Saúde

Governador: “Nosso objetivo é zerar a atual fila represada de cirurgias eletivas em Mato Grosso”

Publicados

em

Mauro Mendes lançou o programa Mais MT Cirurgias, com investimento previsto de R$ 105 milhões

Por Lucas Rodrigues | Secom-MT

Governador Mauro Mendes lança programa Mais MT Cirurgias
Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

O governador Mauro Mendes afirmou que um dos principais objetivos do programa Mais MT Cirurgias, lançado na quinta-feira (15.07), é “zerar a atual fila represada de cirurgias eletivas em Mato Grosso”.

Pelo programa, o Governo de Mato Grosso vai investir R$ 105 milhões para a realização de 138 mil procedimentos de Saúde. A previsão é que sejam feitas 23 mil cirurgias eletivas, 69,5 mil exames de alta complexidade, além de outros 45,5 mil procedimentos de outras naturezas.
“Nosso objetivo é zerar a atual fila de cirurgia represada de Mato Grosso, dos últimos 3 anos. Fizemos um trabalho muito grande para conseguir lançar o programa e nossos hospitais estão sendo preparados para esse grande volume de procedimentos”, relatou.

Mauro Mendes destacou o esforço da equipe da Secretaria de Estado de Saúde, bem como do apoio recebido pela base do Governo do Estado na bancada federal e na Assembleia Legislativa.

Leia Também:  Max Russi participa de lançamento da Carreta Outubro Rosa: “Assembleia tem procurado dar todo apoio”, assegura

“Agradeço a todos que estão nos apoiando. Quero ressaltar o trabalho do secretário Gilberto Figueiredo e da equipe. Esse programa começou inicialmente com previsão de R$ 40 milhões e agora alocamos R$ 105 milhões para poder realizar esse grande volume de procedimentos”, afirmou.

Conforme o governador, o programa vai beneficiar os 141 municípios e contará com a parceria dos 16 Consórcios Intermunicipais de Saúde. As cirurgias, exames e demais procedimentos serão realizados nos 11 hospitais regionais e também poderão ser cadastrados conforme a necessidade pelos hospitais filantrópicos e municipais.

As cirurgias previstas contemplam as especialidades de Geniturinário, Aparelho Digestivo, Ortopedia, Cardiovascular, Neurocirurgia e Oftalmologia. Dentre os exames de alta complexidade, estão: Ressonância Magnética, Ultrassonografia com Dopper, Tomografia Computadorizada, Cintilografia, Eletroneuromiografia, Arteriografia, Cateterismo e Colangiopancreatofiaendoscópica.
Como vai funcionar

O aporte financeiro de R$ 105 milhões poderá ser acessado por qualquer estabelecimento de saúde, seja público ou privado, que se adeque às regras estabelecidas pela SES. Entre os requisitos para acessar o incentivo está o credenciamento do hospital junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), a especificação do quantitativo de procedimentos eletivos a serem atendidos e o serviço a ser executado deve ser complementar às pactuações já existentes na unidade.

Leia Também:  ALMT debaterá "Passaporte da Vacina" em audiência pública na quinta-feira

O repasse do valor será realizado pós-produção. A ação terá como base a tabela do SUS e os incentivos serão de acordo com a complexidade de cada procedimento. Para integrar o programa, também é fundamental a alimentação dos sistemas oficiais de faturamento do Ministério da Saúde.

Os municípios interessados no incentivo deverão acessar um link que será disponibilizado no site da SES. Após criação de login, a unidade deverá inserir sua proposta para análise e validação da Secretaria.  As propostas deverão ser apresentadas em até 60 dias pelas unidades de saúde, gestões municipais ou Consórcios Intermunicipais de Saúde.

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Cardiologistas de todo o Brasil se reúnem em XXI Congresso de Cardiologia em Cuiabá

Publicados

em

Por

Por Roberta Cassia

 

Entre os dias 21 e 23  de outubro, Cuiabá  será sede do XXI  Congresso de Cardiologia de Mato Grosso que vai reunir cardiologistas de todo o Brasil, estudantes e profissionais da saúde  para participarem de palestras, painéis e mesas redondas com temas variados e discussões atuais de métodos diagnósticos, medicamentos, novos equipamentos e tratamentos atuais na área de cardiologia e doenças associadas.

 

No dia 21 após a abertura, haverá a ‘Mesa Redonda:  Hipertensão Arterial’,  e  em seguida outra com o tema “Prevenção Primária de DAC”. Fechando a manhã haverá o “Simpósio Servier: Nova abordagem no controle da hipertensão”.

 

No período da tarde,   os  temas das mesas redondas serão ‘O estado da arte dos métodos complementares no diagnóstico da doença coronariana’ e ‘Técnicas intervencionistas na prevenção cardiovascular”. Haverá ainda o “Simpósio Abbot: As novas tecnologias em dispositivos implantaveis. Dos beneficios a redução de custos no ecossistema de saúde” e a “Assembleia Geral extraordinária da SBC-MT”.

 

No dia 22, haverá outras mesas redondas com os temas ‘Cardiologia da Mulher’ ,   ‘Dislipidemias’, ‘Insuficiência Cardíaca’ e ‘Arritmias Cardíacas, além dos simpósios “Novo Nordisk: Quais as evidências atuais para o uso dos AR GLP-1 na DCV?”, “AstraZeneca: Tratamento da ICFEr, o que há de novo?” e “Simpósio Lilly: Empaglifozina na Insuficiência Cardíaca”.

Leia Também:  Modernização da Central de Imunobiológicos melhora capacidade de armazenamento de vacinas

 

No sábado, dia 23, o congresso traz a mesa redonda “Cardio Oncologia”  e  “Miscelânias”  além do “Simpósio Biotronik: Avanços tecnológicos e estimulação cardíaca fisiológica”.

 

“Teremos a participação de grandes nomes da cardiologia por teleconferência e presencialmente também. São temas atuais e ainda trazem discussões sobre as tecnologias recentes mais utilizadas nos tratamentos de doenças cardíacas nos grandes centros”, afirma o presidente do Congresso o cardiologista Marcos Tenuta.

 

O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso (SBC-MT).

 

 

SERVÇO

 

O QUE? XXI Congresso de Cardiologia

 

QUANDO? Dias 21,22 e 23 de outubro a partir das 7h30

 

ONDE? Centro de Eventos Senai Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA