a capacidade do cruzamento, atendendo de forma direta dez mil pessoas por hora/pico e, indiretamente, 145 mil habitantes do entorno.

 

PAISAGISMO

Além de melhorar a mobilidade urbana em uma das regiões mais movimentadas de Cuiabá, o Viaduto Murilo Domingos, também contribui para o embelezamento da cidade. Isso porque, além das etapas ligadas à área estrutural, a construção do elevado englobou também a execução de um projeto de paisagismo.

O trabalho contou com plantio de grama, palmeiras e outras espécies de plantas ornamentais, que ajudam a deixar o visual do viaduto ainda mais contemplativo.

Também foi realizada a pintura dos pilares de sustentação com elementos símbolos da nossa Capital. Participaram desse projeto os seguintes artistas plásticos regionais: Fred Fogaça, participam desse trabalho os artistas Régis Gomes, Benedito Silva, Zilda Barradas, Babu 78, Vitório “Nico” e Sérgio Venny.

HOMENAGEM

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos.

Advogado, político e empresário, Murilo Domingos nasceu em 1941, na cidade de Jardinópolis- SP, mudou-se para Mato Grosso em 1986 e construiu sua carreira política e empresarial na cidade industrial. Foi deputado federal (suplente e assumiu a vaga de Augustinho Freitas em 1996 e foi reeleito em 1998). Foi prefeito de Várzea Grande em 2004 e reeleito posteriormente.

Leia Também:  Cuiabá inicia vacinação para garis, catadores de recicláveis e trabalhadores do transporte coletivo; Márcia Pinheiro anuncia vacinação para gestantes

Murilo Domingos era casado com Teresinha de Jesus Carvalho Domingos, com quem teve três filhos -Murilo Elias, Rafael Domingos e Carolina.

Ele foi fundador do mercado atacadista Casa Domingos, em Várzea Grande. Murilo sempre representou o setor do comércio e lutou em busca por melhorias no setor, inclusive, chegou a ocupar a direção da Associação Comercial de Cuiabá.

Murilo foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e a promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá, como a soltura de mais de 5 milhões de filhotes de peixes. Faleceu dia 2 de abril de 2019-  de traumatismo craniano e hemorragia cerebral – após ter sofrido um acidente em sua residência.

EMPREGOS

Projetado para melhorar a mobilidade urbana de uma das regiões com maior fluxo da cidade, o viaduto Murilo Domingos também foi responsável por trazer para a Capital um importante benefício socioeconômico. Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Obras Públicas aponta que a obra movimentou cerca de mil vagas de emprego durante sua construção.

O levantamento engloba todas as atividades que, de forma direta ou indireta, tiveram participação na edificação da estrutura. Dessa forma, além dos operários da empresa contratada para executar a obra, o número soma ainda os fornecedores e transporte de materiais, fornecedores de alimentação, colaboradores das concessionárias de água e energia elétrica, servidores das secretarias municipais, entre outros setores envolvidos em diferentes etapas da obra.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA