Abastecimento

Mais de 20 milhões serão investidos na aquisição de produtos da agricultura familiar em MT

Publicados

em

 

JB NEWS

O governador Mauro Mendes (DEM), assinou nesta manhã de segunda-feira 28, adesão ao programa de aquisição de alimentos do Governo Federal, com a presença do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.
Em Mato Grosso, serão investidos R$ 10,6 milhões, em recursos do governo federal para a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e que serão destinados às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Segundo o governador, o governo de MT  ainda irá aportar no mínimo outra quantia de 10 milhões para atender a agricultura familiar no Estado, juntos  serão investidos mais de 20 milhões de reais.

O recurso de mais de 20 milhões serão investido na aquisição de produtos da agricultura familiar,para o governador essa é uma das maneiras de fortalecer e fomentar o segmento que tanto carece de apoio no Estado,os produtos adquiridos atenderá outras família em situação de vulnerabilidade nesse momento de pandemia por todo Mato Grosso.

Leia Também:  Seciteci abre 270 vagas para o curso gratuito de Técnico em Agropecuária

Investimentos do Estado

A atual gestão do Governo de Mato Grosso tem investido forte na Agricultura Familiar e conseguiu derrubar uma das principais de quem vive dela. Com a aprovação da lei do Susaf, de autoria do Executivo, desde 2019 os produtos dos pequenos agricultores podem ser vendidos em todo o estado, e não apenas no município. Basta a regularização dos produtos junto ao município. Uma conquista em prol de mais de 130 mil produtores mato-grossenses.

O Governo de Mato Grosso também passou a comprar os produtos da Agricultura Familiar para usar na merenda das escolas estaduais, valorizando e incentivando a produção local. A isenção do ICMS foi mantida aos produtores de café, de forma a manter a viabilidade desse setor.

Em uma articulação com o Governo Federal, ainda foi garantido um auxílio de R$ 2,4 mil a milhares de famílias mato-grossenses, para que produzam em suas terras.

Por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar, o programa Mato Grosso Produtivo tem investido nas principais cadeias do estado, como o café, cacau, leite, mel, banana, limão, maracujá, piscicultura, extrativismo da castanha e produção de flores tropicais. Sem contar os investimentos de R$ 2,5 milhões para a aquisição de 128 resfriadores, 10 mil doses de sêmen bovino e 1 mil embriões. Também foram entregues: 58 patrulhas mecanizadas, 1 escavadeira elétrica e 3 picapes.

Leia Também:  Após demanda de suinocultores de MT, Conab realiza leilão de milho

 

COMENTE ABAIXO:

Abastecimento

Seciteci abre 270 vagas para o curso gratuito de Técnico em Agropecuária

Publicados

em

Por

Promovido em parceria com o Governo Federal, por meio do programa Novos Caminhos, o curso será na modalidade Mediotec

Camila Paulino | Seciteci

– Foto por: Seduc MT

A partir desta quinta-feira (20.05), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) abre as inscrições para o curso gratuito de Técnico em Agropecuária, promovido em parceria com o Governo Federal, por meio do programa Novos Caminhos. Ao todo, serão ofertadas 270 vagas. As inscrições seguem até o dia 03 de junho e podem ser feitas AQUI.

Segundo o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, a ideia é capacitar o maior número de profissionais para o mercado de trabalho, diminuindo as desigualdades sociais e ampliando a geração de emprego e renda no Estado. Este curso, será ofertado na modalidade Mediotec, para alunos de pelo menos 15 anos que cursam o Ensino Médio.

“O Mediotec é um programa que oportuniza aos alunos da rede pública cursar ao mesmo tempo, um curso técnico. Esta ação é focada em oportunizar a estes jovens o ingresso ao mercado, logo após a conclusão dos estudos”, informou o gestor.

Leia Também:  Deputado discute energia e leva torre de telefonia a Agrovila das Palmeiras

As turmas serão coordenadas por cinco Escolas Técnicas do Estado (ETE’s): Barra do Garças, Sinop, Alta Floresta, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra.

A coordenadora de Educação Profissional e tecnológica da Seciteci, Ana Flavia Derze Soares, explica que as aulas serão presenciais, com previsão de início do segundo semestre deste ano.

“As nossas unidades estão se preparando para dar início ao ensino presencial principalmente em cursos que não tem condições de colocar na modalidade de ensino a distância (EAD), e precisa de aulas em campo, atividades laboratoriais, etc. Para isso, adotaremos todos os devidos cuidados, para evitar possíveis contaminações em sala”, disse ela.

A Seciteci realizará o processo seletivo, conforme critérios definidos em edital e divulgará a lista com as matrículas deferidas no dia 17 de junho. A previsão para o início das aulas é dia 05 de julho. Os alunos receberão certificados após a conclusão do curso. O edital pode ser acessado AQUI.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA