POLITICA

Medeiros convida Paccola para filiar no Podemos

Publicados

em

O deputado federal José Medeiros (Podemos) convidou o vereador tenente-coronel Marcos Paccola (Cidadania) para filiar no Podemos.

O convite de Medeiros, que preside o Podemos em Mato Grosso, foi feito nesta sexta-feira (27), um dia depois do presidente nacional do Cidadania, ex-deputado federal Roberto Freire, convidar Paccola a se retirar do partido.

“O vereador por Cuiabá Pacoola é um grande quadro da política cuiabana e mato-grossense. Fiz o convite e espero que ele migre para o Podermos, onde terá liberdade de pensamento e poderá defender o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)”, afirma Medeiros.

Vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, Medeiros criticou a postura do presidente nacional do Cidadania e a falta de democracia interna, uma vez que o dirigente pediu a saída de Paccola em função do vereador estar alinhado com as pautas defendidas pelo presidente da República.

“Acredito que o Roberto Freire está sendo antidemocrático”.
Além de Paccola, a direção do Podemos já fez convite para outras lideranças de direita como os deputados estaduais Delegado Claudinei (PSL), Gilberto Cattani (PSL), Ulysses Moraes (PSL) e Calil Faissal (PV), e o deputado federal Nelson Barbudo (PSL). Além dos parlamentares, que só poderão mudar de partido em março de 2022 sem correr o risco de perderem o mandato, Medeiros já convidou a ex-candidata ao Senado Federal, coronel Fernanda Rúbia (sem partido) para filiar no Podemos.

Leia Também:  Reunião da CPI dos Medicamentos que estava prevista para acontecer nesta sexta-feira foi adiada

“O Podemos é um dos partidos que mais votam com o presidente Bolsonaro no Congresso Nacional. Além disso, tem uma atuação expressiva na CPI da Covid defendendo o governo e mostrando a motivação política eleitoral da comissão, que é comandada pelos senadores Omar Aziz (PSD-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP)”, comenta o dirigente partidário.

Com apoio do presidente Bolsonaro, Medeiros trabalha para unir as lideranças bolsonaristas de Mato Grosso. A intenção do parlamentar é construir candidaturas majoritárias e proporcionais de direita para ajudar o processo de reeleição do presidente Bolsonaro nas eleições do próximo ano.

“Tem um grupo de políticos que estão preocupados com a força da direita em nosso estado. Não estão mediando esforços para desarticular o grupo de direita cooptando partidos, prefeitos e vice-prefeitos para aderirem ao projeto contrário ao do presidente Bolsonaro. Tenho certeza que as lideranças políticas e os partidos que são alinhados com as pautas defendidas pelo presidente estarão unidos trabalhando a sua reeleição”, conclui Medeiros, que tem o apoio do presidente para disputar o Senado Federal no pleito do próximo ano.

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Reunião da CPI dos Medicamentos que estava prevista para acontecer nesta sexta-feira foi adiada

Publicados

em

Por

JB NEWS

Por Alisson Gonçalves

FOTO : bdnOTICIA

A apresentação do relatório vai acontecer na próxima segunda-feira (06), às 14h.

Na apresentação, o grupo irá relatar as causas encontradas para o montante de medicamentos vencidos encontrados no CDMIC.

No âmbito das investigações foram ouvidas oito pessoas, consideradas peças-chaves no processo: a ex-secretária de Saúde Elizeth Lúcia de Araújo, o servidor público Renault Tedesco de Carvalho, o representante legal da Norge Pharma Patric Pablo Lelis Silva, o ex-coordenador de Licitações da Secretaria de Saúde Valdir Pereira Silva, o ex-diretor financeiro da Secretaria de Saúde Oseas Machado, o gerente de contratos de aditivos da Secretaria de Saúde Taise Moreira de Almeida, o gerente de operações da Norge Pharma Gustavo Henrique Matos, e o coordenador do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC)

Ainda de acordo com as informações,o Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro que foi afastado do cargo,por improbidade administrativa, contratações ilegais na Secretaria Municipal de Saúde e pagamento de valores vedados, a título de prêmio saúde.Também seria ouvido nesta CPI.

Leia Também:  Emanuel Pinheiro nega e desconhece “rachadinha”, e diz que tentam incriminar ele sua família

A CPI dos Medicamentos foi instaurada em 10 de maio deste ano a fim de apurar a questão referente aos remédios vencidos encontrados estocados no Centro de Distribuição de Insumos e Medicamentos (CDMIC) da capital.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA