COVID-19

Nova portaria da Seduc determina que escolas estaduais sigam decretos municipais

Publicados

em

Nova portaria da Seduc determina que escolas estaduais sigam decretos municipais; entenda

Foi prorrogado até dia 15 de abril o teletrabalho para todos os professores, além da suspensão dos plantões pedagógicospor

Andréia Fontes

Com informações Seduc-MT

Atendimento presencial na sede da Seduc continua por meio de agendamento
Foto por: David Borges
A | A

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto assinou a Portaria 215/2021, a ser publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (29.03), determinando que as escolas da rede estadual de ensino sigam as normativas estabelecidas pelo Poder Executivo Municipal, de acordo com a classificação de risco.

Decreto nº 874 do Governo do Estado, publicado na última quinta-feira (25.03), traz as diretrizes que os prefeitos devem adotar no combate à pandemia. O município que está classificado com o risco muito alto deve determinar, por meio de decreto municipal, quarentena coletiva obrigatória de dez dias.

Ou seja, onde for decretado o lockdown, as atividades nas unidades escolares deverão ser totalmente suspensas pelo mesmo período.

Leia Também:  Para Mauro Mendes se não for feito nenhuma mudança para melhorar o sistema educacional, Mato Grosso continuará a ser a 22ª pior educação do País

O boletim epidemiológico divulgado na tarde do domingo (28.03) mostra que a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinadas a pacientes com Covid-19 em Mato Grosso tem mais de 96% de ocupação.

“O momento é crítico e não podemos deixar de tomar todos os cuidados necessários. Precisamos cuidar de nós e de todos ao nosso lado. As medidas de biossegurança já são conhecidas por todos, não há que se falar em desconhecimento. Na rede estadual de ensino vamos seguir as normativas que cada município determinar. Juntos, vamos superar esse momento”, destacou o secretário Alan Porto.

A nova portaria da Seduc prorroga até dia 15 de abril, as medidas instituídas no dia 2 de março, como teletrabalho para todos os professores e suspensão dos plantões pedagógicos. Na sede da Seduc, o trabalho continua por meio de revezamento de servidores. Os atendimentos presenciais continuam apenas por agendamento.

Nos municípios onde não for decreto lockdown, as escolas devem manter a mínima estrutura possível para garantir apenas a entrega dos kits alimentação escolar, devido à importância dos alimentos para milhares de famílias.

Leia Também:  Por 11 votos a cinco, deputados rejeitam projeto do conselho LGBT em Mato Grosso

Para a entrega dos kits, o secretário reforça que é necessário realizar agendamento com dia e horário para evitar a aglomeração de pais e responsáveis. As escolas também devem redobrar os protocolos de biossegurança.

 

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Novo decreto exige compravante de vacinação para permancer em hospital público ou privado de Cuiabá

Publicados

em

Por

JB NEWS

Por Alisson Gonçalves

 

Prefeitura de Cuiabá públicou um Decreto municipal nº 8.332, nesta quinta-feira (02.12), que passa a ser exigido de acompanhantes e visitantes de pacientes atendidos em hospitais de saúde públicas e privadas da Capital.

A apresentação da Cadernacão da vacina, comprovando a vacinação contra Covid-19, para entrar e pernacer no local.

Essa nova medida vai servir para incentivar as pessoas que não foram vacinadas, e também prevenir as que já foram vacinadas.

A medida ainda irá prevenir uma nova onda de Covid-19 em Cuiabá, Principalmente agora que foi descoberto uma nova variante no Brasil a Ômicron.

Em uma coletiva de imprensa na quarta-feira 1/12 o Prefeito Emanuel Pinheiro (Anunciou medidas de prevenção uma delas a proibição de festa de Réveillon e carnaval em Cuiabá e faz apelo para que toda a população Cuiabana posso se vacinar.

“Eu quero que as 57 mil pessoas que não tomaram a segunda dose vão tomar a segunda dose. Eu quero que as 20 mil que não tomaram nenhuma dose vão tomar as duas doses e quero universalizar a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos. São números preocupantes e estamos aí com a nova cepa rondando o Brasil e nós não poder fazer vista grossa a isso”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Por 11 votos a cinco, deputados rejeitam projeto do conselho LGBT em Mato Grosso
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA