Saúde

Modernização da Central de Imunobiológicos melhora capacidade de armazenamento de vacinas

Publicados

em

Investimento possibilitou ampliação do espaço físico em aproximadamente mil metros quadrados

Rose Velasco | SES-MT

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio) – Foto por: Maike Toscano

 

O Governo de Mato Grosso entregou nesta quinta-feira (14.10) a estrutura ampliada da Central de Imunobiológicos da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), também conhecida como unidade central da Rede de Frio. O Estado investiu cerca de R$ 5 milhões na reforma e modernização da unidade.

A Central da Rede de Frio armazena imunobiológicos e insumos que são distribuídos para os 141 municípios do Estado.

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio)
Créditos: Mayke Toscano/Secom-MT

“A exemplo do que fizemos aqui na Central, estamos modernizando todas as nossas unidades. Hospitais estão sendo ampliados e construídos. As unidades da capital, como o Hospital Adauto Botelho, estão sendo reformadas. Todas as unidades da saúde pública estadual estarão, até o final de 2022, em uma realidade física e estrutural bem melhor do que a realidade que nós encontramos no início de 2019”, destacou o governador Mauro Mendes.

Leia Também:  Maus hábitos alimentares e sedentarismo levam à obesidade

A reforma da unidade possibilitou a modernização e ampliação do espaço físico em aproximadamente mil metros quadrados de estrutura.

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio)
Créditos: Mayke Toscano/Secom-MT

A Central de Imunobiológicos é responsável pelo armazenamento de vacinas, imunoglobulinas específicas, soros antiveneno e insumos como seringas, agulhas, gelox e caixas térmicas para transporte.

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio)
Créditos: Mayke Toscano/Secom-MT

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, reforçou que a Central armazena todas as vacinas que são utilizadas pelo Programa Nacional de Imunização. “É uma melhora substancial para a nossa rede. Essa unidade da Rede de Frio realiza a distribuição de imunobiológicos e insumos para as 16 Regionais de Saúde e auxilia a execução das campanhas de imunização em todo o Estado. Aqui é feita a separação, embalagem e distribuição de todas as vacinas, além de soros antiofídicos e outros insumos de vacinação”, disse.

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio)
Créditos: Mayke Toscano/Secom-MT

Durante a solenidade de inauguração da área ampliada da central de Imunobiológicos, o gerente do Programa Estadual de Imunização, Thiago Rondon, manifestou satisfação pelas medidas e ações realizadas pelo Governo do Estado no âmbito da Saúde.

Leia Também:  Cardiologistas de todo o Brasil se reúnem em XXI Congresso de Cardiologia em Cuiabá

Governador Mauro Mendes entrega ampliação da Central de Imunobiológicos (Rede de Frio)
Créditos: Mayke Toscano/Secom-MT

“Ampliamos a capacidade de armazenamento e conservação em praticamente o dobro da capacidade anterior. Temos equipamentos novos e passamos a contar com um ultra freezer, que armazena a vacina da Pfizer contra o Covid-19 e aumenta a validade do imunobiológicos, uma vez que armazena o imunizante em menos 80ºC, garantindo todo o período da validade de fabricação dos frascos. Passamos a ter uma nova área administrativa, que melhora o espaço e contribui para o processo de trabalho. Esse investimento perene melhora o armazenamento e a conservação de todas as vacinas do calendário básico de rotina”, concluiu o gestor.

 

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Cardiologistas de todo o Brasil se reúnem em XXI Congresso de Cardiologia em Cuiabá

Publicados

em

Por

Por Roberta Cassia

 

Entre os dias 21 e 23  de outubro, Cuiabá  será sede do XXI  Congresso de Cardiologia de Mato Grosso que vai reunir cardiologistas de todo o Brasil, estudantes e profissionais da saúde  para participarem de palestras, painéis e mesas redondas com temas variados e discussões atuais de métodos diagnósticos, medicamentos, novos equipamentos e tratamentos atuais na área de cardiologia e doenças associadas.

 

No dia 21 após a abertura, haverá a ‘Mesa Redonda:  Hipertensão Arterial’,  e  em seguida outra com o tema “Prevenção Primária de DAC”. Fechando a manhã haverá o “Simpósio Servier: Nova abordagem no controle da hipertensão”.

 

No período da tarde,   os  temas das mesas redondas serão ‘O estado da arte dos métodos complementares no diagnóstico da doença coronariana’ e ‘Técnicas intervencionistas na prevenção cardiovascular”. Haverá ainda o “Simpósio Abbot: As novas tecnologias em dispositivos implantaveis. Dos beneficios a redução de custos no ecossistema de saúde” e a “Assembleia Geral extraordinária da SBC-MT”.

 

No dia 22, haverá outras mesas redondas com os temas ‘Cardiologia da Mulher’ ,   ‘Dislipidemias’, ‘Insuficiência Cardíaca’ e ‘Arritmias Cardíacas, além dos simpósios “Novo Nordisk: Quais as evidências atuais para o uso dos AR GLP-1 na DCV?”, “AstraZeneca: Tratamento da ICFEr, o que há de novo?” e “Simpósio Lilly: Empaglifozina na Insuficiência Cardíaca”.

Leia Também:  Maus hábitos alimentares e sedentarismo levam à obesidade

 

No sábado, dia 23, o congresso traz a mesa redonda “Cardio Oncologia”  e  “Miscelânias”  além do “Simpósio Biotronik: Avanços tecnológicos e estimulação cardíaca fisiológica”.

 

“Teremos a participação de grandes nomes da cardiologia por teleconferência e presencialmente também. São temas atuais e ainda trazem discussões sobre as tecnologias recentes mais utilizadas nos tratamentos de doenças cardíacas nos grandes centros”, afirma o presidente do Congresso o cardiologista Marcos Tenuta.

 

O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso (SBC-MT).

 

 

SERVÇO

 

O QUE? XXI Congresso de Cardiologia

 

QUANDO? Dias 21,22 e 23 de outubro a partir das 7h30

 

ONDE? Centro de Eventos Senai Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA