COVID-19

Para presidente da UCMMAT Bruno Rios somente o Lockdaw não resolve o avanço do Coronavírus

Publicados

em

JB News

Da Redação

 

O vereador por Várzea Grande Bruno Rios (PSB), presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), que participou da reunião com o Governo do Estado juntamente com os prefeitos dos 141 munícipios no Palácio Paiaguás nesta segunda-feira 01,  para debater o avanço da Covid-19,  disse em entrevista no programa Redação MT no canal 27.1,  que foi ao ar nesta segunda, que somente o Lockdaw, sem que a população possa se conscientizar do perigo eminente, não irá resolver o avanço do Coronavirus no Estado, e que será necessário aplicar medidas mais severas para conter o vírus.

“O que resolveria de verdade, seria um respeito as regras determinadas pelo poder público, só essas regras em si não terá efeito se não for respeitada pela população”.

Para Bruno é necessário que haja respeito pela vida do próximo, caso contrário não terá um resultado positivo.

Segundo Bruno, nos próximos dias será necessário ainda medidas mais restritivas, até mesmo para o comercio, caso contrário, podemos vivenciar um caos por conta de falta de leitos de UTI´S nos hospitais públicos. Disse também que cerca de 87% dos leitos já estão ocupados com pacientes internados por conta da contaminação.

Leia Também:  Fórum Agro pede a AL novo estudo do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico

Bruno Rios será empossado na UCMMAT nesta quarta-feira 03 de março.

Nesta segunda-feira 01, o governo de Mato Grosso decretou que a partir desta terça-feira 02, os 141 municípios  deverá adotar medidas restritivas impostas para contenção da proliferação da COVID-19, dentre elas o fechamento do comercio as 19 hs, e toque de recolher que inicia as 21hs.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Seduc prorroga medidas restritivas até 30 de abril

Publicados

em

Por

Expediente na sede da secretaria permanece das 7h às 13h; professores continuam em teletrabalho

Assessoria | Seduc-MT

Na Seduc, deve ser mantido no mínimo 30% dos servidores – Foto por: David Borges

Na Seduc, deve ser mantido no mínimo 30% dos servidores

A | A

A secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) prorrogou até o dia 30 de abril as medidas restritivas que visam reduzir os riscos de disseminação do novo coronavírus (Covid-19) entre os servidores. A portaria 257/2021 mantém, de forma extraordinária, o expediente na sede da Seduc das 7h às 13h.

A portaria, assinada pelo secretário Alan Porto, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (15.04), mantém a ampliação do teletrabalho. Na Seduc, deve ser mantido no mínimo 30% dos servidores.

A orientação às secretarias-adjuntas é que todos os servidores que possam desenvolver suas atividades de forma remota, sejam mantidos em teletrabalho até nova decisão.

As escolas da rede estadual de ensino devem seguir as normativas editadas pelas prefeituras, de acordo com a classificação de risco.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Senadores farão diligências em laboratórios do agro para produção de vacinas anticovid
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA