VÁRZEA GRANDE

Secretaria de obras fecha 2019 com o maior programa de asfalto com 150 km de pavimentação e 70 km de recapeamento

Mobilidade Urbana

Publicados

em

A duplicação da Filinto Muller foi a maior obra estruturante da Gestão

30/12/2019     21

A prefeita da segunda maior cidade do Estado de Mato Grosso, Lucimar Sacre de Campos, avalia que termina o ano de 2019 trabalhando e vai começar 2020 em ritmo acelerado no setor de serviços e obras. “Realizamos mais de 167 obras de grande vulto e investimentos da ordem de R$ 500 milhões entre recursos públicos municipais, estaduais e federais”, resumiu a gestora se referindo às inaugurações entregues à sociedade como a Unidade de Pronto Atendimento – UPA – Dr. Farid Seror no Grande Cristo Rei, a segunda inaugurada em sua gestão; o Complexo Esportivo Júlio Domingos de Campos – Fiotão; o Estádio de Várzea Grande, Dito Souza; a Via 31 Esportiva; obras de abastecimento de água, três Centros Municipais de Educação Infantil – CMEIs entregues, cinco escolas totalmente reformadas, entre outras.

A chefe do Executivo Municipal comemora o grande número de obras finalizadas e entregues à população, e enfatiza que os grandes destaques da Secretaria de Viação, Obras e Urbanismo de Várzea Grande no ano de 2019 fica por conta do maior programa de asfaltamento de vias públicas que o município já recebeu e da duplicação da Avenida Senador Filinto Muller.

Fruto de financiamentos na ordem de R$ 150 milhões oriundos dos agentes financeiros Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, além de contrapartida do Tesouro Municipal, o programa de pavimentação urbana soma 150 km de novas ruas e avenidas além de recapeamento de outros 70 km em 49 bairros da cidade.

A duplicação de 10 quilômetros da Avenida Senador Filinto Muller entregue neste dezembro à sociedade pela prefeita Lucimar Sacre de Campos e o governador Mauro Mendes interligou 25 bairros da cidade como a Região Oeste de Várzea Grande e o Centro beneficiando diretamente 60 mil habitantes. A inauguração também criou um novo corredor comercial colocando Várzea Grande na rota do agronegócio do país, uma vez que dá acesso à Rodovia Imigrantes, Rodovia Júlio Campos e Rodovia Mário Andreazza, passagem obrigatória para o Norte de Mato Grosso ou para quem vai para o Sul do Estado ou do País.

Leia Também:  Várzea Grande encerra semana da árvore com plantio de mudas

Considerada uma das maiores obras de intervenção rodoviária municipal deste ano no Estado a obra foi finalizada com uma economia de R$ 5,2 milhões entre o processo licitatório que tinha preços iniciais de R$ 31 milhões e foram contratados por R$ 23 milhões e a conclusão da mesma, com um saldo positivo de R$ 1,2 milhão que serão devolvidos ao Governo Estadual e revertidos para a construção do Parque Ambiental Bernardo Berneck.

O compromisso de repassar novamente os recursos através de convênio foi firmado publicamente pelo governador Mauro Mendes, durante a inauguração. “Encerramos o ano de 2019 com a homologação das concorrências públicas para execução das obras do complexo da Orla do Porto em Várzea Grande e da construção e ampliação do Parque Berneck, ambas estão estimadas em pouco mais de R$15 milhões. Queremos iniciar o ano lançando a obra do Parque Ambiental Bernardo Berneck, uma vez que já temos o compromisso de R$ 1,2 milhão do Governo do Estado e o projeto finalizado”, destacou Lucimar Sacre de Campos.

A duplicação da Avenida Filinto Muller foi finalizada com R$ 18,8 milhões oriundos de convênio com o Governo Estadual e R$ 7 milhões de recursos próprios da Prefeitura de Várzea Grande, onde R$ 5 milhões foram utilizados nas intervenções de obras e R$ 2 milhões para desapropriações. “Avalio a duplicação da Avenida Filinto Muller como uma obra de extrema importância para a cidade em diversos aspectos seja para a questão econômica, estruturante ou ainda de qualidade de vida para o morador. O ano que se encerra foi importante para a cidade e sua população, pois foram conquistados avanços importantes em todas as áreas de atuação do Serviço Público Municipal”, disse a prefeita.

Além de avaliar os números positivos de 2019, a chefe do Poder Executivo de Várzea Grande já programa novas obras para 2020 como a segunda etapa do programa de pavimentação asfáltica para a cidade. Obras que são possíveis porque aqui em Várzea Grande o dinheiro de impostos pagos pela população e pelos empresários é aplicado em favor do povo. Em todas as áreas como assistência social, saúde, educação e infraestrutura. A nossa forma de fazer gestão pública é preocupada com o índice de desenvolvimento urbano, e de dar total transparência quanto ao serviço prestado, para melhorar a vida da mulher e do homem trabalhador que vive em Várzea Grande,” afirmou Lucimar Sacre de Campos.

Leia Também:  TCE-MT e UFMT buscam soluções para saneamento básico no estado

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes, confirma os dados apresentados pela prefeita informando que as licitações para a continuidade do programa de pavimentação de ruas da cidade estão sendo homologadas ou em fase final. “Várzea Grande já possui uma nova infraestrutura urbana, que dá mais agilidade e segurança para o trânsito além de valorizar Várzea Grande e seus imóveis, dando qualidade de vida para a população de uma maneira em geral e garantindo dignidade aos munícipes”, disse Luiz Celso de Moraes.

Luiz Celso de Moraes detalha que as obras de asfalto novos incluem drenagem, construção de galerias pluviais, colocação de meio fio, guias e sarjetas, e por fim, a pavimentação. “Vale à pena ressaltar a economia alcançadas com as licitações que chegaram a 17%”, lembrou o secretário se referindo ao programa de asfaltamento de vias públicas que com uma a economia nas licitações, garantiu o aumento da quilometragem a ser asfaltada de 125km para 150 km no total.

FISCALIZAÇÃO – Todos os recursos recebidos a título de empréstimos estão sendo auditados e fiscalizados pela Caixa Econômica Federal e por outros órgãos de fiscalização das ações do Poder Público Municipal, como a Controladoria Geral da União – CGU ou o Tribunal de Contas da União e do Estado – TCU e TCE. A solicitação foi feita pela prefeita Lucimar Sacre de Campos pensando no ateste da qualidade das obras e na transparência de gestão.

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

 
COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Kalil baixa novo decreto, mantém aulas híbridas, estado de emergência e meios de biossegurança 

Publicados

em

Por

 

 

Seguindo recomendação do prefeito Kalil Baracat, o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande, decidiu manter o Estado de Emergência até 31 de dezembro deste ano e reforçar, mesmo reconhecendo uma queda acentuada no número de casos e óbitos, as exigências de biossegurança como distanciamento social, uso de máscara e álcool em gel entre outras medidas.
“Vamos continuar paulatinamente revogando as medidas anteriores, mas de forma cautelosa, para não voltarmos a ter um quadro excessivo de doentes contaminados com a COVID 19, pois nossa preocupação é a vida de todos”, disse o prefeito Kalil Baracat ao sinalizar que a estrutura da Saúde Municipal somente será redimensionada quando a Administração Municipal calcada em decisões médicas e cientificas deter o controle da COVID, ou seja, quando passar a pandemia.
O Decreto 102/2021, revogou outros 20 decretos emitidos neste ano de 2021 e além de manter o Estado de Emergência, manteve ainda o uso de máscara, distanciamento social, mesmo para pessoas devidamente imunizadas e a obrigatoriedade na oferta de álcool gel ou 70%.
“Trabalhamos com a meta de até o final deste mês de outubro, já termos superado 80% da população de Várzea Grande imunizada com duas doses, o que nos permitirá com maior segurança, detectar a imunidade de rebanho e principalmente termos o controle da COVID 19”, disse o secretário de Saúde, Gonçalo Barros para quem as flexibilizações em Várzea Grande terão caráter científico e médico para serem adotadas, descartando achismos ou interpretações em meio a pandemia.
O presidente do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19, Silvio Fidélis, secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, a cautela defendida pelo prefeito Kalil Baracat, demonstra bom senso e cuidado redobrado diante do vai e vem que a pandemia já demonstrou em mais de dois anos de incidência e com mais de 600 mil vítimas fatais no Brasil.
“Vivemos um momento atípico, portanto, cautela e medidas mais tranquilas acabam dando segurança a população que sofreu com os reveses da COVID 19 e vai ter que vivenciar um novo normal, novas regras e maiores cuidados pessoas e com o meio ambiente e a convivência com os demais”, assinalou.
Silvio Fidélis frisou que o Ano Letivo de 2021 para as Unidades Escolares Públicas e Privadas continuam em sistema híbrido, tanto presencial como online, e a redução gradual da incidência da COVID 19, deve permitir que o ano letivo de 2022, agendado para se iniciar pelo calendário estudantil, em fevereiro, já adote o sistema 100% presencial.
A utilização de espaços públicos ou privados para eventos, mantém a capacidade máxima de 70% com a exigência de comprovação de vacinação de uma ou duas doses e a exceção para aqueles que ainda não possam ser vacinados, que apresentem o exame negativo para COVID.
O presidente do Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL/VG, David William Pintor, que tem assento no Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande, aprovou as medidas e acredita que o momento é de se ter cautela.
“Ficamos felizes com o planejamento executado pela Prefeitura de Várzea Grande no combate a COVID 19 e os resultados obtidos, principalmente na campanha de vacinação, portanto, para não se correr riscos desnecessários é melhor que as medidas sejam discutidas e debatidas, pois existem muitas vertentes dentro de uma cidade do tamanho de Várzea Grande e que envolve o Poder Público, os setores economicamente ativos entre outros segmentos, pois, estamos próximos do Natal e do Ano Novo e teremos que ver como as pessoas se comportarão e quais serão os reflexos na economia”, disse o presidente do CDL/VG.
Kalil Baracat sinalizou que novamente flexibilizou os horários de funcionamento para estabelecimentos comerciais noturnos que poderão trabalhar até as 3 horas da manhã e repassou aos secretários municipais a competência para o retorno gradativo ou definitivo, bem como, daqueles servidores públicos que poderão permanecer com trabalho em home office por terem alguma comorbidade.
O Decreto manteve ainda o Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus – COVID 19 e reforçou a competência de fiscalização para a Guarda Municipal, as Polícias Militar, Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros entre outras instituições públicas no cumprimento das exigências de biossegurança.
“Avançamos muito em relação a COVID 19, portanto, vamos ter cautela e dar novos passos dentro de uma nova realidade que permita a todos trabalharem, estudarem, viverem suas vidas, mas com segurança e sem esquecer das vidas ceifadas pela pandemia e que devem nos estimular na busca do respeito mútuo”, disse o prefeito Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MPF instaura procedimento para coibir a comercialização de lotes em áreas de preservação no Rio Araguaia
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA