Policial

Homem de 44 anos é executado em Jaciara por que fazia apostas esportivas e não pagava taxas para a facção

Publicados

em

JB News

Da Redação

Bandidos da facção crimosa “Comando Vermelho”,executam homem de 44 anos que fazia apostas esportivas, e não pagava taxas para a facção.

O caso aconteceu na noite deste domingo 08.05, no centro de Jaciara, a vítima foi identificada como Jefferson Sales Pereira da Silva ele era conhecido como “Jefinho”.

Jeferson já estava recebendo ameaças da facção, por ser administrador de uma banca de apostas esportivas e não pagar taxas ao grupo. Na noite deste domingo ele estava com um amigo que não quis ser Identificado, e contou ameaças que estava recebendo.

A vítima estava parada na porta de casa, quando dois homens em uma moto se aproximou e perguntou se era ele que mexia com apostas, e logo em seguida disparou 14 vezes contra Jeferson que morreu no local. Os criminosos ainda não foram identificados, o caso agora está sendo investigado pela polícia civil.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Morre Dom Bonifácio Piccinini, Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Cuiabá

Policial

Jovem que matou e arrancou o coração da tia é absolvido pela justiça

Publicados

em

Por

JB News 

Por Nayara Cristina 

O juiz Anderson Candiotto de Sorriso-MT, decidiu nesta sexta-feira (24.06),  liberar Lumar Costa da Silva,  o jovem matou friamente sua tia, Maria Zélia da Silva Cosmos, e em seguida arrancou o coração,  vítima.

O caso ganhou  grande repercussão na midia. E nesta sexta-feira Lumar  foi absolvido sumariamente pela Justiça.

As informações são de que o  rapaz é portador de transtorno bipolar, por isso foi considerado inimputável, ou seja, incapaz de compreender que o ato cometido é um crime.

 No texto da decisão, o magistrado pontua que a defesa do rapaz pediu a sua absolvição com base em sua condição de inimputabilidade, a qual foi, inclusive, atestada no exame de insanidade mental.

Candioto reforcou que já havia pontuado em dezembro de 2021, a insanidade mental do rapaz.

“Nesse contexto, reconhecida a existência de conduta típica e ilícita, porém ausente a capacidade de culpabilidade, e desde que a inimputabilidade seja sua única tese defensiva, é possível a absolvição sumária do agente”, destacou  o juiz.

Na decisao o juiz determinou que o jovem fosse encaminhado para um hospital de custódia para um tratamento psiquiátrico, por prazo indeterminado.

Leia Também:  Gaeco Rondonópolis cumpre mandados de busca e apreensão em cooperativa por contratações irregulares

Lumar ficará Internado no  Hospital de tratamento Psiquiátrico  Franco da Rocha, no interior paulista.

O crime aconteceu em 2019, segundo Lumar,  ele usou um cigarro de maconha, e tomou alguns LSD, em seguida foi até a casa da sua tia, roubou cerca de R$ 800,00, na saída começou a ouvir vozes ordenando a cometer o assassinato da tia.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA