COVID-19

Governador de MT pede ao ministro da Saúde que os profissionais de Segurança e Educação sejam vacinados

Publicados

em

Ofício foi assinado pelos nove governadores que compõem o Consórcio da Amazônia Legal

Lucas Rodrigues

Com informações Secom-MT

O governador Mauro Mendes: pedido ao ministro da Saúde
Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes, junto com todos os governadores que compõem o Consórcio Interestadual da Amazônia Legal, pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que inclua os profissionais de Segurança Pública e Educação na “prioridade das prioridades” de vacinação contra a covid-19.

O ofício foi enviado nesta terça-feira (30.03). Também assinam o documento os governadores Flávio Dino (Maranhão), Gladson Cameli (Acre), Helder Barbalho (Pará), Waldez Góez (Amapá), Marcos Rocha (Rondônia), Wilson Lima (Amazonas), Antonio Denarium (Roraima) e Mauro Carlesse (Tocantins).

No ofício, os governadores ressaltaram que há urgência em adaptar o Plano Nacional de Imunização (PNI) às condições especiais que surgiram por conta da pandemia prolongada.

“Consideramos que os profissionais do Sistema de Segurança Pública vêm trabalhando diuturnamente na linha de frente do combate à covid-19 e na garantia da segurança da população. Do mesmo modo, realçamos a relevância de, o quanto antes, termos plenas condições de retomada de atividades educacionais presenciais”, diz trecho do ofício.

Leia Também:  Modernização da Central de Imunobiológicos melhora capacidade de armazenamento de vacinas

Os gestores então pediram que a Comissão Intergestores Tripartite (CIT) adote essa regra excepcional “para que os profissionais da ativa da segurança e educação sejam incluídos na prioridade das prioridades, estabelecendo critérios de acordo com a disponibilidade de vacinas e regras do PNI”.

Esta comissão é composta por representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

“Nós, governadores dos nove estados da Amazônia Legal, pedimos que haja imediata análise de nossa proposta para que possamos proteger profissionais da ativa de Educação e Segurança do Brasil”, finaliza o documento.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Confira como será a vacinação na segunda (11) e no feriado de terça-feira em Cuiabá

Publicados

em

Por

ROBERTA PENHA

 

 Luiz Alves

Clique para ampliar 

Por ser ponto facultativo na segunda-feira (11) e feriado na terça-feira (12), a campanha Vacina Cuiabá – Sua Vida em Primeiro Lugar atuará em sistema de rodízio entre os polos considerando a redução da adesão da população à vacinação em períodos assim. Na segunda-feira  (11) estarão abertos os polos do Sesc Balneário e do Sesi Papa. Na terça-feira (12) estarão abertos os polos do Senai Porto e Sesi Papa. Nestes dias os polos vão funcionar das 8h às 12h. É necessário chegar ao local até às 11h30.

O polo da Assembleia Legislativa estará fechado nos dias 11 e 12 de outubro, a pedido da administração da Casa de Leis, que vai realizar manutenção predial e sanitização das instalações. Caso alguém esteja agendado para este polo, ele deve se dirigir a qualquer outro que esteja funcionando na data agendada. A partir de quarta-feira (13), o polo voltará a funcionar normalmente. A UFMT também estará fechada a pedido da direção, para realização dos serviços de calçadas no entorno do Restaurante Universitário.

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro solicita estudo para começar a imunização de idosos com a dose de reforço em Cuiabá

Público da vacinação

Neste momento, a campanha de imunização está vacinando pessoas com a segunda dose, dentro do prazo estipulado no cartão de vacinação. Também estão sendo vacinados com a dose de reforço os idosos a partir de 80 anos e os trabalhadores da saúde e imunossuprimidos. Esses dois grupos precisam ter no mínimo 6 meses que tomaram a segunda dose para tomarem a dose de reforço. A vacinação do grupo de 12 a 17 anos precisou ser suspensa temporariamente, até a chegada de mais doses específicas para esse público.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA