Policial

Mulher arma barraco, joga cerveja na cara de policial e acaba presa em Cuiabá

Publicados

em

JB News

Da Redação

Uma mulher de 37 anos, com o nome não revelado pela polícia acabou com festa na madrugada desta terça-feira 12.10, na Praça Popular em Cuiabá.

O Bar Cerveja de Garrafa,  é um local bastante   frequentado por jovens, no entanto a mulher desentendeu com alguns policiais que faziam ronda noturna, prestando serviços de segurança como de cotidiano.

Segundo o boletim de ocorrência (B.O), a viatura da Polícia Militar fazia rondas pela praça por volta das 01:20h, quando uma mulher, que não teve a identidade revelada, jogou uma garrafa de cerveja na viatura.

Ao ser questionada pelos policiais, começou a xingar a guarnição: “Seus policiais de merda. Meu pai é policial federal. Vocês vão ver!”.

Visivelmente embriagada, a mulher jogou a cerveja que estava no copo no rosto do policial, que de imediato mobilizou a cidadã, e foi levada para a delegacia.

As informações são de que a mulher responde por mais de 22 inquéritos, entre eles injúrias, agressões verbais e desacatos, a mesma foi encaminhada para a Central de Flagrantes, sem lesão corporal. A Polícia Judiciária Civil está responsável pelo caso.

Veja o vídeo

Leia Também:  Patrulhamento Rural recupera 81 cabeças de gado, dois caminhões e prende duas pessoas em flagrante

 

 

 

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

Policial

Marcos Machado nega prisão domiciliar para chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro

Publicados

em

Por

 

JB News

Jota de Sá

O desembargador Marcos Machado negou no final desta quinta-feira 21.10, o pedido defesa do chefe de gabinete do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o Antônio Monreal Neto, preso por determinação judicial nesta terça-feira 19.10, Na Operação Capistrum, que afastou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), do cargo.

A defesa pediu deferimento de prisão domiciliar para Neto, alegando local inadequado, inapto e insalubre, segundo Marcos Machado, quadro, mostra-se impertinente o pedido de prisão domiciliar, uma vez que Neto está segregado, por força de prisão temporária, no Centro de Custódia da Capital e permanece separado dos demais presos, em local privativo e em ótima condições.

Na decisão o desembargador ressaltou que o prazo da prisão temporária de Antonio Neto expira no dia 24.10, considerado o transcurso do período de 5 (cinco) dias, oportunidade na qual o investigado Antônio Monreal Neto deverá “imediatamente ser colocado em liberdade. Neto está preso no entro de Custodia de Cuaiabá (CCC).

O magistrado também ressaltou que a defesa do investigado não apresenta documento apto a comprovar que o local não possua boas condições de higiene e salubridade.

Leia Também:  Vacinação da ALMT já imunizou mais de 200 mil pessoas: “Atuação do Parlamento faz a diferença”, diz Russi

O afastamento do prefeito, ocorreu por pedido do Ministerio Público (MP), onde também foi pedido a prisão temporária do Chefe de gabinete do prefeito Emanuel Monreal  Neto.

A determinação e a prisão faz parte da Operação Capistrum, que apura ilícitos na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA