Saúde

No Rio, apenas 30% dos adultos receberam 2º reforço contra covid-19

Publicados

em

Menos de um terço da população adulta do Rio de Janeiro foi vacinada com a segunda dose de reforço dos imunizantes contra a covid-19. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, o percentual de pessoas com 18 anos ou mais que receberam a dose é de 30,1%.

A cobertura é bem inferior aos 99,8% daqueles que se imunizaram com as duas primeiras doses (ou com a dose única) e mesmo aos 73,6% dos que receberam a primeira dose de reforço.

O município do Rio de Janeiro começou a aplicar a segunda dose de reforço em pessoas com 70 anos ou mais no fim de abril. Depois, de forma gradual, passou a aplicar em faixas etárias cada vez mais jovens. A vez da população de 18 a 29 anos chegou no dia 28 de julho.

Com cerca de uma semana de imunização desta faixa etária, apenas 5% daqueles com 20 a 29 anos procuraram o segundo reforço.

A cobertura de segundo reforço ainda é baixa também para a população idosa. Apenas 58% das pessoas com 60 a 64 anos procuraram os postos para receber a dose. Entre aqueles com 80 anos ou mais, são apenas 60%. A maior cobertura está entre aqueles com 70 a 74 anos (67%).

Leia Também:  Google lança recursos contra desinformação na Busca; conheça

Crianças

Entre as crianças com 5 a 11 anos de idade, que já estão aptas a receber duas doses, 18% não se imunizaram e 24% só receberam a primeira dose. Dentre o público de 3 e 4 anos, que começou a receber a primeira dose entre a segunda e terceira semanas de julho, apenas 24% se imunizaram.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas

Publicados

em

Por

Em 24 horas, foram registrados 4.429 novos casos de covid-19 no Brasil. No mesmo período, houve 37  mortes de vítimas do vírus. O Brasil soma desde o início da pandemia 681.437 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado neste domingo (14), pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 34.170.286.

Ainda segundo o boletim, 32.993.386 pessoas se recuperaram da doença e 495.463 casos estão em acompanhamento. No levantamento de hoje, não consta atualização dos dados de óbitos em Mato Grosso do Sul, do Distrito Federal, do Maranhão e de Minas Gerais. Já os estados de Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Norte e Tocantins não atualizaram nem o número de casos nem de morte.

Estados

Segundo os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,97 milhões, seguido por Minas Gerais (3,85 milhões) e Paraná (2,71 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (147,5 mil). Em seguida, aparecem Roraima (173,9 mil) e Amapá (177,7 mil).

Leia Também:  Ação integrada prende quadrilha por crimes contra o meio ambiente e apreende armas

Em relação às mortes, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (173.652), seguido de Rio de Janeiro (75.162) e Minas Gerais (63.257). O menor total de mortes situa-se no Acre (2.025), Amapá (2.155) e Roraima (2.165).

Boletim Epidemiológico Boletim Epidemiológico

Boletim Epidemiológico – 14/08/2022/Divulgação Ministério da Saúde

Vacinação

De acordo com os últimos dados divulgados, foram aplicadas 471,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 178,7 milhões com a primeira dose e 159,8 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas. Outras 104,4 milhões já receberam a primeira dose de reforço, e 18,9 milhões receberam a segunda dose de reforço.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA