Destaque

Saúde Estadual prorroga inscrições para o processo seletivo das unidades hospitalares

Publicados

em

As vagas são destinadas aos oito hospitais geridos pela SES-MT

Fernanda Nazário SES-MT

As vagas são destinadas o Hospital Estadual Santa Casa, Hospital Metropolitano e os Hospitais Regionais de Alta Floresta, Colíder, Rondonópolis, Cáceres, Sinop e Sorriso – Foto por: Maros Vergueiro/Secom-MT

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) prorrogou as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para as unidades hospitalares geridas pelo órgão estadual. A inscrição terminaria nesta segunda-feira (17.01), mas, conforme a Retificação do Cronograma do Edital N°001/2022, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (18.01), o prazo foi prorrogado para até o dia 21 de janeiro.

As vagas são destinadas ao Hospital Estadual Santa Casa, Hospital Metropolitano e os Hospitais Regionais de Alta Floresta, Colíder, Rondonópolis, Cáceres, Sinop e Sorriso.

As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente por meio do endereço eletrônico www.seplag.mt.gov.br/cirurgias. É obrigatório o envio por anexo da documentação exigida em formato PDF.

Vagas para demais unidades 

A SES ainda está com inscrições abertas para preenchimento de vagas nas unidades especializadas, desconcentradas/regionalizadas e nível central do órgão estadual. As inscrições podem ser realizadas exclusivamente por meio do endereço eletrônico www.seplag.mt.gov.br/atendimentos, tendo início em 17 de janeiro de 2022 e término em 31 de janeiro de 2022, às 23h59.

Leia Também:  Secretaria de Saúde apresenta relatório do primeiro quadrimestre de 2021 em sessão da Câmara

Juntos, o processo seletivo para as unidades hospitalares e especializadas somam cerca de 3 mil vagas para diversas áreas da saúde do Estado.

DOWNLOAD 

COMENTE ABAIXO:

Destaque

MPF pede arquivamento das investigações em desfavor de Fernando Gabriel Padilha, cunhado do ex-secretário chefe da casa civil Mauro Carvalho

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

O Ministério Público Federal (MPF), pediu o arquivamento das investigações em desfavor de Fernando Gabriel Padilha de Borbon Neves, cunhado do ex-secretário chefe da casa civil Mauro Carvalho.

Fernando estava sendo investigado, depois de ter feitos transações bancárias ao lobista Rowles Magalhães, que foi preso na operação descobrimento da Polícia Federal (PF), envolvidos com o tráfico de drogas internacional.

A princípio a investigação contra Fernando era para saber se ele estaria envolvido, com o tráfico de drogas, que movimentaria cerca R$ 100 milhões de reais, segundo a PF.

Porém após Fernando mostrar que o valor do dinheiro transferido a Rowles Magalhães, era apenas empréstimo sem saber de relação alguma do lobista com o tráfico de drogas. Na compravação a polícia federal conseguiu apurar que todo dinheiro emprestado era declarado.

Fernando foi investigado por 30 dias e colaborou com as investigações, provando sua conduta como profissional sendo advogado e também sua conduta honesta pessoal.

Veja a decisão:👇

Denúncia

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Novo decreto de Emanuel Pinheiro autoriza funcionamento de 52 atividades de serviço essencial em Cuiabá
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA