VÁRZEA GRANDE

Kalil anuncia dose de reforço para idosos e trabalhadores da saúde e vacina para jovens de  12 a 14 anos sem comorbidades 

Publicados

em

 

Várzea Grande inicia hoje, 6 de outubro, a vacinação da dose de reforço dos profissionais da Saúde e de idosos de 60 anos acima, ambos os casos com pessoas com mais de 180 dias de imunizados com a segunda dose, e também jovens de 12 a 14 anos sem comorbidades, lembrando que desde o mês de setembro, idosos de 70 anos acima e jovens de 12 a 17 anos com comorbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades já estão sendo vacinados e elevaram os percentuais de vacinados para 88% com uma dose e 70% com duas doses.
“Vamos seguir avançando porque temos planejamento e que tem demonstrado resultados”, disse o prefeito Kalil Baracat sinalizando que mesmo com a decisão do Governo do Estado em revogar as medidas sanitárias adotadas desde 2020, Várzea Grande vai agir com cautela e com os cuidados que a pandemia da COVID 19 exigem e são defendidas em todo mundo por médicos e cientistas, “pois estamos falando em vidas humanas”, asseverou.
Kalil comemorou o fato de entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro, Várzea Grande não ter noticiado nenhum óbito por COVID 19, em seis dias seguidos e assinalou que este tipo de resultado que interessa a Administração Municipal, mas não como número a ser comemorado, mas sim como estímulo em busca de debelar e controlar a doença.
O prefeito enalteceu o empenho e dedicação de todos os trabalhadores da área de saúde e frisou que ainda em agosto passado encaminhou ao Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde solicitação para que estes profissionais recebessem a dose de reforço, “pois assim como os profissionais da segurança pública e da Educação fazem a linha de frente no atendimento a população”, explicou.
Hoje das 8 até as 16 horas no Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos em sistema ponto fixo e das 16 às 22 horas no Parque Berneck em sistema Drive Thru, acontece a vacinação dos profissionais de saúde e idosos já cadastrados que não necessitam de um novo cadastramento para receberem a dose de reforço e os jovens de 12 a 14 anos sem comorbidades que necessitam de cadastro para validarem seu direito a vacinação serão vacinados.
“Estamos trabalhando com planejamento que tem obtido resultados mais do que expressivos, bastando ver o percentual de imunizados, mas novas metas foram estipuladas pelo prefeito Kalil Baracat e estamos perseguindo as mesmas para que a população se sinta segura de que o que existe em termos e saúde, prevenção e combate a COVID 19 estará a alcance de todos que necessitarem”, explicou o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros.
Ele também enalteceu o empenho e dedicação dos profissionais de Saúde e ponderou que a meta é até novembro atingir mais de 80% da população com duas doses de vacinas e avançar na dose de reforço. “Se não faltar imunizantes, nós iremos vacinar a todos e se possível queremos ainda em 2021 vacinar toda a população de Várzea Grande já pensando no planejamento de 2022, pois a COVID 19 apesar de demonstrar em números que está sob controle, deverá permanecer entre as pessoas por muitos anos”, segundo a própria ciência e a medicina, discorreu o secretário.
Gonçalo Barros sinalizou que naturalmente, Várzea Grande deve avançar no relaxamento das regras impostas pela pandemia, mas que os ótimos números de vacinados, de queda nos óbitos e de controle não podem ser motivo para se evitar o distanciamento social, o uso de máscara e álcool em gel entre outros meios de biossegurança.
“Não deixamos de perceber que estes meios de biossegurança evitaram outras doenças como as Síndromes Respiratórias Agudas Graves – SRAG, então vamos nos manter alertas, contando com a participação e cuidado de todos para que a COVID ou qualquer outra doença seja enfrentada e debelada pela Saúde Pública para aqueles que dependem do SUS ou mesmo para aqueles que podem custear tratamentos particulares, mas que precisaram entrar fila da Saúde Pública para receberem a vacina contra a COVID que é um direito de todos e um deve do governo que Várzea Grande faz questão de cumprir”, disse o secretário.
Kalil Baracat sinalizou ainda que Várzea Grande avançou e muito, graças as parcerias formalizadas com os Governos Federal, de Mato Grosso, com a Assembleia Legislativa, com a Câmara Municipal e com parceiros da iniciativa privada. “Encontramos solidariedade não comigo prefeito ou com a administração municipal, mas com a população, com as pessoas que passaram e estão passando por temores de enfrentar uma pandemia desconhecida do mundo, por isso o obrigado da gestão municipal para todo apoio e esforço em busca de uma Várzea Grande melhor e com saúde”, disse Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Marcos Machado nega prisão domiciliar para chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro

VÁRZEA GRANDE

Kalil e Jayme anunciam R$ 20 milhões em investimentos e esforço pela solução para a falta de água

Publicados

em

Por

 

­­­­MAIS R$ 20 MILHÕES EM EMENDAS

O trabalho de Jayme Campos já representou emendas que somam R$ 31 milhões para Várzea Grande em 2021. Ele garantiu dedicação em busca de mais recursos para enfrentar o problema da falta de água

Sinalizando que vai continuar redobrando os esforços no sentido de ajudar a administração municipal de todas as 141 cidades de Mato Grosso, mas principalmente de Várzea Grande, o senador Jayme Campos anunciou a liberação de novas emendas para obras e ações, bem como, entendimentos junto ao Governo Federal para ampliar repasses de recursos para obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, hoje um dos maiores problemas da segunda maior cidade do Estado.

Várzea Grande recebeu duas emendas no valor de R$ 20 milhões do senador Jayme Campos. Os recursos serão aplicados na saúde pública e em obras de infraestrutura, principalmente na pavimentação asfáltica de vários bairros.

“É sempre bom contar com o apoio dos parlamentares da bancada federal e novamente o senador Jayme Campos demonstra seu apreço a cidade de Várzea Grande aonde ele foi prefeito por três mandatos, lembrando que no início de nossa gestão já foi repassado valores de R$ 10 milhões para a saúde pública de outra emenda do senador”, disse o prefeito Kalil Baracat, sinalizando que vai colocar recursos próprios de Várzea Grande para ampliar a capacidade e atender mais bairros do município com obras, pois recursos federais e estaduais são essenciais, mas também precisam de contrapartida de recursos do Tesouro Municipal.

Kalil Baracat sinalizou que estes recursos se somam com o empréstimo da ordem de R$ 90 milhões contratados junto a Caixa Econômica Federal – CEF, sendo R$ 70 milhões para pavimentação asfáltica e R$ 20 milhões para ampliar os R$ 100 milhões que estão sendo investidos em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

Leia Também:  Saúde realiza I Oficina de Saúde Mental na reestruturação dos serviços da atenção psicossocial

“Quero deixar meu testemunho do apoio que temos recebido dos senadores, deputados federais, dos deputados estaduais da Assembleia Legislativa e do próprio Governo de Mato Grosso e isto tem que ser declarado para que as pessoas saibam o quanto eles têm nos ajudado a vencer as dificuldades e obstáculos que são comuns em uma gestão pública”, assinalou o prefeito.

Ele aproveitou a presença dos vereadores no evento, para agradecer o apoio do Poder Legislativo Municipal que também não tem medido esforços no sentido de ajudar o Executivo a vencer os obstáculos impostos como a questão do abastecimento de água.

Já o senador Jayme Campos assinalou que sua meta é concluir ano que vem a primeira parte de seu mandato com 141 cidades contempladas com recursos de emendas parlamentares de sua autoria. “Já liberei próximo de R$ 200 milhões em emendas para 134 cidades e queremos dentro da possibilidade e da realidade, pois estes recursos são federais, atender a todas as cidades, atender a Mato Grosso”, disse Jayme Campos frisando ainda que vai reforçar os pedidos em cima da questão do abastecimento de água e de obras de esgoto.

O senador reconheceu a necessidade de reforçar os investimentos no abastecimento de água de Várzea Grande e lembrou que o prefeito Kalil Baracat está investindo R$ 100 milhões nestas obras e vai lançar outras duas obras que em definitivo irão permitir que Várzea Grande melhore de forma significativa o abastecimento de água para toda a sua população.

Jayme Campos ressaltou que o bom trânsito do prefeito Kalil Baracat, junto à Bancada Federal, graças ao trabalho que vem fazendo em Várzea Grande, facilita a busca por emendas parlamentares, defendendo uma emenda de bancada com recursos mais volumosos para ser aplicado em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário. “A deficiência que existe hoje é decorrente do crescimento populacional aliado à falta de investimentos, até porque os R$ 215 milhões de um total de R$ 500 milhões previstos do PAC resgatado em 2015 pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, nem R$ 5 milhões para água foram liberados, então o problema se demonstra mais severo e mais potencializado pela seca que é a maior das últimas décadas e pela falta de investimentos, sem contar outros problemas que também agravam a situação como as perdas de água, os desvios entre outros”, disse Jayme Campos.

Leia Também:  Várzea Grande encerra semana da árvore com plantio de mudas

Já o prefeito Kalil Baracat reafirmou a disposição e o enfrentamento do problema sinalizando que durante todo o seu mandato, os esforços em primeiro plano são pela resolutividade da questão da água e consequentemente do esgoto, mas que é necessário avançar ainda mais, seja em novas redes, novos equipamentos e na conscientização das pessoas quanto ao uso racional da água disponível.

“Com o apoio dos Governos, Federal, de Mato Grosso, da Assembleia Legislativa e de recursos próprios, Várzea Grande irá dobrar a atual capacidade de captação, tratamento e distribuição de água dos atuais 700 litros por segundo par apontada como ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 120 até 140 litros/dia por habitante”, disse o prefeito Kalil Baracat.a 1.400 litros por segundo ou 120.960 milhões de litros de água por dia, o que representa dizer mais de 400 litros por dia por cada habitante, ou seja, mais que três vezes a necessidade apontada como ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 120 até 140 litros/dia por habitante”, disse o prefeito Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA