Saúde

Instituto Cactus lança grande levantamento sobre a Saúde Mental no Brasil 

Publicados

em

“Caminhos em Saúde Mental” inaugura novo olhar sobre os consensos e disparidades do tema no país

Movido pela vontade de disponibilizar informações acessíveis e de qualidade às pessoas, o Instituto Cactus lança o livro “Caminhos em Saúde Mental”. O projeto representa um relatório inédito sobre os caminhos de atuação em saúde mental no Brasil, cujo objetivo é promover um olhar mais amplo e, ao mesmo tempo, aprofundado sobre o tema, com as principais abordagens e definições de estratégias.

Desenvolvido entre os meses de março e dezembro de 2020, em parceria com o Instituto Veredas, o levantamento se propõe a oferecer um complexo entendimento a respeito das impermanências do campo da saúde mental no país e já está disponível na íntegra para download.  Para tanto, considerou os consensos produzidos por organismos internacionais e a própria experiência brasileira – que por décadas serviu de modelo para a construção de estratégias comunitárias de cuidado no mundo.

O livro vai de encontro com um dos grandes objetivos do Cactus, que é levar o conhecimento de qualidade – através do debate aberto, informativo, empático e menos polarizado sobre os consensos e disparidades presentes nesse contexto – e ser um agregador, com propósito de engajar, além da sociedade geral, o envolvimento de setores importantes, como governos, academias, poderes públicos, assim como os próprios usuários de serviços em saúde mental.

Leia Também:  Liminar obriga Unimed Cuiabá a garantir continuidade de tratamento

“O desejo de transformar os subsídios deste processo de desenvolvimento institucional em um documento público nasceu do entendimento de que ele também poderia apoiar o fortalecimento de outras organizações e atores-chave interessados na garantia de direitos e na promoção da saúde mental de adolescentes e mulheres, assim como do campo como um todo,” explica Maria Fernanda Resende Quartiero, diretora e presidente do Instituto Cactus.

Ao lançar luz sobre a discussão da saúde mental no Brasil e levantar o conhecimento sobre essa causa, o projeto também idealiza conscientizar os indivíduos para que eles mesmos possam criar mecanismos de ação e transformação. “Caminhos em Saúde Mental” acredita que uma sociedade instrumentalizada com informações claras e coesas, com apoio de políticas públicas intersetoriais consistentes, é capaz de promover intervenções em suas comunidades e meios sociais de convívio, sabendo onde e quando procurar ajuda.

“O trabalho do Instituto Cactus, que começa a sua atuação no campo da saúde mental com os públicos prioritários de mulheres e adolescentes, representa um esforço vital para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Agenda 2030 das Nações Unidas, com suas aspirações por uma população global saudável, equitativa, educada e capacitada até o final desta década,” reforça Luciana Barrancos, gerente executiva do Instituto Cactus.

Leia Também:  Cigarros eletrônicos podem causar várias doenças, incluindo câncer

É com essa proposta que o Instituto Cactus busca trazer ainda mais pessoas e setores para dentro desse espaço, ainda tão pouco discutido. O download do material pode ser feito gratuitamente através do link:

https://www.institutocactus.org.br/caminhos-em-sa%C3%BAde-mental

Conheça os Institutos

O Instituto Cactus é uma organização sem fins lucrativos que trabalha para a prevenção e promoção da saúde mental no Brasil, em especial de mulheres e adolescentes, através da geração de conhecimento, implementação de ferramentas de prevenção, colaboração em políticas públicas, articulação de ecossistemas e conscientização da sociedade sobre o tema. O conselho consultivo do Instituto reúne nomes Christian Dunker, psicanalista, professor Titular em Psicanálise e Psicopatologia do Instituto de Psicologia da USP, Natalia Cuminale, jornalista especializada em saúde e fundadora do Futuro da Saúde, Márcio Bernik, psiquiatra e coordenador do Laboratório de Ansiedade da Faculdade de Medicina da USP, Marcia C. Castro, chefe do Departamento de Saúde Global e População na Faculdade de Saúde Pública de Harvard, e Marina Feffer Oelsner, Co-fundadora do Generation Pledge.

O Instituto Veredas é uma organização sem fins lucrativos que tem por missão construir pontes entre gestão pública, academia e sociedade civil, de forma que o conhecimento técnico e científico possa ser utilizado no aperfeiçoamento de políticas públicas e intervenções sociais.

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Multivacinação para crianças e vacina da influenza para população em geral

Publicados

em

Por

O horário da Campanha de Multivacinação inicia das 7:30 às 17:00. Estarão abertas para a ação 20 Unidades Básicas de Saúde.

 

Visando elevar a proteção das pessoas e das crianças para outras doenças que ainda necessitam de cuidados e que estavam momentaneamente suspensos por causa da COVID-19, levou a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande a reforçar suas atividades em uma Campanha de Multivacinação.

Várzea Grande inicia amanhã, 18 de setembro, Campanha de Multivacinação ofertando doses de Pentavalente, que garante proteção contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b, responsável por infecções no nariz, meningite e na garganta; Pneumocócica; VIP ou VOP que protege contra a Poliomielite ou paralisia infantil e a Tríplice Viral, com foco na atualização das cadernetas de crianças, menores de cinco anos.

Também vai reforçar a campanha de vacinação da Gripe Influenza, lembrando que ela não tem eficácia contra a COVI-19, mas permite aos médicos e enfermeiros em avaliação a pacientes, conseguir um diagnóstico mais apurado e um tratamento mais eficaz para a população em geral, pois assim como a COVID-19 a Influenza se trata de uma Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG.

A vacina contra a Gripe Influenza é indicada para maiores de seis meses e apenas deve se ter o cuidado de receber a vacina com intervalo de 15 dias se foi imunizado contra a COVID ou vice-versa.

O público-alvo da campanha contra poliomielite são crianças de 1 ano a menores de 5 anos, que devem receber a Vacina Oral de Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses da Vacina Inativada de Poliomielite (VIP), do esquema básico de vacinação. As demais vacinas conforme as indicações do calendário nacional de vacinação.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, neste momento todos os esforços estão sendo concentrados na ação da vacinação contra a COVID-19, porém é uma responsabilidade promover ação na proteção das crianças com vacinas necessárias, principalmente em momento de pandemia.

Leia Também:  Fusão do jazz com rasqueado dá o tom a novo disco da Tocandira

“Vamos manter um ponto de vacinação contra a COVID-19, neste sábado (18), nas Clínicas Médicas do UNIVAG, ponto fixo, para as pessoas confirmadas e agendadas, e as acima de 18 anos que ainda não receberam a primeira dose. Vinte Unidades Básicas de Saúde vão funcionar na realização da Campanha de Multivacinação. Queremos neste dia que cada pai, cada mãe, cada parente, faça sua parte no processo, leve sua criança à unidade de saúde para que possa ser imunizada e ser protegida de danos que podem repercutir a vida inteira. Estas vacinas são básicas, fazem parte da cobertura vacinal das crianças, e protegem de várias doenças. Já a vacina da Influenza está liberada para a população em geral maior de 6 meses. É importante observar o intervalo de 14 dias, após ter tomado a vacina Contra a COVID-19, para então poder tomar a vacina da influenza”, disse o secretário.

Ele reforçou que o objetivo desta ação é resgatar o sentimento de segurança, de pais e responsáveis em relação à saúde dos seus filhos. ”As vacinas são seguras e protegem de doenças, como exemplo claro da poliomielite, que está erradicada no Brasil, em decorrência da disponibilidade da vacina. Vamos continuar vacinando nossa população contra a COVID-19, sem descuidar das nossas crianças, que necessitam desta atenção da Saúde Pública”, alertou o secretário.

Ele aproveitou para lembrar que a prioridade determinada pelo prefeito Kalil Baracat é da imunização de todas as pessoas, por isso a Secretaria Municipal de Saúde tem trabalhado em diversas frentes, não apenas contra a COVID 19, mas contra toda e qualquer doença que possa ser combatida.

Leia Também:  LIVE debate “A importância da alimentação para pacientes com câncer” 

Gonçalo de Barros esclareceu ainda que que a Rede Pública Municipal, está preparada para realizar a Campanha de Multivacinação de forma segura, a fim de se evitar aglomeração das pessoas, o que promove a transmissão da COVID-19.

“Todas as medidas de biossegurança, e entre as orientações dadas as equipes das unidades que aplicarão a vacina, estão garantir a administração das vacinas em locais abertos e ventilados; disponibilizar local para lavagem das mãos e álcool em gel; orientar que somente um familiar acompanhe a pessoas a ser vacinada e realizar a triagem de pessoas com sintomas respiratórios antes da entrada no ambiente da vacinação, o que terá cuidado especial. Diante destas medidas adotadas os pais podem levar suas crianças com tranquilidade às unidades de saúde neste sábado (18) para se vacinarem”, garantiu o secretário municipal de Saúde Gonçalo de Barros.

Várzea Grande está reservando dois sábados, amanhã (18), e dia 25. O horário da Campanha de Multivacinação inicia das 7h30 às 17h, em 20 locais que cobrem toda a cidade.

Estarão abertas para a ação 20 Unidades Básicas de Saúde:

Centro de Saúde do Água Limpa;

Centro de Saúde Cohab Cristo Rei;

Centro de Saúde Jardim Imperial;

Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia;

Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro;

Clínica de Atenção Primária Jardim Glória;

Clínica de Atenção Primária Marajoara;

Clínica de Atenção Primária Parque do Lago;

ESF – Estratégia Saúde da Família Água Vermelha;

ESF – Estratégia Saúde da Família Aurília Sales Curvo;

ESF Capão Grande;

ESF Manaíra;

ESF Manga;

ESF São Mateus;

ESF Unipark;

ESF Vila Arthur;

Unidade Básica de Saúde do Construmat;

UBS Jardim Eldorado;

UBS Ouro Verde;

UBS Santa Isabel.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA