POLITICA

MPMT denuncia Silval Barbosa, ex-secretario Alaôr , donos da Construtora Trimec e S.M e mais seis por organização criminosa

Publicados

em

JB NEws
As Informações são do MPE-MT
A 24ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá, que compõe o Núcleo de Defesa da Administração Pública e Ordem Tributária do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, denunciou, nesta quinta-feira (24), o ex-governador Silval da Cunha Barbosa pelos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e fraude à execução dos contratos. A denúncia é resultado de um inquérito policial que apontou irregularidades entre os anos de 2011 e 2014, tendo como origem reiterados desvios de recursos públicos por meio de contratos celebrados entre o Governo e as empresas Trimec Construtora e Terraplanagem Ltda. e S.M. Construtora Ltda.
Estima-se que o prejuízo causado ao erário seja de aproximadamente R$ 26,4 milhões à época, sem a devida atualização monetária. Além de Silval, o MPMT denunciou outras oito pessoas, requerendo a condenação dos acusados pelos crimes apontados, bem como a condenação solidária ao ressarcimento dos danos causados aos cofres públicos. Os nove denunciados responderão por fraude à execução dos contratos.

Além disso, o irmão do ex-governador, Antônio da Cunha Barbosa, deve responder pelos mesmos crimes de SilvalO ex-secretário adjunto de Transportes, Alaor Alvelos Zeferino de Paula, também foi denunciado por organização criminosa e peculato. Como os três possuem acordo de colaboração premiada pactuado com a Procuradoria da República de Mato Grosso, os benefícios previstos em lei devem ser aplicados desde que haja a manutenção da colaboração no trâmite da ação penal.

Os empresários Wanderley Facheti Torres e Rafael Yamada Torres, proprietários da Trimec, foram denunciados também pelos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Já o empresário Jairo Francisco Miotto, da S.M. Construtora, é acusado de compor organização criminosa, peculato e falsidade ideológica. O servidor público aposentado Cleber José de Oliveira, que atuou como superintendente de Manutenção e Operação de Rodovias, deve responder por organização criminosa e peculato. Os ex-secretários de Estado Arnaldo Alves de Souza Neto e Cinésio Nunes de Oliveira foram denunciados por peculato, e o segundo, também por organização criminosa.
O inquérito policial foi instaurado inicialmente para apurar as irregularidades descritas pela Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT) quanto à execução e fiscalização de contratos celebrados com as construtoras Trimec e S.M. para contratação de mão de obra visando a manutenção e conservação da malha rodoviária estadual. No decorrer das investigações, após as declarações prestadas pelos colaboradores, constatou-se que as irregularidades na execução dos contratos e as supostas falhas na fiscalização, “na verdade, representaram um sofisticado ajuste criminoso arquitetado pelos integrantes da organização criminosa liderada por Silval da Cunha Barbosa e composta pelos demais denunciados”.
Conforme a denúncia, a organização criminosa, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas entre seus integrantes, efetuava desvios de recursos públicos e posterior lavagem de dinheiro, em razão da contratação milionária de mão de obra para as patrulhas rodoviárias do Estado. Após as empresas serem contratadas pelo Governo, Antonio da Cunha Barbosa Filho reunia-se com os proprietários para acertar o pagamento e recebimento de propina em troca de vantagens financeiras. Silval teria ajustado com os empresários “um plano para desviar recursos dos cofres públicos, de modo que beneficiaria as empresas (…) em troca do pagamento mensal de vantagem indevida de R$ 300 mil a R$ 400 mil, o equivalente a 10% do valor que as empresas receberiam em decorrência dos contratos”.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Para Blairo a vinda de Bolsonaro ao PL reforça Weligton mas não dá garantia de vitória nas urnas e reforça apoio a Neri Geller

Destaque

Mauro Mendes reúne imprensa e faz balanço dos três anos de gestão “Estou mais que feliz pela virada de página do nosso estado”

Publicados

em

Por

JB News

Alison Gonçalves e Jota de Sá

 

O Governador Mauro Mendes (DEM), reuniu  com imprensa nesta quarta-feira (1/12), para fazer um balanço dos 3 anos de sua gestão.

Mauro elogiou  os profissionais de imprensa pelos serviços prestados e destacou  os problemas enfrentados desde a sua posse quando assumiu seu mandato, entre elas as dificuldades enfrentadas pelo servidores públicos no pagamento de seus  salário atrasados, onde o Estado conseguiu gerar confiança aos servidores públicos, fazendo a quitação deixando em dia os salários e décimos, e ainda fazendo repasses aos municípios.

Ainda em discurso o governador explica sobre os motivos de aumentos da gasolina no Estado de MT.

“Infelizmente a Petrobrás, a refinaria subiu mais de 50% a gasolina, isso é verdade, não tem como falar diferente disso. O ICMS de Mato Grosso nunca subiu na minha administração e nunca subiu ao longo dos últimos dez anos, então se subiu, e está subindo na bomba, está muito caro, a Petrobrás é a responsável por todos os aumentos”

Ainda sobre o aumento da gasolina Mauro não garantiu que os donos de postos de combustíveis iram reduzir na bomba o valor combinado para o próximo para 23%, e se essa redução chegará no bolso do consumidor.

Leia Também:  Câmara de Cuiabá arquivou por 16 votos a oito mais um pedido de abertura de Comissão para investigar Emanuel Pinheiro a pedido de Dilemário

Sobre a educação Mauro informou que ao todo 8 escolas foram entregues e afirma que até o final de 2022, trezentas escolas de MT estaram 100% Climatizados.

Mauro ainda quer investimentos para que todo aluno e professor tenham acesso a internet,para que a sala de aula seja mais atrativa,e com um ensino qualificado.

Ao todo,foram investidos mais de R$ 110 milhões na compra de notebooks e
pagamento de pacote de internet
por 3 anos para 23 mil professores.

Sobre infraestrutura foram entregues 1.241,62 km de asfalto novos,entre (2019 a 30 de novembro 2021).

Asfalto novo em execução: 1.623,2 km
Asfalto em elaboração de projeto: 1.477,30 km

Asfalto em licitação: 837,70 km

Asfalto recuperado entregue: 1.003,87 km

Asfalto recuperado em andamento: 615,7 km

No Meio-Ambiente Mauro falou  que foram investidos mais de R$ 73 milhões, para combate ao desmatamento e incêndios florestais,aplicando mais de R$ 2 milhões em multas ambientais até novembro de 2021.

Em segurança o pública o governo investiu R$ 135.369.877,91 em viaturas novas no ano de 2020 a 2021.Em armamentos para os agentes foram investidos.R$ 41.950.041,83 (2020 e 2021).Para Construção e reforma de delegacias,
batalhões e unidades prisionais e
socioeducativas foram investidos
R$ 144.379.886,78.

Leia Também:  Pinheiro diz que as contratações de profissionais temporários e "Premio Saúde" são de responsabilidade do ex- Secretário Huark Douglas preso na Operação Sangria

No Esporte e na Cultura os investimentos total foi de R$ 141.304.841,06. Um balanço realizado mostra que nesses 3 anos de posse foram investidos um total de R$ 46.954.422,46
•2019 – R$ 6.088.771,61
• 2020 – R$ 7.882.857,34
• 2021 – R$ 32.982.793,51
Incentivado a cultura e esporte fazendo com que MT receba mais investimento.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA