Cidades

Sema e Bombeiros iniciam curso de formação de brigadistas em Barão de Melgaço

Publicados

em

JB News

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com o Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, o Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), realiza curso de formação de Brigadista em Barão de Melgaço (121 km de Cuiabá).

Todos serão capacitados para realizar diversos atendimentos, e eles pertencem as comunidades tradicionais e são moradores de entornos de Unidades de Conservação.

A capacitação, que tem uma carga horária total de 24 horas, é formada por disciplinas teóricas e práticas ministrada pelos bombeiros militares, dividida em três dias, nos períodos matutino e vespertino.

No curso os participantes são instruídos a combater as chamas e prestar os primeiros socorros em eventuais acidentes com fogo.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso fará a doação de abafadores rurais de todas as comunidades que participarem da capacitação.

A organização dos cursos é do Corpo de Bombeiros junto com as Superintendências de Educação Ambiental e de Biodiversidade da Sema e tem o apoio do Comitê Estadual de Povos e comunidade Tradicionais de Mato Grosso.

Leia Também:  Pantanal não terá água para combater os incêndios florestais na maior seca da história diz senador Welington Fagundes

O curso tem em sua grade curricular, aulas teóricas e práticas, sobre técnicas de combate a incêndios florestais, comportamento do fogo, causas, propagação, classificação dos incêndios, ferramentas, primeiros socorros, o uso correto das ferramentas, equipamentos e acessórios (FEAs), afiação e manutenção de FEAs, montagem de almoxarifado, confecção de aceiros, entre outros temas. E o encerramento, será com as aulas em campo.
A capacitação está de acordo com os protocolos de distanciamento social e uso obrigatório de máscara de proteção individual e álcool em gel.

Participam ministrando a capacitação, o servidor da Sema, Alexsander Siqueira, e os bombeiros militares, o 2° Sargento BM Olisey Pedroso de Almeida, e o soldado BM Acson Niky dos Santos Corrêa.

A prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves Silva (PSDB), afirma que a finalidade do curso de formação é preparar os brigadistas para prevenir e combater os incêndios na região, garantindo a preservação da natureza e a qualidade de vida da população de Barão de Melgaço. “Estamos dando todo apoio e não medimos esforços para investir e colaborar na capacitação dos brigadistas. O curso possibilitará que eles atuem com segurança, buscando proteger as pessoas e as áreas de incêndios que possam danificar patrimônios e principalmente o Meio Ambiente”, encerrou.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Homem é condenado a 12 anos de prisão por morte de garota de programa 

Publicados

em

Por

 

 

JB News

Rone Ferreira Leite foi condenado a 12 anos de reclusão em regime inicial fechado pelo homicídio duplamente qualificado de Silvana de Almeida Rodrigues, em Pontes e Lacerda (a 352km de Cuiabá). A sessão do Tribunal do Júri ocorreu na quarta-feira (16), quando o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e autoria do crime imputado ao réu, bem como as qualificadoras de motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. O sentenciado informou que não irá recorrer.

O crime aconteceu em julho de 2017. Conforme a denúncia da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Pontes e Lacerda, Rone contratou Silvana para um programa sexual no dia dos fatos, que seria pago com fornecimento de substância entorpecente. Eles se dirigiram à residência do denunciado, ocasião em que Rone forneceu drogas à vítima e mantiveram relação sexual. Em seguida, eles se desentenderam em razão do entorpecente e Silvana deixou o local.

Rone então foi atrás de Silvana de posse de uma faca. Ao alcançá-la, o denunciado lhe deu uma rasteira e passou a golpeá-la, causando-lhe diversos ferimentos. A vítima faleceu em razão de choque hipovolêmico (perda excessiva de sangue e líquidos). O acusado confessou o crime.

Leia Também:  Mobilização de estudantes reúne grandes líderes brasileiros em evento online para inspirar a nova geração

“Cumpre destacar que Silvana encontrava-se em dificuldade de defesa, porquanto estava desarmada, em inferioridade de forças, pelo fato de ter sido esfaqueada após ter levado uma “rasteira” e por ter recebido golpes pelas costas […]. Por fim, infere-se que a motivação do homicídio foi torpe, em razão de uma cobrança do denunciado dos entorpecentes utilizados pela vítima”, argumentou o Ministério Público na denúncia.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA