Política Estadual

Instituto Memória atende pesquisadores via e-mail

Publicados

em


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

 

Há mais de três décadas – desde sua criação, em 1987, por idealização do então deputado Teocles Maciel – o Instituto Memória do Poder Legislativo (IMPL) constitui importante fonte institucional de registros documentais para pesquisadores que estudam a história mato-grossense. 

Por força da pandemia provocada pelo coronavirus, o atendimento presencial foi suspenso desde o ano passado e não há previsão de retorno enquanto houver ainda risco para servidores e visitantes. 

No entanto, a equipe técnica e de pesquisadores do próprio IMPL não medem esforços para que importantes estudos não tenham solução de continuidade por falta de documentação sob a guarda da instituição. 

Endereço eletrônico  

“Disponibilizamos um canal para atendimento à distância e temos procurado satisfazer às demandas de pesquisadores que procuram por informações e documentação”, explica Mara Regina Visnadi, superintendente do IMPL. 

Por meio do endereço eletrônico instituto.memoria@al.mt.gov.br os pesquisadores podem encaminhar suas solicitações. 

Documentos históricos são digitalizados com ‘scanner’ pelos técnicos do IMPL e enviados – em casos mais específicos, profissionais da instituição elaboram síntese historiográfica sobre o tema pesquisado.  

Leia Também:  Deputados propõem debate sobre extração e comercialização de minhocas

“Esperamos que o mais breve possível estejamos todos vacinados, a pandemia sob controle, para que possamos abrir as portas do Instituto Memória ao público que estuda a história de nosso estado e em particular do Poder Legislativo”, anseia Mara Visnadi. 

O telefone do Instituto Memória para mais informações é  (65) 3313-6935.

 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

ALMT promove debate sobre fechamento de escolas

Publicados

em

Por


Foto: Ronaldo Mazza

Sob a condução do deputado estadual Alan Kardec (PDT), a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) promoveu na tarde de quinta-feira (23/09) reunião com diretores de escolas estaduais para discutir o fechamento de importantes unidades de ensino pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), sob alegada “reorganização” estrutural. 

A reunião contou ainda com participação dos deputados Valdir Barranco (PT) e Wilson Santos (PSDB) – este presidente da Comissão de Educação -, por meio de videoconferência. O debate também teve a participação de diversos diretores de escolas públicas, além de professores, sindicalistas e estudantes. 

FECHAMENTO DE ESCOLAS 

Logo no início do ano, quando ainda contava poucos dias à frente da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o secretário Alan Porto confirmou o fechamento de 19 escolas em Mato Grosso. Do total de unidades de ensino que serão desativadas, duas são de Cuiabá e três de Várzea Grande. A confirmação da desativação das escolas foi feita pelo gestor após audiência na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), realizada no dia 25 de janeiro. 

Leia Também:  ALMT promove debate sobre fechamento de escolas

 “O que nós estamos fazendo é um redimensionamento e reordenamento das nossas unidades escolares, que tem como foco uma infraestrutura mais adequada, um Ideb de qualidade e a localização dos nossos alunos”, tentou explicar o secretário aos parlamentares naquela ocasião. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA