Política Estadual

Faissal destina R$ 3,2 milhões em recursos para a saúde em MT

Publicados

em


Vinte e cinco municípios e R$ 3,2 milhões em recursos para a saúde. Este foi o montante destinado pelo deputado estadual Faissal Calil (PV) para o setor em emendas parlamentares, somente neste início do ano de 2121. O dinheiro foi destinado para cidades de todas as regiões de Mato Grosso e será utilizado principalmente para o custeio dos hospitais, postos de pronto atendimento e unidades básicas.

No total, Faissal destinou R$ 3.166.381 para as cidades de Peixoto de Azevedo, Cuiabá, Nossa Senhora do Livramento, Nova Canaã do Norte, Alto Paraguai, Tangará da Serra, Porto Estrela, Brasnorte, Denise, Jangada, Santo Antônio do Leverger, Alta Floresta, Lucas do Rio Verde, Comodoro, Jaciara, Barra do Bugres, São José do Xingu, Nortelândia, Arenápolis, Nova Marilândia, Itaúba, Chapada dos Guimarães, Alto Garças, Canabrava do Norte e Torixoréu.

“Buscamos auxiliar as prefeituras e os cidadãos de todo Mato Grosso, destinando recursos para a saúde, área tão necessária e que, mais do que nunca, tem sido essencial aos nossos contribuintes por conta da Pandemia de Covid-19. Com isso, pudemos contribuir para que os mato-grossenses tivessem um atendimento mais digno em nossas unidades de pronto atendimento, postos e hospitais”, afirmou Faissal.

Leia Também:  Projeto que incentiva a pratica de futebol feminino é aprovado na ALMT

O deputado destacou que estes recursos são fundamentais para um bom funcionamento do sistema de saúde em todo o estado. Faissal relembra que as unidades destes municípios também atendem moradores de cidades vizinhas. Manter esta estrutura funcionando bem é essencial para capilarizar o acesso a saúde em todo Mato Grosso.

“Quando destinamos recursos para estes municípios, não é apenas a população deles que é beneficiada. Moradores de cidades vizinhas também são contemplados, pois estes atendimentos são amplificados para toda a região. Em 2021, daremos sequência ao trabalho que estamos fazendo desde o início de nosso mandato e a saúde sempre será tratada como prioridade, principalmente neste período de pandemia como o que vivemos”, completou.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Lúdio Cabral faz representação a PGJ e Defensoria para reativar leitos de UTI do Hospital São Benedito

Publicados

em

Por


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) fez uma representação ao procurador-geral de Justiça, José Antonio Borges, e ao defensor público-geral, Clodoaldo Gonçalves, na manhã desta sexta-feira (15), para que o Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública Estadual acionem a Prefeitura de Cuiabá para reabrir os leitos desativados no Hospital São Benedito e assegurar o pleno funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva (UTI), além da oferta de atendimento em neurocirurgia, traumato-ortopedia, e outras demandas do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Enquanto há leitos desativados no Hospital São Benedito, milhares de pessoas estão na fila em todo o estado de Mato Grosso aguardando vaga em UTI, esperando cirurgia ortopédica e neurocirurgia, eletivas e de urgência. Atualmente, o hospital tem 30 leitos de UTI desocupados, 80 leitos de enfermaria desocupados, quatro salas de cirurgia desativadas, além de serviços de alta complexidade em ortopedia e neurocirurgia desativados. Tem sentido toda essa estrutura parada sem utilização, com gente precisando?”, questionou Lúdio, que é médico sanitarista.

Leia Também:  Deputado pede que Diretoria Regional de Educação de São Félix do Araguaia seja mantida

Com a pandemia, o Hospital São Benedito deixou de atender outras especialidades e passou a ser referência para tratamento de covid-19, em junho de 2020. Porém, com o avanço da vacinação, os casos da doença estão diminuindo em Mato Grosso e não há mais nenhum paciente internado com covid no Hospital São Benedito, conforme demonstra o painel epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) do dia 11 de outubro de 2021. Lúdio Cabral anexou à representação fotos e vídeos que mostram a total desocupação dos leitos do Hospital São Benedito. Apesar disso, o recebimento de recursos federais e estaduais foram mantidos para custeio de média e alta complexidade hospitalar e UTI.

“Não faz sentido um hospital desse porte, com tantos leitos de UTI e enfermarias vazios, comprometendo vidas da população que sofre na longa fila da Central de Regulação, aguardando por cirurgias ortopédicas, neurológicas e cardiovasculares que foram represadas ao longo de toda a pandemia”, disse Lúdio. Na representação, Lúdio requereu ainda a otimização do espaço físico da unidade hospitalar para ampliar a oferta de leitos e de cirurgias.

Leia Também:  Deputado Dr. Gimenez destina R$ 4,8 milhões para municípios da região oeste
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA