COVID-19

Ministro Marcelo Queiroga confirma 177 mil doses de vacinas para bloqueio sanitário na fronteira de MT

Publicados

em

Objetivo é evitar ingresso da variante andina do novo coronavírus em solo brasileira, através da divisa com a Bolívia

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comunicou ao senador Wellington Fagundes (PL-MT),  e confirmou ao governador Mauro Mendes (DEM), a remessa de 177.250 doses de vacinas da Oxford/Astrazeca para serem aplicadas na população que habita os municípios da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia. O comunicado foi uma resposta ao requerimento apresentado pelo parlamentar para que o Ministério efetivasse o bloqueio sanitário para evitar o ingresso da variante andina do novo coronavírus em solo brasileiro.

 

Na visita a Mato Grosso, na última sexta-feira, Queiroga já havia sinalizado a inclusão dos 28 municípios que fazem fronteira do Estado com a Bolívia nas prioridades do Programa Nacional de Imunização, o PNI. O assunto foi tratado também com o governador Mauro Mendes. “Nossa expectativa é de o Estado possa avançar o mais rapidamente possível nessa imunização” – disse o senador.

 

O carregamento das vacinas foi enviadas em duas remessas, nesta quinta-feira, 15. O Governo do Estado informou que imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes, no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Leia Também:  Governador assina contrato com a Rumo e traz ferrovia a Cuiabá, Nova Mutum e Lucas

 

“A perda de vidas humanas em uma proporção tão avassaladora exige de todos nós uma postura humanitária e combativa diante desse inimigo invisível que nos assola” – disse Fagundes, ao agradecer o empenho do ministro no atendimento da reivindicação.

 

Em dezembro do ano passado foi detectada, no Peru, uma nova variante do SARS-CoV-2. Essa variante, chamada Lambda, tornou-se dominante em seu país de origem, espalhou-se pela maioria dos países sul-americanos e já foi detectada que cerca de 30 outros países. “Como se trata de uma variante recente, ainda não sabemos muito a seu respeito, mas já sabemos que ela tem maior resistência aos efeitos de algumas vacinas, como a Pfizer e a CoronaVac” – frisou.

 

Mato Grosso e Mato Grosso do Sul dividem quase 2.500 quilômetros de terras com Bolívia e Paraguai, e 60% dessas terras são fronteiras secas, de muito fácil transposição. Além disso, temos sete cidades-gêmeas, intimamente conectadas com suas contrapartes sul-americanas. “Nossa experiência histórica como Estados fronteiriços e de forte tradição agropecuária nos permite afirmar que o controle da circulação de doenças nessas extensas e remotas fronteiras só pode ser totalmente implementada por meio de uma cobertura vacinal eficiente e universal” – ele acrescentou.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Corujões e sextou vacina VG fará quatro estações de vacinação para todos os públicos inclusive jovens

Publicados

em

Por

JB NEWS

Quatro grandes ações de vacinação contra a COVID 19, três Corujões da Vacinação e o ‘Sextou Vacina VG’, serão desencadeadas desta quarta-feira dia 22 até segunda-feira dia 27 de setembro em Várzea Grande. O objetivo é acessar ao máximo de pessoas e oportunizar à população horários e locais diferentes facilitando o acesso à imunização, reforçando ainda a vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comborbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades e que estavam pré-agendados e já confirmados, antes da decisão do Ministério da Saúde de suspender a vacinação para jovens.

“Serão quatro dias distintos com pontos fixos e de drive-thru com horários flexíveis e estendidos com o objetivo de facilitar ao máximo a vida das pessoas”, salienta o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, assinalando que a ordem do prefeito Kalil Baracat é dar continuidade, volume e vacinar o máximo de pessoas.

Nesta quarta-feira, dia 22, a vacinação será no ponto fixo do Miniestádio no bairro Jardim dos Estados, no Corujão da Vacinação das 16h às 22h, podendo se vacinar primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço ou terceira dose, para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

Dia 23, quinta-feira será a vez da vacinação no drive-thru do Parque Berneck, das 16h às 22h, podem se vacinar aqueles agendados para primeira e segunda dose, a dose de reforço para idosos e também os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidade de 15 a 17 anos

Leia Também:  Mato Grosso recebe 206.380 doses de vacina contra a Covid-19 nesta segunda-feira

Dia 24, é dia do “Sextou Vacina VG”, ponto fixo no ginásio de esportes “Fiotão”. Serão 16 horas direto, das 8h à meia-noite, vacinando todos os públicos previstos no Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde e contemplando os diversos programas implementados em Várzea Grande como o Resgate Cidadão; Plantão da 2ª Dose, Corujão, Corujinha entre outros.

“O ‘Sextou Vacina VG’ é o nosso destaque. Estamos na terceira edição dentro da campanha de vacinação contra a COVID 19, uma nova forma de oportunizar e abrir espaço para que durante o dia inteiro e até à meia noite, as pessoas possam ir vacinar e garantir a imunização que comprovadamente é eficaz. Os públicos contemplados pelos programas municipais de vacinação como o Plantão da 2ª dose; o Resgate Cidadão; Corujão, Corujinha, entre outros em que não há necessidade nem de ter cadastro, basta comprovar ter 18 anos e residir na cidade através do Cartão do SUS, além de ser uma oportunidade para os faltosos contemplam a todos os públicos. Estamos aqui de plantão recebendo de braços abertos a todos. Ainda iniciamos a vacina da população adolescente de 12 a 17 anos com comorbidades e a terceira dose dos idosos e a vacinação de jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades”, pontua Gonçalo de Barros.

Leia Também:  Aprovado PL de Fávaro que modifica as sobras eleitorais

Já na segunda-feira, dia 27, a vacinação será em sistema de drive-thru e fixo na Clínica do UNIVAG, das 16h às 22h. Também vacinando primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

“No ‘Sextou Vacina VG’ pessoas acima de 18 anos que não conseguiram fazer o cadastro no site, nós fazemos os cadastros, atualizamos o cartão do SUS e vacinamos. Para isso é necessário trazer documentos pessoais com foto, cartão do SUS e um comprovante de endereço”, lembrou o secretário, frisando que a decisão de manter a vacinação para jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades é uma decisão de respeito para com aqueles que se cadastraram e desejam vacinas. “Aguardamos a manifestação oficial do Ministério da Saúde para retomarmos a vacinação dos jovens de 12 a 14 anos, que é uma decisão sensata, ainda mais quando a maioria dos países já analisam vacinar crianças de 5 anos acima”, disse Gonçalo Barros.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA