Curiosidade

Quando afastar-se após a infidelidade

Publicados

em

Leia esse artigo e aprenda a ver o que fazer nessa situação

 

Você iniciou o relacionamento com seu parceiro atual com grandes expectativas. Tudo estava indo muito bem, e vocês estão juntos há muito tempo.

Pode ser uma surpresa total, ou você estava ciente do relacionamento passando por um período difícil. De qualquer forma, seu parceiro te traiu e agora você precisa enfrentar os fatos.

Embora trair não signifique necessariamente que você deva sair, você deve saber quando se afastar após a infidelidade.

Nos casos de relacionamentos mais antigos, não é incomum a mulher descobrir que o seu marido se tornou sugar daddy de uma ou mais meninas mais novas. Um verdadeiro golpe na autoestima delas.

Aqui estão alguns fatores que você deve considerar ao tomar sua decisão.

Seu parceiro está mentindo sobre o caso (e tudo mais)

A comunicação é a base de qualquer relacionamento forte. É essencial manter um alto nível de comunicação sem argumentos e segredos.

Sim, cometer um caso era uma mentira e afetava a maneira como você se comunica, especialmente sua confiança no que seu parceiro está lhe dizendo. Você provavelmente está checando tudo o que está dizendo e é assim que deve agir.

É difícil recuperar a confiança após um caso. Seu parceiro precisa estar pronto para ir além para provar sua dedicação ao seu relacionamento.

Eles precisam ser completamente honestos sobre tudo o que estão fazendo. Isso inclui não pequenas mentiras, como mentir para onde estão indo ou guardar segredos sobre seu trabalho.

Honestidade também é importante quando se trata do caso em si. Pode ser difícil para o seu parceiro contar e você ouvir, mas é vital reunir todas as informações sobre suas traições.

Eles precisam estar prontos para assumir suas ações e contar toda a verdade. A honestidade é a base da comunicação, e vocês dois precisam cumpri-la em todas as ocasiões.

Não é a primeira vez

No mundo ideal, ninguém trai e os negócios não acontecem. Infelizmente, a traição acontece com mais frequência do que você pensa.

Se você tem um forte pressentimento de que a infidelidade não deve acontecer, será um sinal de que você deve sair imediatamente.

No entanto, você também pode ficar e considerar quando sair após a infidelidade. Para iniciantes, você precisará considerar as razões pelas quais eles cometeram o caso.

Leia Também:  Conexão TCE será lançado no próximo dia 23 em Primavera do Leste

A lista de razões inclui o desejo de aumentar o ego, novos encontros sexuais ou satisfação emocional.

É importante discutir as razões e ver a gravidade do caso. Se você está pronto para passar por uma única infidelidade, nunca deve perdoar o segundo caso.

Se seu parceiro o trai várias vezes, ele se torna um infiel em série. Isso mostra que eles têm o hábito de cometer infidelidade e não têm problemas com isso.

Se você perdoa um caso duas vezes, por que acha que não acontecerá pela terceira vez? As chances são de que sim, o que é altamente desrespeitoso para você.

Não há motivo para ficar com pessoas que não o respeitam e considere terminar o casamento.

Você não sente que está feliz mais

O caso afetou negativamente o seu relacionamento e você não pode negar isso. Mas por um momento, vamos tentar deixar de lado a traição. Você quer dar um passo atrás e pensar em como estava satisfeito no relacionamento que tinha antes do caso.

Você pode dizer que estava feliz antes que a traição acontecesse? As chances são de que algo já estava errado no seu relacionamento. Talvez seja por isso que seu parceiro cometeu o caso, mas você quer se concentrar agora.

Se você acha que uma fase difícil de um relacionamento durou um tempo, você tem bons motivos para não ter saído mais cedo?

Se sua comunicação é ruim e você não sente mais carinho pelo seu parceiro, você tem a resposta para sua pergunta se deve sair.

Não há nenhuma razão pela qual você deve permanecer em um relacionamento ruim que é ruim para você. Em vez disso, saia o mais rápido possível para continuar sua vida e encontrar coisas melhores para você.

Eles o culpam pelo caso deles

Os infiéis tentam de tudo para se livrar da responsabilidade, e apenas aqueles que realmente se importam com você e com o relacionamento assumem a ação deles.

Você precisa ter uma conversa sincera com seu parceiro e discutir porque o caso aconteceu.

Se eles lhe disserem que você é o culpado pela traição deles, você não deve mais permanecer no relacionamento. É um sinal de irresponsabilidade e um indicador de que seu parceiro não está maduro o suficiente.

Leia Também:  TV Assembleia MT inicia transmissão em Libras: Max Russi avalia como grande conquista

Você não precisa se concentrar apenas em trair, mas analisar suas ações na vida cotidiana. Se eles fazem algo errado, parece que todo mundo tem culpa, exceto eles?

É importante que todos sejam honestos sobre suas ações e assumam responsabilidades. Se seu parceiro não estiver pronto para isso, provavelmente não está pronto para um relacionamento.

Parece que eles não estão comprometidos com o relacionamento

Você pode não se sentir feliz no relacionamento, mas isso pode parecer porque seu parceiro fez você se sentir assim.

Trair pode ter sido apenas uma confirmação de que seu parceiro não está comprometido com o relacionamento.

É por isso que você deve voltar o tempo em sua cabeça mais uma vez – seu parceiro estava evitando falar sobre os sentimentos deles? Eles estavam cancelando planos de datas com frequência? Eles evitaram abraços, beijos e interação física?

Você tem outros motivos para ficar longe do seu parceiro?

Você está no relacionamento há muito tempo, ou se casou e tem filhos juntos? Quanto mais tempo você passou juntos, mais difícil será sair.

Se você tem um filho juntos, isso torna as coisas ainda mais complicadas. Não será fácil decidir porque você sente a necessidade de colocar seu filho em primeiro lugar.

Embora isso seja verdade, você deve se perguntar se permanecer junto dará à criança a oportunidade de crescer em um lar amoroso. Não é melhor que a crise seja temporária, em vez de deixá-los ver você lutando o tempo todo?

Se sair te deixar mais feliz, isso também será melhor para o seu filho. Você pode esperar uma solução difícil, mas se conseguir alcançar um lugar feliz depois de reunir sua vida, garantirá pelo menos um pai feliz para a criança.

E um pai feliz pode fazer muito mais pelo filho, portanto não negligencie sua felicidade. Por outro lado, você deve levar o divórcio a sério. A decisão de deixar um casamento ou relacionamento precisa ser racional.

Listamos algumas das situações em que devemos nos afastar após a infidelidade e esperamos que elas possam ajudá-lo a fazer a escolha certa. É importante pensar bem e descobrir qual é a melhor coisa para o seu futuro.

COMENTE ABAIXO:

Curiosidade

Especialista fala sobre a importância de ser anfitrião da família na pandemia

Publicados

em

Por

REGRAS SEM FRESCURA

Especialista em Etiqueta Social fala sobre a importância de ser anfitrião da família na pandemia

Renata Corrêa diz que se todos soubessem a Etiqueta dentro das regras, sem preconceito, seria como uma regra qualquer, tal como parar o carro no sinal vermelho

Você acha que a Etiqueta Social é frescura? Então chegue mais perto à leitura e se atente ao convite da especialista em Etiqueta Social, Renata Corrêa, que vai ensinar como surpreender os convidados com a live “Receber Bem e Mesa Posta”, nesta quarta-feira (05.08), às 19h, pelo projeto “Mulheres da Grande Família”. A proposta é de um grupo criado para troca de experiências, entre mulheres, e que vem ajudando muitas donas de casas, empreendedoras, profissionais de carreira e autônomas, de várias áreas, a enfrentarem, juntas, esta pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19), abordando diversos assuntos de um jeito criativo e sustentável.

Chega um dia, na vida adulta, que os momentos em família aumentam, os encontros com os amigos se tornam mais caseiros e cresce a vontade de servir e preparar o ambiente da casa cada vez melhor e convidativo a quem amamos, não é mesmo? Principalmente neste tempo de isolamento social, onde o convívio familiar está maior, tornando-se ideal para compartilhar e aprender sobre etiqueta.

“Agora que a gente não está podendo receber amigos, muitas pessoas na nossa casa, o foco voltou-se para aquilo que seria o essencial, o mais importante para a nossa vida, que é a família. Então é o que eu quero frisar bem neste encontro de quarta-feira (05), que é você ser anfitriã de sua própria família, uma mulher hospitaleira com os seus hóspedes diários, que são os nossos familiares. Ou seja, como você pode agradar? Como fazer uma mesa de forma simples, mas que fique elegante, bonito? Como que a gente pode aproveitar esse momento para ensinar aos nossos filhos, marido, amigos, primos, sobrinhos, os benefícios da etiqueta?”, convida Renata.

Quando se fala em Etiqueta Social logo vem à mente que se trata de um padrão para os ricos, e foi tido por muito tempo como frescura de uma classe social alta.

“Ao contrário, a Etiqueta não é frescura. Ela te iguala. Quando a gente sabe, você consegue circular em qualquer ambiente, porque você sabe como se comportar naquele determinado lugar. Ela te desiguala quando você não sabe o que fazer. Então, se todos soubessem a etiqueta dentro das regras, seria tal como a regra de atravessar a faixa de pedestre, ou parar o carro no sinal vermelho, que é uma regra, como outra qualquer. Se todo mundo fizer, as coisas fluem muito melhor”, explica a especialista em Etiqueta.

Leia Também:  Instituições se unem para fortalecer reinserção social de reeducandos

A Etiqueta Social engloba a Etiqueta à Mesa, o Receber Bem e a Etiqueta de Comportamento. Todos que a Renata se especializou pelo Instituto de Etiqueta e Protocolo de Belo Horizonte. E o foco dela é a etiqueta de receber em casa, do churrasco de família, do aniversário, o “junta panela”, onde cada um leva um prato para reunir em um almoço, por exemplo.

São pequenas recepções, como o nome de seu projeto traduz, em “Receber simples assim”, para que aquela mulher aprenda a ser uma anfitriã, sem precisar de ninguém para fazer as coisas por ela. Assim saberá, dentro da regra, aquilo que pode facilitar a vida dela na hora de receber alguém em casa.

Receber Simples Assim

 

Esta ideia começou porque Renata sempre gostou de ser uma anfitriã, de receber pessoas em sua casa, em Natal, Páscoa, Réveillon e de preparar as festas de aniversários dos filhos. Foi quando decidiu que deveria se especializar em festas afetivas, e fez o primeiro curso voltado para este hobby.

Além de especialista em Etiqueta Social, Renata Corrêa também é fonoaudióloga e funcionária pública estadual, que agregou as duas profissões à sua vida.

A medida que foi desenvolvendo a sua segunda ocupação profissional, Renata pendeu para a proposta de “Mesa Posta”, onde fez o segundo curso “Receber Bem e Etiqueta à Mesa”, e continuou se aperfeiçoando nesta área, além do curso de Etiqueta à Mesa.

Com o intuito de fazer um trabalho que inspirasse outras pessoas quanto a Mesa Posta, entre outras definições da Etiqueta, em 2017, Renata criou o perfil @renata_recebersimples, no Instagram.

E, aquilo que tinha o intuito de ser inspiração, tornou-se uma ferramenta rentável, onde decidiu ganhar dinheiro fazendo o que gosta, e entrou de cabeça no mundo profissional, ministrando workshops da área de Etiqueta, de uma forma prática, dentro da própria residência. Justamente para mostrar e ensinar às pessoas que vinham fazer o curso, o foco de ser uma anfitriã de sucesso e receber bem.

Leia Também:  Banco Central eleva a Selic: como ficam os investimentos?

Deu tão certo, que, além do Instagram, Renata Corrêa está presente nas plataformas virtuais do Youtube e Telegram, como Receber Simples Assim Por Renata Corrêa, e no Facebook e Pinterest, como Receber Simples Assim, com dicas gratuitas a quem quiser aprender um pouco mais sobre Etiqueta.

“E por falar em sucesso, o grupo Mulheres da Grande Família tomou uma proporção grande e traz muitos benefícios para as mulheres. Nós mulheres damos conta de fazer muitas coisas, mas muita das vezes a gente não se une para aprender o que uma pode estar ensinando para a outra. E está sendo um momento rico de troca de experiências. Agora a gente está podendo falar que não sabia fazer algo e se sentir a vontade para mostrar tanto as fragilidades, como as virtudes, e dividir os valores. É uma multiplicação de conhecimento”, finaliza Renata.

De tudo um pouco

O projeto Mulheres da Grande Família, idealizado pela empresária e dona de casa, Leonora Sodré, traz uma base de apoio e parceria, que somam atualmente 132 mulheres. Já abordou o tema sobre “Saúde Mental”, com foco em depressão, com a psicóloga Thais Dias Vidotti, “Mulheres em situação de risco”, com a advogada e presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim), Michelle Marie de Souza, sobre “Automaquiagem”, com a profissional Mayara Strobel, e, na semana passada, com a engenheira Civil, Daniela Argenta, o tema foi “Empoderamento prático através de ferramentas e furadeiras”.

Dani Argenta trabalha há mais de 15 anos na parte de engenharia rodoviária, com projetos, faixas de domínio e desapropriação, e trouxe ao grupo um pouco da independência de pequenos serviços em casa, desde hidráulica, elétrica e ferramentas manuais, que podem ser trocados sem a necessidade de gastar com um prestador de serviço.

A engenheira civil trouxe o poder de decisão, autonomia e liberdade, além dos reparos com o conceito da @supersisoficial, perfil que representa a profissional, amante das ferramentas e reparos, além da página www.supersis.com.br, onde apresenta o seu projeto SuperSis, com a dinâmica de cursos.


 
Por Beatriz Saturnino 
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA