POLITICA

Neri Geller integra comitiva oficial que viabiliza Arthur Lira à presidência da Câmara Federal

Publicados

em

 

Na Região sul do Brasil

JB News

Da Redaçã

Na Região sul do Brasil

O deputado Neri Geller do PP de Mato Grosso, vem se mostrando um grande articulador na Câmara Federal, após assumir vice-presidência da frente Parlamentar da Agricultura (FPA) uma das mais importantes comissões de debate no Congresso Nacional, agora se mostra grande articulador para eleger o deputado Arthur Lira (PP/AL), presidente da Câmara Federal.
Neri integrou nesta segunda-feira 18, a comitiva oficial que viabiliza a presidência da Câmara Federal tendo como candidato o líder do PP, deputado Arthur Lira.

A eleição para escolha do novo presidente acontece no próximo dia 01 de fevereiro. A mesa diretora da Câmara decidiu agora a pouco que a eleição irá acontecer de maneira presencial. O deputado Arthur Lira fez um post nas redes sociais onde afirma que “Prevaleceu o que é regimental, o que está na constituição”.


A eleição para escolha do novo presidente tem também o deputado baleia Rossi do MDB que também tem apoio de um grupo de deputados.
Na semana passada o deputado Neri Geller articulou uma reunião com toda a bancada federal de Mato Grosso em Cuiabá-MT. A reunião teve como pauta o pedido de apoio da bancada de Mato Grosso a candidatura de Arthur Lira, com presença da maioria dos parlamentares que hipotecaram apoio ao líder do centrão.

Leia Também:  Dia 1º de agosto, os eleitores de Acorizal, Matupá e Torixoréu irão às urnas novamente para eleger um novo prefeito e seu vice

A vinda articulada pelo líder de bancada deputado Neri, demostra alinhamento politico do Estado com o modelo de gestão defendido por Lira. Tido em Brasília como um grande articulador, extremamente hábil na condução de temas difíceis.
A partir de hoje a comitiva que viabiliza a presidência estará reunindo com os deputados de Porto Alegre na da região Sul do Brasil, a comitiva irá reunir com o governador Eduardo Leite e os deputados da bancada, em seguida darão entrevista na sede do PP.

Ao JB News Neri Geller, defendeu que “A Câmara precisa de voz, e que essa voz seja independente, que tenha autonomia para falar em nome dos deputados e levar à uma condução tranquila. Esse tem que ser o perfil do novo presidente da Casa, e Lira possui qualidades importantes de um líder: cumpre palavra, tem bom senso e é aberto ao diálogo. Pronto! Esse é o perfil que o novo presidente da Casa precisa ter, além de coragem para o enfrentamento de temas delicados, porém essenciais”.
Geller ainda avalia, que a agenda proposta por Lira vem diretamente ao encontro de temas essenciais não apenas para a economia brasileira, mas principalmente para por fim aos gargalos impostos aos estados produtores, como Mato Grosso, responsável por sustentar grande parte do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. O enfrentamento de temas como o licenciamento ambiental, a reforma agrária e a própria reforma tributária têm puxado para baixo o avanço do Brasil. “Mesmo com todos os entraves o Brasil, e no caso, Mato Grosso tem conseguido avançar porque somos pujantes, porque nossos produtores não recuam diante das dificuldades. Agora imagina se os produtores pudessem trabalhar em condições favoráveis?”, destacou Geller.

Leia Também:  É hora de olhar para as famílias em situação de vulnerabilidade social, especialmente as prejudicadas pela Covid-19”, diz Max ao reafirmar parceria com as ações sociais do Governo do Estado

No tocante à má condição das rodovias em Mato Grosso, Lira defendeu que o avanço do tema somente ocorrerá diante de uma articulação forte e independente em Brasília, a exemplo da implantação da Ferronorte e da conclusão das obras de duplicação da BR-163 até os portos do Contorno Norte.

Veja a defesa de Arthur Lira em prol da agricultura:👇

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Fávaro pede que projeto que autoriza aviação agrícola contra incêndios seja votado na Câmara

Publicados

em

Por

JB News

Por Glaucio Nogueira

Na semana em que deputados federais e senadores retornam às sessões, o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) reforçou o pedido para que a Câmara dos Deputados aprove o Projeto de Lei que autoriza o uso da aviação agrícola no combate a incêndios florestais (PL 4629/2020). O texto foi aprovado pelo Senado em setembro do ano passado e desde maio está parado na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara, último passo antes de seguir ao a plenário.

“Já estamos novamente sofrendo com o período das queimadas, somente neste ano cerca de 70mil hectares do bioma Pantanal sofreram com as queimas. As cenas são assustadoras e a sociedade espera do Poder Público uma resposta rápida, para que não haja a repetição da devastação que vimos”, destacou Fávaro, o que justifica uma análise mais célere por parte da Câmara dos Deputados.

Atualmente, o projeto encontra-se na CCJC, presidida pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF). “Por isso, respeitando a autonomia da Câmara, peço que a deputada coloque este projeto em pauta e que, indo a plenário, o presidente da Casa, deputado Arthur Lira, inclua entre os projetos a serem votados pelos parlamentares. Aprovamos este projeto de forma muito célere no Senado e é de fundamental importância que o mesmo aconteça nesta etapa da tramitação”.

Leia Também:  Várzea Grande estuda espaço físico para instalação de unidades do Sesc e do Senac no município

Fávaro lembrou que o projeto, além de aumentar a capacidade do Poder Público em combater crimes ambientais, traz um ganho econômico a um setor que fica ocioso nesta época do ano. “Temos a segunda maior frota de aviões agrícolas no mundo e este é um excelente projeto, não há quem seja contra. Por isso, reitero meu apelo para que a Câmara dos Deputados vote este projeto”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA