EDUCAÇÃO

Processo seletivo para contratação temporária ofertará 955 vagas na rede pública de Várzea Grande

Publicados

em

As inscrições vão de 25 a 27 de setembro pelo endereço eletrônico https://selecon.com.br. Contração temporária se destina a substituição de servidores efetivos em férias, em licença ou afastamento e formação de cadastro de reserva para o ano letivo de 2022

Fred Nogueira

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer vai abrir inscrições para processo seletivo simplificado e contratação temporária de profissionais da Educação para a prestação de serviços por tempo determinado e formação de cadastro reserva na rede pública de Várzea Grande.

De acordo com o Edital 001/2021 da SMECEL, a contração temporária de prestação de serviços por tempo determinado se destina a substituição de servidores efetivos e formação de cadastro de reserva para as Unidades Educacionais durante o ano letivo de 2022.

As inscrições se iniciam no próximo sábado, dia 25, e vão até segunda-feira, dia 27 de setembro. As inscrições serão feitas somente on-line através do endereço eletrônico do Instituto Selecon (https://selecon.com.br). O valor da inscrição será de R$ 35,00 para as funções de nível médio e de R$ 40,00 para professores/nível superior.

Leia Também:  Municípios de MT podem perder R$ 270 milhões com projeto que prevê valor fixo do ICMS sobre combustíveis

Os candidatos poderão solicitar a isenção do valor da inscrição, desde que atenda os critérios previstos no Edital entre eles, estar desempregado, ser considerado hipossuficiente (renda baixa), ser doador regular de sangue e/ou de medula óssea.

Os documentos que comprovem as condições passíveis de isenção do pagamento da taxa de inscrição devem ser encaminhados, digitalizados, por meio eletrônico, no prazo, pelo endereço da Selecon, organizador do processo seletivo.

Estão sendo ofertadas 955 vagas em funções de nível médio e superior, com remuneração de R$ 1.231,88 e R$ 2.164,70 respectivamente. As vagas oferecidas no processo seletivo simplificado para o nível médio são para os cargos de Técnico Administrativo Educacional (TAE)  – Agente Administrativo; Técnico de Suporte Administrativo Educacional (TSAE) – Técnico de Manutenção e Segurança da Infraestrutura Escolar, Técnico de Manutenção da Infraestrutura e Higienização Escolar, Técnico em Nutrição Escolar (merendeira/o) e Transporte Escolar e ainda Técnico de Desenvolvimento Educacional (TDE) – Técnico de Desenvolvimento Educacional Especializado (TDEE) e Técnico de Desenvolvimento Infantil (TDI).

Leia Também:  Gás GLP para uso industrial e comercial vendido em Mato Grosso terá a menor alíquota de ICMS do País

Para o nível superior, as vagas oferecidas são para os cargos de Professor/Pedagogo, Professor/Matemática, Professor/História, Professor/Geografia, Professor/Ciências, Professor/Educação Física, Professor/Letras/Língua Estrangeira e Professor/Artes.

A seleção será feita em etapa única, de avaliação de títulos, de caráter eliminatório e classificatório, de acordo com a função e pontuação. O secretário municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, explica que o processo seletivo simplificado tem como objetivo a contratação temporária de profissionais que irão atuar nas unidades educacionais da rede municipal de Várzea Grande em substituição aos servidores efetivos em férias, em licença ou afastamento temporário.

COMENTE ABAIXO:

EDUCAÇÃO

Mato Grosso retoma aulas 100% presenciais

Publicados

em

Por

Mato Grosso retoma aulas 100% presenciais: “momento é de somar forças pela Educação”

Nova portaria tem como base novo decreto do Estado, monitoramento da frequência dos estudantes e baixo índice de Covid-19 nas escolas

Andréia Fontes | Seduc-MT

Secretário explica que retorno dos estudantes é obrigatório, com exceção daqueles que possuem comorbidades
Foto por: David Borges

As aulas na rede estadual de educação de Mato Grosso terão o retorno 100% presencial no dia 18 de outubro. A nova portaria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) será publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (08.10).

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, enfatiza que a decisão segue o Decreto nº 1.134/2021, publicado na última segunda-feira (04.10), com base na diminuição nos números de casos da Covid-19 nas últimas semanas. O documento considera a redução das taxas de ocupação de leitos de UTI e de enfermarias, a ampliação da vacinação e aumento da distribuição de doses de imunizantes contra a Covid-19 em todo o Estado.

A nova portaria ainda segue o monitoramento realizado pela Seduc, quanto à frequência dos estudantes no formato híbrido; o baixo índice de casos de Covid-19 nas unidades escolares; as solicitações de várias unidades para o retorno 100% presencial das atividades e a transferência de recursos para adoção das medidas de biossegurança em todas as escolas.

Vacinação

Todos os profissionais da educação de Mato Grosso já tiveram a oportunidade de tomarem as duas doses da vacina contra a Covid-19. Apenas 268 profissionais ainda não foram imunizados e deverão apresentar laudo médico que ateste a contraindicação da imunização.

Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde iniciou, esta semana, a entrega das vacinas para os 141 municípios de Mato Grosso destinadas aos adolescentes na faixa etária de 12 a 17 anos. Muitos municípios, no entanto, já se anteciparam e estão imunizando essa faixa etária.

Leia Também:  Ministro visita escola estadual: “Fiquei impressionado; não deve em nada para qualquer particular”

“Chegamos a um novo momento, que nos permite retornar 100% das aulas presenciais com o foco principal na recuperação da aprendizagem dos nossos estudantes. O desejo por este retorno é da grande maioria dos profissionais e dos próprios estudantes, por já ter ficado comprovado que o ambiente escolar é sim seguro, sendo necessária a retomada da educação presencial” enfatiza o secretário.

Semana de sensibilização

O secretário Alan Porto reforça que os 15 diretores regionais de Educação e os diretores das 727 escolas já estão cientes do retorno 100% presencial e terão uma semana para realizar as comunicações necessárias aos pais e responsáveis.

“Será uma semana de sensibilização, com o objetivo de mostrar que os dados garantem este retorno, que a escola é sim um ambiente seguro e que a educação precisa dar mais este passo para garantir que todos os prejuízos aos nossos estudantes, com a aprendizagem, durante o período de pandemia, possam, de fato, ser enfrentados”.

O secretário pondera que o ensino remoto e o ensino híbrido foram as decisões necessárias para os momentos que o Estado, o país e todo mundo enfrentavam, mas com o avanço da vacinação, a queda constante nos casos de Covid-19, e o baixo índice de contaminação de profissionais e estudantes, o momento agora é de somar forças pela educação das crianças, adolescentes e jovens.

Dados

Monitoramento realizado pela Secretaria Adjunta de Gestão mostra que 68% dos estudantes em todo o Estado já retornaram às atividades na modalidade híbrida, divididos nos Grupo A e B, com revezamento semanal.

A partir do dia 18, o retorno passa a ser obrigatório, com exceção dos estudantes que possuem comorbidades. A estes será garantida a continuidade do ensino de forma remota.

Leia Também:  Prefeitura realiza novo processo licitatório para garantir pavimentação do bairro Jardim Industriário II

Alan Porto enfatiza que a preocupação com a evasão escolar é outro fator que aponta para a necessidade do retorno das atividades presenciais 100%. Todas as Diretorias Regionais de Ensino já foram orientadas para reforçarem a busca ativa pelos estudantes que não estão frequentando as escolas, como forma de garantir o direito constitucional de acesso à educação.

Casos de Covid-19 nas escolas

Desde o início do retorno das atividades na modalidade híbrida, no dia 3 de agosto, 237 profissionais da educação testaram positivo para a Covid-19. Levando em consideração o número total de profissionais, 23.700, o índice de contaminação é de 1%.

Já em relação aos estudantes, testaram positivo 238, num universo de 393.450, o que significa contaminação de 0,06% dos alunos.

E nas últimas semanas estes dados mostram uma queda mais que significativa.

De 5 a 11 de setembro foram confirmados 21 casos entre os 417.150 profissionais da educação e estudantes. De 12 a 18 de setembro foram 22 casos. De 19 a 25 de setembro 21 casos. De 26 de setembro a 02 de outubro, foram confirmados 11 casos. E de 03 de outubro até às 17h do dia 06, 3 casos.

Medidas de biossegurança

O uso da máscara facial continua obrigatório em todo o Estado de Mato Grosso. O plano de contingência mantém o afastamento do profissional de educação e estudantes que testarem positivo para a Covid-19, pelo período indicado pelo profissional da saúde.

A aferição de temperatura dos estudantes também continuará obrigatória na entrada da escola, não podendo assistir aulas quem apresentar febre. Toda as unidades possuem uma sala de isolamento onde o estudante permanecerá caso necessite aguardar que o pai ou responsável o busque.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA