Cidades

Homem é condenado a 12 anos de prisão por morte de garota de programa 

Publicados

em

 

 

JB News

Rone Ferreira Leite foi condenado a 12 anos de reclusão em regime inicial fechado pelo homicídio duplamente qualificado de Silvana de Almeida Rodrigues, em Pontes e Lacerda (a 352km de Cuiabá). A sessão do Tribunal do Júri ocorreu na quarta-feira (16), quando o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e autoria do crime imputado ao réu, bem como as qualificadoras de motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. O sentenciado informou que não irá recorrer.

O crime aconteceu em julho de 2017. Conforme a denúncia da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Pontes e Lacerda, Rone contratou Silvana para um programa sexual no dia dos fatos, que seria pago com fornecimento de substância entorpecente. Eles se dirigiram à residência do denunciado, ocasião em que Rone forneceu drogas à vítima e mantiveram relação sexual. Em seguida, eles se desentenderam em razão do entorpecente e Silvana deixou o local.

Rone então foi atrás de Silvana de posse de uma faca. Ao alcançá-la, o denunciado lhe deu uma rasteira e passou a golpeá-la, causando-lhe diversos ferimentos. A vítima faleceu em razão de choque hipovolêmico (perda excessiva de sangue e líquidos). O acusado confessou o crime.

Leia Também:  MP notifica igreja a adotar medidas para evitar contágio pela Covid-19

“Cumpre destacar que Silvana encontrava-se em dificuldade de defesa, porquanto estava desarmada, em inferioridade de forças, pelo fato de ter sido esfaqueada após ter levado uma “rasteira” e por ter recebido golpes pelas costas […]. Por fim, infere-se que a motivação do homicídio foi torpe, em razão de uma cobrança do denunciado dos entorpecentes utilizados pela vítima”, argumentou o Ministério Público na denúncia.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Presidente do Crea-MT homenageia profissionais ao inaugurar auditórios no interior de MT

Publicados

em

Por

 

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), engenheiro civil Juares Samaniego, inaugurou no último dia 22 de julho, o auditório eng. Ronaldo Faria da inspetoria do município de Diamantino. E no dia 23 de julho, o auditório Luiz Alberto Castilhos de Souza da inspetoria do município de Nova Mutum.

Nos dos municípios, o presidente Juares homenageou o engenheiro agrimensor Ronaldo Faria e o arquiteto Luiz Alberto Castilhos de Souza, ao entregar aos familiares dos profissionais a placa em “In Memorian” pelos relevantes serviços prestados por Ronaldo Faria e Luiz Alberto do Sistema Confea/Crea e a comunidade Mato-grossense.

“ É com orgulho e satisfação que o Crea Mato Grosso presta homenagem a esses profissionais que desenvolveram brilhantes trabalhos em prol da sociedade. Ao levar o nome do engenheiro e arquiteto marca história dos relevantes serviços prestados por esses profissionais”, disse Juares.

Ainda segundo presidente do Crea-MT, os auditórios atenderão os profissionais da Engenharia, Agronomia e Geociências dessas regiões, através de espaço amplo para cursos, palestras e eventos ligados ao Sistema Confea/Crea.

Leia Também:  Seis criminosos são indiciados por extorsão mediante sequestro e morte de aposentado em Cuiabá

“ O filho do engenheiro Ronaldo, Renato Faria expressou a grande importância do trabalho do pai na Engenharia. “ Desde quando era criança acompanhei os trabalhos do meu pai na Agrimensura. Profissão desempenhada com amor e honestidade”, disse Renato.

O evento contou com a participação do diretor-financeiro do Crea-MT conselheiro, engenheiro civil, André Luiz Schuring, inspetores chefes de Diamantino engenheiro sanitarista Alberto Duailibi Junior e de Nova Mutum, engenheiro civil Ricardo Bernardi, profissionais das regiões, familiares e amigos de homenageados e outros convidados.

 

 

Cristina Cavaleiro/ Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA