Internacional

Max Russi representa Legislativo e assegura foco na ampliação de comércio internacional

Publicados

em

JB News

 

O parlamentar participou da agenda de compromissos institucionais do governador Mauro Mendes e comitiva no país vizinho. Presidente do Parlamento crê na potencialização turística e econômica, a partir da ampliação das relações entre governos.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), acredita que uma relação mais próxima, entre o Governo do Estado e a Bolívia, possa potencializar o desenvolvimento turístico e econômico de Mato Grosso. Russi participou da agenda de compromissos institucionais do governador Mauro Mendes no país vizinho, no último fim de semana. Ele associou a participação do Parlamento no estreitamento das relações internacionais e assegurou foco do Legislativo na ampliação do comércio entre os países. “Contem com a Assembleia Legislativa para que a gente possa estreitar e fortalecer esse relacionamento”, complementou.

Na sexta-feira (17), a comitiva deu início ao cronograma de atividades em Santa Cruz de La Sierra, onde se reuniu com o governador do Departamento Luiz Fernando Camacho. Em solenidade, foi assinado um memorando, que vai possibilitar possíveis parcerias entre ambos os governos. Ainda durante a manhã, o deputado Max Russi acompanhou o governador em homenagem recebida do Honorável Acadêmico da Udabel – Universidade de Aquino.

Leia Também:  Marcos Machado nega prisão domiciliar para chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro

No início da tarde, o grupo se reuniu com o prefeito Jhonny Fernandez Saucedo, para a assinatura de um Protocolo de Intenções, focado na atuação em áreas de saúde, segurança, educação, cultura, desenvolvimento humano e econômico.

Outro compromisso foi o encontro como o gerente da Amaszonas by Nella, Geraldo Velasquez. A pauta, com o representante da companhia aérea foi a tratativa para o voo Cuiabá – Santa Cruz, já que a Nella é uma start-up brasileira, de baixo custo. Durante a noite, o deputado Max Russi também prestigiou, junto ao governador Mauro Mendes e autoridades, a 45ª Feira Internacional de Santa Cruz de La Sierra (Expocruz).

“Tivemos atividades e encontros importantes durante todo o dia e a oportunidade de reafirmar o compromisso do nosso Estado no fortalecimento do desenvolvimento. Acredito que esse trabalho, em conjunto com o governo boliviano, possa render bons frutos comerciais, tanto para quem vende, como também para o consumidor”, avaliou.

O fornecimento de Gás tem sido a principal pauta entre Brasil e Bolívia. Em 2019 o deputado Max Russi, na época primeiro –secretário da Assembleia Legislativa, participou, em Santa Cruz de La Sierra, da assinatura do contrato para o restabelecimento do fornecimento do gás boliviano. Ainda no primeiro semestre deste ano, o governador Mauro Mendes assinou um novo documento, para a assegurar o abastecimento às empresas do Distrito Industrial de Cuiabá.

COMENTE ABAIXO:

Internacional

Trabalhadores e autônomos italianos terão que ter o  Green Pass para poder desempenhar sus atividades e gera revolta no país

Publicados

em

Por

JB News

Da Redação

Foto: Tiziana FABI / AFP

Iniciou nesta sexta-feira 15.10 na Itália, uma das medidas mais polemicas, que já tem gerado ondas de protesto pelos quatro cantos do país.

A partir de hoje, os trabalhadores italianos terão que ter e portar o  Green Pass  para poder desempenhar sus atividades, O Green Pass é o certificado de vacinação expedido pelo governo  confirmando que a pessoas já foi vacinada, e que possibilita a locomoção.

A decisão atinge não só os funcionários como também os autônomos, tantos as empresas domesticas, quanto as multinacionais.

O certificado obrigatório também serão exigidos nos bares, restaurantes, museus, academias e em praticamente todos os órgãos públicos e privados.

A ideia é que seja banido da Itália o sentimento antivacina.

Diante da atitude radical tomada pelo Primeiro Ministro Mario Draghi, já tem lhe custado um grande desgaste. A oposição política realizada pelos partidos, Liga, e Irmão da Itália tem liderados os protestos contra o certificado obrigatório, Segundo os representantes dos partidos a medida é inconstitucional.

Leia Também:  Vacinação da ALMT já imunizou mais de 200 mil pessoas: “Atuação do Parlamento faz a diferença”, diz Russi

13 pessoas foram detidas nesta sexta por tentar invadir a sede do governo, segundo informações são de que os manifestantes pertencem a e partidos fascistas.

Além do Salvo Conduto, as pessoas terão de apresentar aumentos um documento de que já recebeu pelo menos a primeira dose da vacina. Pelo menos três milhões de trabalhadores ainda não vacinaram.

Caminhoneiros e estivadores anunciaram uma greve para os próximos dias, a preocupação do governo é com o bloqueio do trafego naval, que impulsiona o país.

Para os comentaristas políticos, essa é primeira vez que Draghi terá dificuldades de implementar uma medida.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA