CUIABÁ

Seis cirurgias de média complexidade e 66 atendimentos de urgência e emergência marcam funcionamento do novo HMC

Publicados

em

OZIANE RODRIGUES

Luiz Alves

O primeiro dia de funcionamento da última etapa do Hospital Municipal de Cuiabá, Dr. Leony Palma de Carvalho, onde está situado o novo Pronto Socorro da capital foi marcado pelo atendimento de 72 pacientes de urgência e emergência (graves).

Seis cirurgias de média complexidade e a ocupação de quatro leitos de estabilização, que são para pessoas que necessitam de atendimento redobrado devido ao eminente risco de morte, estão inclusas no montante contabilizado.

De acordo com o diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública -ECSP, Alexandre Beloto 95% dos pacientes foram trazidos de ambulâncias e de SAMU – Serviço Atendimento Móvel de Urgência. “A maioria dos pacientes recebida neste primeiro dia foram trazidos de veículos oficiais destinados ao socorro em casos de urgência. Isso demostra que o realinhamento do fluxo tão cuidadosamente planejado pelo prefeito Emanuel Pinheiro junto à Comissão Pro Implantação do HMC funcionou com louvor, conforme o programado, e todos os pacientes foram recebidos de forma célere e humanizada” frisou.

Com a última etapa, o HMC passa a ofertar para a população 315 leitos, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), 60 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), 38 de Emergência, 06 salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós-anestesia). Além disso, conta com ambulatório com mais de 13 das especialidades médicas mais procuradas pela Central de Regulação, exames como ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia, parque tecnológicos com equipamentos de última geração, moderno centro de imagens e ainda farmácias satélites.

Leia Também:  Marcos Machado nega prisão domiciliar para chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro

De acordo com o secretário de Saúde Luiz Antônio Pôssas de Carvalho a capacidade instalada do HMC eleva o padrão SUS. “Com essa capacidade instalada, o HMC tornou-se um dos maiores complexos hospitalares do Centro Oeste e está, segundo o Ministério da Saúde, entre os melhores hospitais públicos do país.”

Para o prefeito Emanuel Pinheiro o acréscimo de leitos, passam a beneficiar não apenas Cuiabá, mas todos os mato-grossenses. É um sonho realizado e avança em 20 anos o SUS do Estado. “Não é Cuiabá que passa a ter mais leitos, é nossa Capital dos 300 anos que dá sua contribuição máxima para a Saúde Pública de MT entregando um marco histórico, uma verdadeira virada de página da Saúde ao seu legítimo dono: a população. Prometi um Pronto Socorro, e entrego o HMC – o maior hospital de Mato Grosso para o povo da minha terra. Um monumento que entra para história segundo o Ministério da Saúde e órgãos de controle social do SUS-MT, dentre eles o COSEMS, como um avanço de 20 anos no SUS mato-grossense. Não existe orgulho maior para um legítimo filho desta terra”, destacou Pinheiro.

Leia Também:  Kalil e Jayme anunciam R$ 20 milhões em investimentos e esforço pela solução para a falta de água

TRANSIÇÃO ANTIGO PS/HMC

Pensando na adaptação dos munícipes que estão acostumados a buscar os atendimentos no antigo Pronto Socorro há mais de 40 anos, o secretário de Saúde explicou que nestes primeiros meses ainda haverá um pequeno posto de urgência/emergência na unidade hospitalar. “O mote da gestão Emanuel Pinheiro é humanização. Então não poderíamos simplesmente não considerar que há 40 anos os cuiabanos buscavam os atendimentos no antigo PS. Por esta razão nesse primeiro mês ainda teremos um pequeno posto de urgência/emergência no local para aqueles que por algum motivo ainda se dirigirem ao antigo PS. Esse paciente terá um primeiro acolhimento e depois será encaminhado para o HMC e aos poucos o espaço será fechado por etapas para ser reformado e transformado no HFAM – Hospital da Família, outro grande sonho do prefeito que será apresentado na próxima semana”, finalizou Pôssas.

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Cuiabá investirá mais de R$ 193 milhões em melhoria do sistema viário nos próximos dois anos

Publicados

em

Por

O processo licitatório nº 044/2021 está em andamento e deve ser finalizado ainda este ano
BRUNO VICENTE

Luiz Alves

 

Além de construir nova pavimentação em locais que ainda não possuem essa infraestrutura, a gestão Emanuel Pinheiro também possui a constante preocupação com a manutenção das vias que já são asfaltadas. Nesse sentido, a Prefeitura de Cuiabá está realizando um processo licitatório para contratação de empresa que executará diversos serviços de melhoria no sistema viário urbano da Capital.

Para que toda a cidade seja beneficiada de forma equivalente, a concorrência nº 044/2021 está dividida em quatro lotes, sendo o primeiro para a região Leste, o segundo para a Norte, o terceiro para a Oeste, e o quarto para a região Sul. Entre os serviços que devem ser executados estão: recapeamento; remendo profundo; tapa-buraco; recuperação de tubulação de drenagem, de bocas de lobo e poços de visita.

A licitação prevê um investimento de mais de R$ 193 milhões e superou a fase de habilitação com 14 empresas aptas, seguindo os critérios estabelecidos no edital montado pela Secretaria de Obras Públicas em parceria com a Secretaria Adjunta Especial de Licitações e Contratos. Agora, será feita a avaliação da qualificação técnica das classificadas e, posteriormente, abertura das propostas e anúncio das vencedoras.

Leia Também:  Chefe de gabinete de Emanuel, Antônio Neto tenta reverter prisão no CCC em prisão domiciliar

“Os contratos firmados a partir de licitação serão executados em um período de dois anos e seis meses. Nesta semana alcançamos a histórica marca de mais de 300 quilômetros de pavimentação construída, fruto de um trabalho planejado e contínuo. O que queremos é seguir ampliando essa melhoria, garantindo a manutenção das vias e seu bom estado de uso”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

Conforme a justificava apresentada pela Secretaria de Obras Públicas no edital, uma boa pavimentação tem a função de melhorar a trafegabilidade, proporcionando ao condutor mais conforto, segurança e também economia aos cofres públicos. Além disso, destaca que por conta dos desgastes naturais, após anos de uso, as vias necessitam de recuperação com execução de tapa buraco, recapeamento asfáltico, drenagem e outras ações pertinentes.

“A manutenção e melhorias das avenidas e ruas indicadas pela ação, proporcionará maior durabilidade do pavimento, maior rapidez do trânsito de veículos coletivos e particulares, gerando inserção da comunidade e os bairros, além de fomentar o desenvolvimento econômico das atividades formais e informais, a fim de suscitar empregos e, consequentemente, melhorar a renda da população”, diz trecho do edital.

Leia Também:  Prefeitura realiza novo processo licitatório para garantir pavimentação do bairro Jardim Industriário II

MAIS AVANÇOS

Para o próximo ano, a Prefeitura de Cuiabá também já tem novas obras previstas, em especial para a Avenida Miguel Sutil.

O planejamento da gestão Emanuel Pinheiro é construir na avenida mais dois viadutos e uma trincheira, iniciado a partir de abril, mês de comemoração aos 303 anos da Capital. As obras serão executadas em pontos considerados grandes gargalos no trânsito da região.

Os viadutos serão edificados na rotatória de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal e no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. A última obra é a construção da Trincheira do Círculo Militar, orçada em R$ 62 milhões e já que já está com o projeto protocolado no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para dar andamento no processo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA