CULTURA

Plataforma digital para formação, criação e difusão das artes cênicas será lançada nesta terça-feira

Publicados

em

A 1º PISO funcionará como uma plataforma para realização de residências artísticas, consultorias, mentorias, cursos de curta duração e exibição de espetáculos

As informações são da Assessoria da  Secel-MT

in-Próprio Coletivo
Foto por: Estúdio Borogodó

A plataforma 1º PISO, idealizada pelo In-Próprio Coletivo, será lançada na próxima terça-feira (23.11), às 19h, em uma live. A plataforma www.aprimeiropiso.com contempla a cadeia produtiva das artes cênicas em todas as etapas: da formação e criação, à conexão e difusão de artistas e trabalhos, independentemente de onde se localizam. O projeto foi selecionado no edital MT Criativo, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

O lançamento contará com a participação do ator e diretor Odilon Esteves e o tema “Territórios cênicos digitais: sobre atravessar fronteiras e criar comunidades”. Já é possível conhecer mais sobre a plataforma pelo perfil do Instagram @aprimeiropiso. Na rede social, uma minissérie de lives informativas é realizada diariamente até a data do lançamento.

O coletivo aposta na construção de um território virtual a partir da economia criativa e colaborativa. “Um único território que abriga várias frentes de trabalho para fazer as artes da cena acontecerem. A ideia é mediar uma rede de colaboradores capacitados para atender demandas específicas”, destaca a atriz e diretora de teatro Dani Leite.

Leia Também:  Prefeito de Chapada Osmar Froner se manifesta favorável a realização de festas de Réveillon

Na prática, a 1º PISO funcionará como uma plataforma para realização de residências artísticas, consultorias, mentorias, cursos de curta duração e exibição de espetáculos para um público ávido por consumo e fruição de artes da cena. Oportunidades de formação e co-criação para artistas com trabalhos em diferentes fases de concepção.

“Chamamos a plataforma de 1º PISO como uma provocação ao encontro com nosso ‘chão’ de criação, esse lugar onde queremos pisar. É um espaço de incentivo à autoria artística”, complementa a atriz e iluminadora Karina Figueredo.

O projeto também publica um podcast quinzenalmente. O primeiro episódio de “O que POD o que teatro?”, com o tema “Criações em coletivo” e participação dos artistas conterrâneos Douglas Peron e Everton Britto, já está disponível no Spotify.

O catálogo virtual da 1º PISO deverá agregar múltiplas linguagens. Nele podem constar espetáculos de teatro, dança e circo, performances, desmontagens, documentários, shows, vídeos-dança, vídeos-arte e outras produções de curta, média e longa-metragem independente.

Agenda 2021

Em novembro e dezembro de 2021, a 1º PISO oferece uma programação gratuita com palestra, curso, bate-papo e exibição de espetáculo. A primeira temporada de apresentações fica por conta dos anfitriões do in-Próprio Coletivo, que exibem “Quando tudo era mar”.

Leia Também:  Custo de produção salta 84% em 3 anos e torna-se o maior desafio dos suinocultores de Mato Grosso

Já a primeira residência artística da plataforma terá o tema “Honestidade Artística” e será realizada por Neto Machado e Jorge Alencar, da Dimenti Produções Culturais (BA). Após um primeiro período de inscrições gratuitas, essa será a primeira ação paga na plataforma.

Serviço

Plataforma 1º PISO

Acesso: www.aprimeiropiso.com

Lançamento: 23 de novembro de 2021, às 19h

Agenda 2021: 24 de novembro a 15 de dezembro. Inscrições gratuitas.

Residência artística: 01 a 03 + 06 e 07 de dezembro.

Inscrições:

23 a 26/11 – Gratuito

27 a 29/11 – R$ 50,00 (50% de desconto)

30/11 a 01/12 – R$ 100,00

Informações: Instagram @aprimeiropiso

Episódios do Podcast ‘O que POD o teatro?’ no Spotify aqui

COMENTE ABAIXO:

CULTURA

De 02 a 05 de dezembro Festival Satyrianas transforma MT uma das sedes da cultura nacional

Publicados

em

Por

Por Yod Comunicação 

Em 2021 o tema do festival será “Onde o tempo não para”

De 02 a 05 de dezembro Mato Grosso será uma das sedes do Festival Nacional Satyrianas, que em 2021 traz como tema “Onde o tempo não para”, inspirado na música de Cazuza (O Tempo não Para), em formato híbrido, ou seja, apresentações virtuais e presenciais, no Cine Teatro Cuiabá, Casa Cuiabana e Cine Xin, em Cáceres. São, ao todo, 400 atrações de 9 países, de quase todos os estados do Brasil.

De acordo com a coordenadora administrativa e coordenadora de produção da MT Escola de Teatro, Flávia Taques, para esta edição, estima-se um público em torno de 1000 pessoas de forma presencial e mais de 3 mil online. “Em 2020, o festival foi totalmente online, em razão da pandemia. Esse ano, será híbrido e em diversas cidades, entre elas Cuiabá e Cáceres”, explica.

O festival acontece há muitos anos em São Paulo, Capital. Desde 2017, com a criação da MT Escola de Teatro, em parceria com a Associação Cultural Cena Onze, Secel-MT, Unemat e Adaap, os alunos e artistas de Mato Grosso se apresentam nas Satyrianas, presencialmente.

A inspiração na música de Cazuza surgiu como forma de representar o sofrimento pelo qual os brasileiros estão passando. “Se prestarmos atenção na letra, ela expressa muito do que estamos sentindo atualmente. É uma mobilização dos artistas em um momento difícil”, explana Flávio Ferreira, diretor do Cena Onze.

Fazem parte da programação local, a Inclusão Literária, de Clovis Matos, que acontece na frente do Cine Teatro Cuiabá, lançamento do Single Dias de Sombras, da Banda Lord Crossroads, com  Charles Luciano Martins Pereira, na Casa Cuiabana, apresentação  do conto Corá, de Eduardo Mahon no Youtube do CTC e a peça Bereu, do Cia Cena Onze de Teatro, na sala Anderson Flores. A programação completa pode ser acompanhada no site http://www.satyrianas.com.br/

Em suas últimas edições, o festival contou com a participação de mais de 5 mil artistas, em média anual, ofereceu 600 atrações e atingiu um público de cerca de 50 mil espectadores. Com ingressos pague quanto puder o público pode retirar o ingresso gratuitamente ou pagar qualquer quantia para cada artista, sendo a opção totalmente livre.

A Secretaria de Estado, Cultura e Lazer (Secel-MT), está apoiando o evento. Os polos alinhados são Cuiabá e Cáceres que contam com a parceria da Associação Cultural Cena Onze, MT Escola de Teatro e Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Tudo será possível através dos Satyros com a Associação dos Artistas Amigos da Praça de São Paulo (Adaap).

Serviço

O que: Festival Satyrianas

Quando: De a 02 a 05 de dezembro

Onde: Cine Teatro Cuiabá, Casa Cuiabana e Cine Xin, em Cáceres

Quanto: ingressos pague quanto puder

Sobre a MT Escola de Teatro

A Escola de Teatro – A MT Escola de Teatro é um polo de formação da gestão do Cine Teatro Cuiabá firmada entre Secretaria de Estado, Cultura e Lazer (Secel-MT), Associação Cultural Cena Onze. O curso de tecnologia em Teatro tem a parceria da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap/SP).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Para Blairo a vinda de Bolsonaro ao PL reforça Weligton mas não dá garantia de vitória nas urnas e reforça apoio a Neri Geller
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA