COVID-19

Fecomércio-MT e SECC pedem para prefeito de Cuiabá incluir empregados do comércio na campanha de vacinação

Publicados

em

A presidência da Fecomércio-MT, juntamente com o Sindicato dos Empregados do Comércio de Cuiabá (SECC), encaminhou ofício ao prefeito da capital, Emanuel Pinheiro, nesta terça-feira (13), solicitando a priorização dos trabalhadores do comércio na campanha de vacinação contra a Covid-19. A justificativa é que os trabalhadores do setor são responsáveis pela manutenção do abastecimento da sociedade em geral, estando, por isso, expostos à contaminação.

O documento assinado pelos presidentes da federação, José Wenceslau de Souza Júnior, e do SECC, Olavo Dourado Boa Sorte Filho, esclarece, ainda, que os profissionais têm contato próximo das pessoas e, mesmo com os cumprimentos dos protocolos sanitários de combate à pandemia, o risco de contaminação é existente.

“Vários produtos que ficam expostos nas vitrines, prateleiras e gôndolas de lojas, mercados, supermercados, farmácias e afins são manuseados por clientes e depois realocados em seus respectivos lugares pelos comerciários (trabalhadores do comércio), sendo esse um fator que contribui ainda mais para aumentar a potencialidade das contaminações”, disse trecho do documento.

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro afirma que BRT dificilmente sairá do papel

O presidente da Fecomércio-MT confirma a necessidade da manutenção dos trabalhadores do comércio na contribuição da recuperação da economia na capital. “Todo o estado já foi bem prejudicado com o fechamento das empresas desde o início da pandemia. O andamento da vacinação na capital, que já chegou a mais de 310 mil doses aplicadas e que contemplou todas as faixas etárias, precisa chegar aos trabalhadores do comércio, por entendermos que eles também são do grupo de risco”.

Para Olavo Dourado, esses profissionais são a chave principal para o desenvolvimento de uma empresa. “Precisamos valorizar essa mão de obra. Todos têm direito a vacinação, e eles não são menos importantes que outros profissionais que também já foram imunizados. A proteção ao trabalhador é de fundamental importância, pois não se sabe também se o cliente já está imunizado ou não desta doença”, afirmou o presidente do SECC.

Caso o pedido seja atendido, para fins de identificação, será necessário, além do Termo de Agendamento com o QR Code e dos documentos pessoas e da carteira de trabalho, uma declaração assinada pelo colaborador e pelo empregador do segmento que comprove o vínculo empregatício.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Corujões e sextou vacina VG fará quatro estações de vacinação para todos os públicos inclusive jovens

Publicados

em

Por

JB NEWS

Quatro grandes ações de vacinação contra a COVID 19, três Corujões da Vacinação e o ‘Sextou Vacina VG’, serão desencadeadas desta quarta-feira dia 22 até segunda-feira dia 27 de setembro em Várzea Grande. O objetivo é acessar ao máximo de pessoas e oportunizar à população horários e locais diferentes facilitando o acesso à imunização, reforçando ainda a vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comborbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades e que estavam pré-agendados e já confirmados, antes da decisão do Ministério da Saúde de suspender a vacinação para jovens.

“Serão quatro dias distintos com pontos fixos e de drive-thru com horários flexíveis e estendidos com o objetivo de facilitar ao máximo a vida das pessoas”, salienta o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, assinalando que a ordem do prefeito Kalil Baracat é dar continuidade, volume e vacinar o máximo de pessoas.

Nesta quarta-feira, dia 22, a vacinação será no ponto fixo do Miniestádio no bairro Jardim dos Estados, no Corujão da Vacinação das 16h às 22h, podendo se vacinar primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço ou terceira dose, para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

Dia 23, quinta-feira será a vez da vacinação no drive-thru do Parque Berneck, das 16h às 22h, podem se vacinar aqueles agendados para primeira e segunda dose, a dose de reforço para idosos e também os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidade de 15 a 17 anos

Leia Também:  Em Mato Grosso, 11 municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19

Dia 24, é dia do “Sextou Vacina VG”, ponto fixo no ginásio de esportes “Fiotão”. Serão 16 horas direto, das 8h à meia-noite, vacinando todos os públicos previstos no Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde e contemplando os diversos programas implementados em Várzea Grande como o Resgate Cidadão; Plantão da 2ª Dose, Corujão, Corujinha entre outros.

“O ‘Sextou Vacina VG’ é o nosso destaque. Estamos na terceira edição dentro da campanha de vacinação contra a COVID 19, uma nova forma de oportunizar e abrir espaço para que durante o dia inteiro e até à meia noite, as pessoas possam ir vacinar e garantir a imunização que comprovadamente é eficaz. Os públicos contemplados pelos programas municipais de vacinação como o Plantão da 2ª dose; o Resgate Cidadão; Corujão, Corujinha, entre outros em que não há necessidade nem de ter cadastro, basta comprovar ter 18 anos e residir na cidade através do Cartão do SUS, além de ser uma oportunidade para os faltosos contemplam a todos os públicos. Estamos aqui de plantão recebendo de braços abertos a todos. Ainda iniciamos a vacina da população adolescente de 12 a 17 anos com comorbidades e a terceira dose dos idosos e a vacinação de jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades”, pontua Gonçalo de Barros.

Leia Também:  Prédio da Câmara Municipal de Cuiabá ficará fechado para reparar estragos feitos pela chuva

Já na segunda-feira, dia 27, a vacinação será em sistema de drive-thru e fixo na Clínica do UNIVAG, das 16h às 22h. Também vacinando primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

“No ‘Sextou Vacina VG’ pessoas acima de 18 anos que não conseguiram fazer o cadastro no site, nós fazemos os cadastros, atualizamos o cartão do SUS e vacinamos. Para isso é necessário trazer documentos pessoais com foto, cartão do SUS e um comprovante de endereço”, lembrou o secretário, frisando que a decisão de manter a vacinação para jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades é uma decisão de respeito para com aqueles que se cadastraram e desejam vacinas. “Aguardamos a manifestação oficial do Ministério da Saúde para retomarmos a vacinação dos jovens de 12 a 14 anos, que é uma decisão sensata, ainda mais quando a maioria dos países já analisam vacinar crianças de 5 anos acima”, disse Gonçalo Barros.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA