AGRONEGÓCIOS

Juíza autoriza ‘arrombamento’ de imóvel para recuperação de 4,8 mil sacas de soja

Publicados

em

JB News

Por Alana Casanova

A Fattoria Comércio e Representação de Produtos Agropecuários conseguiu decisão favorável em Ação de Embargos de Terceiro contra a empresa Sinagro Produtos Agropecuários, para garantir a recuperação de quatro mil e oitocentos sacas de soja.

A decisão é da juíza 2ª Vara Cível de Primavera do Leste, Patrícia Cristiane Moreira, que autorizou reforço policial para que os oficiais de justiça cumpram a determinação e recuperem os grãos.

“Com ordem de arrombamento, defiro o pedido de dois oficiais de justiça que cumprirão o mandado, arrombando cômodos e móveis em que se presuma estarem os bens, e lavrarão de tudo auto circunstanciado, que será assinado por duas testemunhas presentes à diligência”, decidiu a juíza, nesta segunda-feira (14.06).

A Fattoria Comércio e Representação de Produtos Agropecuários tem defesa patrocinada pelos advogados Antônio Frange Júnior, Yelaila Araújo e Marcondes e Tarcísio Cardoso Tonhá Filho. Eles explicam que ficou comprovada a posse sobre os grãos, mediante apresentação das cédulas de produto rural (CPR), bem como, do instrumento particular de confissão de dívida, emitidos pelo executado da ação principal.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá destina cerca de 300 mil para site de Aprá

A ação da Sinagro é movida em face de Cléber, alegando ser credor da quantia de 6.000 (seis mil) sacas de 60kg de soja em grãos da safra 2020/2021, onde a entrega deveria ter sido realizada até 30 de março deste ano, no Armazém da Sinagro – Unidade Canarana/MT. Constatou-se, assim, possível desvio da produção estimada em R$ 784 mil reais.

Conforme esclarecido no processo judicial “a embargante é legítima proprietária dos grãos arrestados, haja vista que, recebeu como pagamento pela CPR devidamente registrada em cartório sobre a produção da Fazenda Santa Helena; da confissão de dívida que prevê o recebimento das sacas, além das notas fiscais acostadas, bem como, jamais integrou o polo passivo da demanda executiva – não restando dúvida quanto à legitimidade da embargante e ao cabimento dos presentes embargos de terceiro”, consideraram os advogados.

Informações públicas constantes na demanda judicial movida pela empresa Fattoria Comércio e Representação de Produtos Agropecuários em face da Sinagro Produtos Agropecuários.

Leia Também:  Chapada dos Guimarães comemora aniversário beneficiada com investimentos superiores a R$ 100 milhões

 

Veja a Decisão 👇

Decisão ordem de arrombamento e reforço policial (1)
Frange Advogados

Há mais de 20 anos, o escritório Frange Advogados dedica-se amplamente à advocacia preventiva com a missão de dar suporte jurídico para empresários e empresas, tanto em suas relações societárias quanto em seus negócios mercantis.
COMENTE ABAIXO:

AGRONEGÓCIOS

Live do AgriHub apresenta tecnologias para engenheiros atuantes no agronegócio

Publicados

em

Por

 

Tecnologia para engenheiros atuantes no agronegócio será o tema da próxima Live do “AgriHub Pró” que vai acontecer no dia 19 de julho (segunda-feira), às 19h de MT e 20h de SP. A iniciativa é do Instituto AgriHub e tem como parceiro o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT). Os profissionais interessados devem fazer a inscrição para receber o link de acesso clicando aqui: https://agrihub.com.br/livecrea.

Entre os assuntos que serão abordados estão as tecnologias e ferramentas digitais que podem auxiliar nos desafios da profissão dos engenheiros, em especial engenheiros agrônomos, ambientais, agrícolas, florestais e mecânicos.

Para enriquecer o debate já confirmaram presença o presidente do CREA-MT, Juares Silveira Samaniego, e os engenheiros agrônomos: Mauricio Nicocelli Neto, especialista em agricultura digital, e Otávio Celidonio, diretor-executivo do Instituto AgriHub.

A ideia é dar “start” na difusão de tecnologias e ferramentas que aumentem a produtividade e o engajamento dos profissionais de engenharia com os seus clientes, no caso o produtor rural. O objetivo é facilitar o melhor gerenciamento de dados e ações que auxiliam no processo de tomada de decisão reduzindo o tempo e os custos nas tomadas de decisões destes profissionais.

Leia Também:  Deputado federal Neri Geller vai à Fecomércio-MT e recebe ofício em defesa do Sistema S

“O engenheiro tem o papel de ponte, então é importante adequar o nível de maturidade da solução tecnológica que ele vai indicar para o produtor, aumentando assim a chance de uma melhor aderência tecnológica”, esclareceu Wilton Maciel, responsável pela rede de profissionais do agro AgriHub PRÓ.

Com esta iniciativa, o Instituto AgriHub pretende proporcionar aos profissionais uma plataforma de treinamento com metodologias de análise de processo dentro da propriedade rural, nível de maturidade do produtor e das soluções tecnológicas oferecidas pelas empresas.

“Queremos fazer uma conexão entre os engenheiros e a empresa que oferta as soluções, que posteriormente serão difundidas com seu cliente, o produtor rural”, explicou Wilton Maciel.

O presidente do CREA-MT, Juares Samaniego, disse que a parceria com o Instituto AgriHub abre um leque de oportunidades para os profissionais da engenharia. “A capacitação que o Instituto AgriHub está oferecendo em parceria com o CREA-MT abre espaço para esse profissional no mercado de trabalho e vai capacitá-los para prestar um serviço de qualidade ao produtor rural e às pessoas que buscam esse profissional no mercado”, apontou Samaniego.

Leia Também:  Indústria de painéis fotovoltaicos pode ser instalada em VG

Juares reforçou ainda que a iniciativa do Instituto, além de aprimorar o conhecimento, leva informações relevantes aos que ainda não tem. “Será importante o engajamento dos profissionais que atuam na área do agronegócio, principalmente os engenheiros agrônomos, ambientais, agrícolas, florestais e mecânicos”, avaliou.

Pesquisa – Para conhecer o público interessado, após a inscrição no evento e durante a live, os profissionais terão acesso a um link para responder uma pesquisa sobre a sua atuação profissional. A ideia do questionário é conhecer o perfil dos profissionais e as diferentes realidades tecnológicas enfrentadas em cada região de Mato Grosso.

“O objetivo é ajudá-los a prestar o melhor serviço levando soluções assertivas ao produtor rural”, concluiu Wilton Maciel.

Serviço:

O que: Live “Tecnologia para engenheiros atuantes no agronegócio”

Quando: 19 de julho (segunda-feira)

 

Horário: 19h (horário de MT) – 20h (horário de Brasília)

Link de inscrição: https://agrihub.com.br/livecrea

 

Convidados: Presidente do CREA-MT, Juares Silveira Samaniego, e os engenheiros agrônomos: Mauricio Nicocelli Neto, especialista em agricultura digital, e Otávio Celidonio, diretor-executivo do Instituto AgriHub.

 

Fonte: Ascom Famato

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA