Política Estadual

Projeto que incentiva a pratica de futebol feminino é aprovado na ALMT

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

Mesmo que o futebol feminino brasileiro e suas jogadoras sejam destaque internacional, o esporte ainda é pouco reconhecido no país. Entre os principais problemas está a falta de divulgação e o baixo investimento. Prova disso é que em Mato Grosso, de acordo com a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), estão em atividade participando do Campeonato Mato-grossense de Futebol Feminino, edição 2021, quatro times femininos: Ação, Cáceres, Cuiabá e Mixto.

A boa notícia é que essa realidade pode mudar nos próximos anos. Na última sessão plenária desta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Projeto de Lei n° 665/19 que estabelece a criação do Programa de Incentivo à Prática de Futebol Feminino no Estado, de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas), foi aprovado em segunda votação.

O projeto, que agora segue para sanção do governador Mauro Mendes (DEM), prevê a promoção de torneios, campeonatos e eventos, bem como na destinação de espaços voltados a pratica de futebol feminino. O programa deverá ser desenvolvido na rede estadual de ensino. De acordo com o paragrafo único da propositura entende-se por futebol as diversas formas de pratica desse esporte tais como: futebol de campo, futsal, society e futebol de areia.

Leia Também:  Especialistas destacam que passaporte sanitário vai contra liberdades individuais

Paulo Araújo explica que o objetivo é garantir tratamento igualitário entre homens e mulheres. “É preciso investimento no esporte feminino. Do mesmo jeito que tem para os homens, deve ter para as mulheres”, defendeu.

O parlamentar afirma ainda que as mulheres têm de enfrentar cruel preconceito acerca de sua feminilidade, além da absoluta falta de incentivo. “É necessário criar politicas publicas para garantir o espaço das mulheres no futebol e ajudar o esporte a crescer no Estado de Mato Grosso. Aguardamos agora a sanção do governo do Estado, caso seja sancionado, vamos fazer de tudo para que essa lei funcione na prática”, concluiu.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

Publicados

em

Por


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e ao secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, informações e documentos sobre o apoio do governo estadual e o dinheiro público gasto na festa realizada na cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, na sexta-feira passada (15), no chamado “1º Encontro de Líderes e Empreendedores do Brasil”.

“Não haveria problema em realizar um seminário ou mesa-redonda para apresentar e debater o potencial de Mato Grosso para desenvolvimento econômico. Mas a informação que temos, de pessoas que estiveram no evento, é que o palestrante falou apenas 20 minutos, e o restante do tempo foi apenas festa. Uma festa milionária, um banquete regado a uísque, com show de cantores nacionais. A festa tem a marca do governo de Mato Grosso entre os apoiadores. O governo colocou dinheiro público nesse evento? Quanto de dinheiro público foi gasto com essa festa? São perguntas que fizemos no requerimento”, disse Lúdio.

Leia Também:  Especialistas destacam que passaporte sanitário vai contra liberdades individuais

No requerimento aprovado na sessão de quarta-feira (20), Lúdio Cabral busca ter acesso às planilhas detalhadas dos gastos feitos pelo governo estadual, além das cópias dos processos de contratos, convênios, ou termos assinados pelo governo, e detalhamento das ações do governo e do dinheiro público gasto para realizar o evento na cachoeira Salto das Nuvens.

“Mato Grosso tem 3,5 milhões de habitantes, dos quais 2 milhões estão inscritos no Cadastro Único da Assistência Social, em situação de insegurança alimentar, e 500 mil pessoas abaixo da linha de pobreza, passando fome. Não tem lógica o governo estadual gastar dinheiro com uma festa como essa. É um desrespeito com a população de Mato Grosso, que ainda sofre com a pandemia de covid-19. O estado com a pior gestão do país na pandemia, a maior taxa de mortalidade, quase 14 mil famílias em luto por conta da covid-19, e o governador fazendo uma festa milionária como essa?”, destacou Lúdio.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA