Política Nacional

Estande do Senado na Feira do Livro de Porto Alegre enfatiza acessibilidade

Publicados

em

O Senado inaugurou nesta sexta-feira (1º) sua participação na 65ª Feira do Livro de Porto Alegre. Instalado em conjunto com a Câmara, o estande tem 50 metros quadrados e oferece a preços de custo publicações jurídicas e obras clássicas relacionadas à história do Brasil, lançadas pelo Conselho Editorial.

Neste ano, a participação do Senado na Feira de Porto Alegre vai enfatizar a inclusão de pessoas com deficiência. No dia 8 de novembro, haverá a doação de livros em braile produzidos pela Secretaria de Editoração e Publicação (Gráfica do Senado) para instituições gaúchas de deficientes visuais. No dia 14, o Senado participa do Ciclo Inclusivo, organizado pela Feira de Porto Alegre para a divulgação de obras em braile.

— Há muito anos o Senado vem participando dos eventos literários no Brasil inteiro. É uma oportunidade para levar legislação e livros de cunho histórico e cultural a um preço muito acessível e mostrar um trabalho que não é divulgado em outras áreas comerciais, talvez porque não haja tanto interesse. E agora a gente aproveita para facilitar o acesso pelos deficientes visuais, dando mais oportunidades de leitura — disse o diretor da Gráfica, Fabrício Ferrão.

Leia Também:  Mobilização de estudantes reúne grandes líderes brasileiros em evento online para inspirar a nova geração

“Falas do Trono”

Também no dia 8, haverá o lançamento do livro “Falas do Trono”, que reúne as manifestações dos imperadores Pedro I e Pedro II aos parlamentares do Império. A obra oferece um painel da história do Brasil durante a monarquia. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que preside o Conselho, e os escritor de livros históricos Eduardo Bueno participarão do lançamento do livro.

— O livro mostra como a elite política via os movimentos populares no século XIX — exemplifica Esther Bemerguy, do Conselho Editorial.

Na segunda-feira (11) será lançado o terceiro volume da coleção Escritoras do Brasil, que resgata obras das pioneiras da literatura brasileira, no século 19 e início do século 20. A Feira de Porto Alegre é um dos eventos literários mais tradicionais do país e reúne 106 expositores, em mais de 8 mil metros quadrados na Praça da Alfândega. Este ano a Feira contará com 150 autores brasileiros e 12 estrangeiros.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte:
COMENTE ABAIXO:

Nacional

PSDB, DEM, PV, Cidadania e Podemos se reúnem e decidem não apoiar Bolsonaro nem Lula em 2022

Publicados

em

Por

JB News
Da Redação

Os presidentes dos partidos, PSDB, DEM, PV, Cidadania  Podemos se reuniram nesta quarta-feira (16.06), em Brasília (DF), para discutir uma candidatura de centro para a eleição presidencial de 2022, a chamada terceira via.
Segundo fontes, os lideres partidários querem buscar e construir novos nomes que possam debater os problemas do Brasil, sem a polarização de direita ou esquerda.
Para as lideranças, esse debate desfoca dos verdadeiros problemas que  existem no país e jogam para debaixo do tapete, as múltiplas maneiras de organizar, além de empobrecer o debate.
Também participaram do almoço, na casa do advogado Fabrício Medeiros, em Brasília, os representantes do MDB e do SD.
Ao final do encontro, os dirigentes indicaram que houve um consenso e as legendas não vão apoiar nem a candidatura do presidente Jair Bolsonaro nem a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O anúncio foi feito pelo pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo e pelo presidente do Cidadania, Roberto Freire.
Para os líderes existe um número de brasileiros que se posiciona hoje para uma nova alternativa, que é maior do que o apoio a Lula ou Bolsonaro.
A reunião durou pouco mais de duas horas e transcorreu sem debates sobre os nomes possíveis para construir a a chamada terceira via.
As informações são de Paulo Cappelli, também foram divulgadas pelo O Globo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  POR MT: Arthur Lira defende duplicação da BR 163, licenciamento e Lei Kandir
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA