COVID-19

Governo de Mato Grosso debate novas medidas contra a covid-19 com Poderes e prefeitos

Publicados

em

 

Reunião vai definir diretrizes para reduzir o agravamento da pandemiaLucas Rodrigues | Secom-MT

Palácio Paiaguás

Foto:Michel Alvim – SECOM/MT

 

O governador Mauro Mendes vai se reunir com representantes dos Poderes, instituições e com os prefeitos de Mato Grosso, via videoconferência, para alinhar novas medidas contra a covid-19.

As reuniões ocorrerão na manhã de segunda-feira (01.03) e visam a definição de diretrizes para frear o avanço da pandemia no estado.

“É uma situação que está me deixando muito preocupado e temos que tomar uma decisão diferente do que temos feito nos últimos meses. Lamentavelmente a pandemia está crescendo. O Governo abriu muitas UTIs nas últimas semanas, mas estamos no limite da capacidade de abrir UTI. Não há profissionais, não se consegue mais médicos e o aparato necessário para abrir UTI”, relatou o governador.

A primeira reunião ocorrerá a partir das 8h30, e contará com a participação de secretários de Estado, representantes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e demais instituições.

Já a segunda reunião, prevista para 11h30, será com a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e com os prefeitos dos 141 municípios.

Leia Também:  Mato Grosso já passa de 10 mil mortes por Covid-19

De acordo com Mauro Mendes, a capacidade de atendimento nas UTIs públicas e privadas em Mato Grosso já está se esgotando, realidade que já tem assolado vários outros estados.

Desta forma, segundo o gestor, é preciso que as lideranças públicas estaduais unam esforços para diminuir o contágio.

“A taxa de ocupação chegou a 80% e todo mundo está levando a vida como se nada estivesse acontecendo. Não podemos ter aglomerações. Termos que tomar medidas um pouco mais severas”, adiantou.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Ator Paulo Gustavo tem quadro irreversível, mas permanece com sinais vitais presentes

Publicados

em

Por

 

JB News

Por Denise Niederauer

O ator Paulo Gustavo, 42 anos, internado com Covid-19 desde 13 de março, após sofrer uma embolia nesse domingo, (02.05), permanece com sinais vitais, mas o quadro é irreversível. Paulo Gustavo chegou a interagir com os médicos e com o marido, o médico Thales Bretas.

O ator e humorista Paulo Gustavo tem quadro irreversível, apesar de sinais vitais, segundo informou nesta terça-feira (04.05), a assessoria de imprensa do artista, com base no boletim médico.

“Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante. Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes.”
Internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, com quadro de Covid-19, Paulo Gustavo permanece no Serviço de Terapia Intensiva.

A piora no quadro de saúde do ator aconteceu na noite de domingo (02.05). Paulo Gustavo vinha apresentando melhoras significativas, chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e interagir com médicos e também com o marido, Thales Bretas. À noite, no entanto, sofreu uma embolia pulmonar.

Leia Também:  Ser Família Emergencial já está na conta: “ganho social e econômico”, avalia Russi

O que é embolia gasosa disseminada, identificada em exames do ator Paulo Gustavo
Fístula broncovenosa é uma abertura que ocorre entre os pulmões e as veias, o que acarretou a entrada de ar na corrente sanguínea do ator, a chamada embolia gasosa. E, segundo o boletim, essa entrada de ar foi disseminada, tendo afetado o sistema nervoso.

“A família do ator continua agradecendo todo o carinho e pedindo orações dirigidas ao Paulo Gustavo, assim como às demais pessoas acometidas por essa doença terrível”, acrescenta a nota.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA