CULTURA

Governo de Mato Grosso lança edital Afluentes Mais Cultura na segunda-feira (30)

Publicados

em

O governador Mauro Mendes e o secretário da Secel, Beto Dois a Um, lançam o novo edital em live nas redes sociais do Governo a partir das 14h

Protásio de Morais | Secel-MT

Os recursos serão destinados diretamente às prefeituras municipais contempladas e, assim, distribuídos à cadeia produtiva local de acordo com cada proposta apresentada
Foto por: Protásio de Morais

Com recursos na ordem de R$ 12 milhões, o Governo de Mato Grosso lança nesta segunda-feira (30.08) o Afluentes Mais Cultura, novo edital da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer dedicado a produção cultural e de eventos natalinos nos municípios do estado.

O governador Mauro Mendes e o secretário da Secel, Beto Dois a Um, lançam o novo edital em live nas redes sociais do Governo a partir das 14h.

Vale ressaltar que os recursos serão destinados diretamente às prefeituras municipais contempladas e, assim, distribuídos à cadeia produtiva local de acordo com cada proposta apresentada.

As inscrições seguem por um mês e, em nenhuma hipótese, haverá prorrogação. Prefeituras de Mato Grosso interessadas podem se inscrever de 26 de agosto a 24 de setembro de 2021. Acesse o edital Afluentes AQUI e saiba todos os detalhes, regras, sistemas de pontuação e exigências.

“A princípio estava previsto R$ 1 milhão para execução do edital Afluentes. Com a chegada do Programa Mais MT, do Governo do Estado, foi possível ampliar o montante para R$ 12 milhões. Nasceu assim o Afluentes Mais Cultura”, revela Beto Dois a Um.

Leia Também:  Emanuel Pinheiro nega e desconhece “rachadinha”, e diz que tentam incriminar ele sua família

O Edital Afluentes surgiu com o intuito de incentivar os municípios a se organizarem com o CPF da Cultura (Conselho, Plano e Fundo de Cultura). “Os municípios que já possuem o CPF saem na frente, em relação ao sistema de pontuação, o que não impede que municípios que não o tenham não possam participar. Todos podem e devem participar”, explica Jan Moura, secretário adjunto de Cultura da Secel.

Dois eixos

O edital Afluentes Mais Cultura está organizado em dois eixos. Para o Eixo Cultura, com seleção de projetos que desenvolvam qualquer atividade relacionada aos diversos campos das linguagens artístico-culturais, serão aprovadas 52 propostas de livre escolha, com valores que vão de R$ 50 mil a R$ 250 mil (para este eixo, total de R$ 5.740 milhões).

O Eixo Especial Natal, com a seleção de projetos que desenvolvam atividades de cunho sociocultural e de lazer, relacionados aos diversos campos culturais e linguagens artístico-culturais, contemplará 50 projetos, com valores que vão de R$ 60 mil a R$ 400 mil, dependendo do número de habitantes do município, dedicados exclusivamente a eventos natalinos (total de R$ 6.260 milhões).

Leia Também:  Câmara de Cuiabá arquiva o 5º pedido para abertura de Comissão Processante contra o prefeito Emanuel Pinheiro

“Sobre o Eixo Especial Natal, não se refere apenas a uma programação natalina local. Projetos que valorizem a cultura e a cadeia produtiva conquistam mais pontos. Serviços locais, artista locais, empresas locais, programação extensa. Quanto mais valorizada a cadeia produtiva, mais pontos. Não deve ser apenas uma decoração natalina, tem que envolver a comunidade e valorizar a cadeia produtiva. A idéia é que os recursos cheguem ao máximo de profissionais possível. A contrapartida das prefeituras também conta pontos, quanto maior a contrapartida, mais pontos”, adianta Jan.

Cada prefeitura poderá escolher em qual eixo quer concorrer, ou mesmo, concorrer com projetos diferentes nos dois eixos distintos, contemplando assim ainda mais profissionais da cultura local.

Poética do nome Afluentes

O edital Afluentes foi inspirado no imaginário das águas que permeiam todo o território mato-grossense. A idéia é que a cultura possa fluir como um rio e chegar a todas as regiões do estado.

“Nossos territórios culturais estão organizados por Vale do Rio Vermelho, do Rio Cuiabá, do Paraguai-Guaporé, do Araguaia, Teles Pires e do Juruena . Nossa missão é garantir com que todos os territórios tenham projetos aprovados, podendo democratizar os recursos da melhor forma, levando cultura e entretenimento para os quatro cantos de Mato Grosso”, almeja Jan Moura.

COMENTE ABAIXO:

CULTURA

De 02 a 05 de dezembro Festival Satyrianas transforma MT uma das sedes da cultura nacional

Publicados

em

Por

Por Yod Comunicação 

Em 2021 o tema do festival será “Onde o tempo não para”

De 02 a 05 de dezembro Mato Grosso será uma das sedes do Festival Nacional Satyrianas, que em 2021 traz como tema “Onde o tempo não para”, inspirado na música de Cazuza (O Tempo não Para), em formato híbrido, ou seja, apresentações virtuais e presenciais, no Cine Teatro Cuiabá, Casa Cuiabana e Cine Xin, em Cáceres. São, ao todo, 400 atrações de 9 países, de quase todos os estados do Brasil.

De acordo com a coordenadora administrativa e coordenadora de produção da MT Escola de Teatro, Flávia Taques, para esta edição, estima-se um público em torno de 1000 pessoas de forma presencial e mais de 3 mil online. “Em 2020, o festival foi totalmente online, em razão da pandemia. Esse ano, será híbrido e em diversas cidades, entre elas Cuiabá e Cáceres”, explica.

O festival acontece há muitos anos em São Paulo, Capital. Desde 2017, com a criação da MT Escola de Teatro, em parceria com a Associação Cultural Cena Onze, Secel-MT, Unemat e Adaap, os alunos e artistas de Mato Grosso se apresentam nas Satyrianas, presencialmente.

A inspiração na música de Cazuza surgiu como forma de representar o sofrimento pelo qual os brasileiros estão passando. “Se prestarmos atenção na letra, ela expressa muito do que estamos sentindo atualmente. É uma mobilização dos artistas em um momento difícil”, explana Flávio Ferreira, diretor do Cena Onze.

Fazem parte da programação local, a Inclusão Literária, de Clovis Matos, que acontece na frente do Cine Teatro Cuiabá, lançamento do Single Dias de Sombras, da Banda Lord Crossroads, com  Charles Luciano Martins Pereira, na Casa Cuiabana, apresentação  do conto Corá, de Eduardo Mahon no Youtube do CTC e a peça Bereu, do Cia Cena Onze de Teatro, na sala Anderson Flores. A programação completa pode ser acompanhada no site http://www.satyrianas.com.br/

Em suas últimas edições, o festival contou com a participação de mais de 5 mil artistas, em média anual, ofereceu 600 atrações e atingiu um público de cerca de 50 mil espectadores. Com ingressos pague quanto puder o público pode retirar o ingresso gratuitamente ou pagar qualquer quantia para cada artista, sendo a opção totalmente livre.

A Secretaria de Estado, Cultura e Lazer (Secel-MT), está apoiando o evento. Os polos alinhados são Cuiabá e Cáceres que contam com a parceria da Associação Cultural Cena Onze, MT Escola de Teatro e Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Tudo será possível através dos Satyros com a Associação dos Artistas Amigos da Praça de São Paulo (Adaap).

Serviço

O que: Festival Satyrianas

Quando: De a 02 a 05 de dezembro

Onde: Cine Teatro Cuiabá, Casa Cuiabana e Cine Xin, em Cáceres

Quanto: ingressos pague quanto puder

Sobre a MT Escola de Teatro

A Escola de Teatro – A MT Escola de Teatro é um polo de formação da gestão do Cine Teatro Cuiabá firmada entre Secretaria de Estado, Cultura e Lazer (Secel-MT), Associação Cultural Cena Onze. O curso de tecnologia em Teatro tem a parceria da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap/SP).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá enfrenta o Palmeiras nesta terça-feira na Arena Pantanal
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA