Destaque

Para Coronel Assis aprovados em concurso devem preencher desfalques no interior do estado

Publicados

em

JB News

Por Alisson Gonçalves

O Comandante Geral da Polícia Militar de MT Coronel Assis, falou sobre a demanda de profissionais de segurança de pública onde os aprovados no concurso terão prioridade de segurança no interior de MT, municipios que faltam profissionais de segurança.

Para este ano segundo o governador Mauro Mendes serão chamados 1.200 profissionais a prova do concurso está prevista para acontecer no dia 20 de fevereiro e será aplicada pela Universidade Federal de MT (UFMT)

Vale lembrar que os candidatos a vaga devem possuir ensino superior em qualquer área para o cargo de soldado já para Oficial da PM o candidato deverá ser bacharel em Direito.

Ainda na segunda-feira (24) foi publicado uma mudança no diário oficial do Estado, alterações no cargo da segurança pública,entre ela aumento de salário.

Os salários que tiveram alteração no valor foram para os oficiais da PM e Bombeiros, que passam a ser R$ 9.000,71 iniciais. No caso dos soldados, a remuneração inicial será de R$ 3.545,31, tanto para PMs, quanto para os Bombeiros, porém após o curso de formação, o salário do soldado do Corpo de Bombeiros será de R$ 5.174,59. Já os peritos da Politec terão salário inicial de R$ 14.961,17.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Primeira-dama Virginia Mendes informou nas redes sociais que não está com coronavírus

Destaque

MPF pede arquivamento das investigações em desfavor de Fernando Gabriel Padilha, cunhado do ex-secretário chefe da casa civil Mauro Carvalho

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

O Ministério Público Federal (MPF), pediu o arquivamento das investigações em desfavor de Fernando Gabriel Padilha de Borbon Neves, cunhado do ex-secretário chefe da casa civil Mauro Carvalho.

Fernando estava sendo investigado, depois de ter feitos transações bancárias ao lobista Rowles Magalhães, que foi preso na operação descobrimento da Polícia Federal (PF), envolvidos com o tráfico de drogas internacional.

A princípio a investigação contra Fernando era para saber se ele estaria envolvido, com o tráfico de drogas, que movimentaria cerca R$ 100 milhões de reais, segundo a PF.

Porém após Fernando mostrar que o valor do dinheiro transferido a Rowles Magalhães, era apenas empréstimo sem saber de relação alguma do lobista com o tráfico de drogas. Na compravação a polícia federal conseguiu apurar que todo dinheiro emprestado era declarado.

Fernando foi investigado por 30 dias e colaborou com as investigações, provando sua conduta como profissional sendo advogado e também sua conduta honesta pessoal.

Veja a decisão:👇

Denúncia

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O poder público no enfrentamento ao novo desafio, a falta de medicamentos
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA