CUIABÁ

Otimismo do empresário do comércio em Cuiabá cresce pelo quarto mês consecutivo

Publicados

em

O levantamento do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), divulgado nesta sexta-feira (21) pela Fecomércio-MT, registrou a quarta alta consecutiva da pesquisa e atingiu 132,1 pontos em fevereiro. O aumento foi de 0,8% sobre o mês anterior e já acumula alta de 2,5% sobre outubro do ano passado, último mês em que o índice apresentou retração.

Para o levantamento dos dados, foram entrevistadas 181 empresas em Cuiabá. A coleta é realizada sempre nos últimos dez dias do mês imediatamente anterior ao da divulgação da pesquisa.

Apesar do resultado atual ser inferior ao registrado em fevereiro do ano passado, acumulando queda de -2,2%, o Icec é a única pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) que se encontra acima da zona de insatisfação. O índice 100 demarca a fronteira entre a avaliação de insatisfação e de satisfação dos empresários do comércio.

Para o componente que mede as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), observou-se crescimento de 3,3% sobre o mês imediatamente anterior para as condições referentes à economia brasileira e o próprio setor, atingindo 114,9 pontos. Na comparação com fevereiro de 2019, o componente é 0,3% maior. Segundo a pesquisa, 62,4% dos empresários disseram que a economia brasileira melhorou, enquanto 37,6% que piorou.

Leia Também:  Nova lei cria Fórum Mato-grossense de Desenvolvimento Regional

Sobre o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC), o componente apresentou melhora de 0,4% na variação mensal da pesquisa, somando 165,3 pontos. Já em relação ao mesmo período do ano passado, o índice atual é 4,9% inferior, quando computava 173,9 pontos. Também de acordo com a pesquisa, 93,3% dos empresários têm expectativa de melhora para o setor e apenas 6,7% de piora.

Em relação ao Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC), o componente registrou variação negativa de -0,8% sobre janeiro e de -0,6% na comparação com fevereiro passado, contabilizando, assim, 116 pontos. Houve queda em relação ao mês passado no número de empresários propensos a contratar funcionários de 76% em janeiro para 75% neste mês. No mesmo período do ano passado, 83,3% dos empresários em Cuiabá tinham a intenção de contratar funcionários.

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Projeto social vai capacitar 300 mulheres de baixa renda com curso de gastronomia

Publicados

em

Por

O projeto “Mães Cuiabanas” capacitará 300 mulheres em situação de vulnerabilidade social e econômica com curso de gastronomia, durante o mês de novembro, na capital, possibilitando a autonomia financeira e a geração de renda.
A medida é uma parceria entre o Centro Pedagógico de Ensino Especial Regina Maria da Silva Marques (Cenper), em parceria com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), Secretaria de Cultura de Mato Grosso e a David Melo Culinary School.
O curso começa no dia 01 de novembro e segue até 31 do mesmo mês, com aulas presenciais e on-line semanais divididas em 12 turmas dentro das normas sanitárias ao combate a Covid-19, com um total de seis módulos e mais 60 dias de suporte as alunas, pós-encerramento das aulas, abrangendo desde o ensino técnico prático, empreendedorismo, marketing, e noções de educação financeira.
As inscrições podem ser feitas a partir do dia 18 (segunda-feira), das 13h30 às 16h30, pelo telefone (65) 3624-1298, de segunda à sexta-feira. As interessadas podem comparecer na sede do Cenper localizado na R. Fenelon Müller, 897 – Dom Aquino, Cuiabá – MT, é necessário o comprovante de endereço e documentos pessoais.
De acordo com a diretora da unidade, Jacy Bom Despacho dos Anjos e Castro, a iniciativa visa desenvolver o senso empreendedor nas participantes, e o espírito de trabalho em grupo na comunidade.
“Essas mulheres estão fora do mercado de trabalho, precisamos proporcionar a inclusão na comunidade, estimulando sua capacidade de conhecimento cultural e gastronômico. Dentro do curso elas vão ter acesso ao manuseio desde equipamentos profissionais, a itens básicos na cozinha de qualquer lar. O objetivo é que elas possam empreender de sua própria casa gerando renda extra”, afirma Jacy.
O Chef David Melo, coordenador do curso de gastronomia pontua que o plano de aula foi elaborado de acordo com a necessidade da empreendedora autônoma.
“As alunas vão aprender sobre higiene e saúde na manipulação de alimentos, logística básica e armazenamento de insumos, cozinha prática de como preparar os ingredientes para elaboração das produções culinárias, elaborar e preparar cardápios para comidas congeladas e resfriadas, introdução ao empreendedorismo com delivery em plataformas digitais e aula de campo, na visão de como empreender na crise com renda extra”, ressalta David.
Melo complementa que para garantir o sucesso das alunas, sua equipe deve acompanhar por mais 60 dias oferecendo suporte ao aluno pós-encerramento das aulas, aquelas que desejam ter o próprio negócio no segmento.
O deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) é o autor da emenda que viabilizou o projeto, “por meio desta parceria, vamos realizar o projeto Mães Cuiabanas, no qual cerca de 300 mulheres serão capacitadas no segmento de gastronomia. Essa articulação mostra que o Cenper está cada vez mais forte na sua missão de promover a assistência social, capacitação profissional e a empregabilidade das mães dos alunos”, disse o parlamentar.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de MT simplifica emissão de notas fiscais para laticínios e cooperativas de leite cru
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA