Saúde

Estado vai destinar 10 respiradores e pagar pelo custeio de 30 novas UTIs em Cuiabá

Publicados

em

Medida foi decidida em reunião entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro

Lucas Rodrigues

Governador Mauro Mendes, secretário de Saúde Gilberto se reúne com prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro – Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT
A | A

O Governo do Estado vai pagar pelo custeio de 30 novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para casos de covid-19 na rede municipal de Saúde de Cuiabá, e destinará 10 respiradores para essas unidades, que se somarão a outros 20 garantidos pelo deputado federal Emanuelzinho.

A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira (15.06), após reunião entre o governador Mauro Mendes e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, feita por videoconferência.

Além deles e de Emanuelzinho, também participaram o vice-governador Otaviano Pivetta, os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Gilberto Figueiredo (Saúde), Alberto Machado (Gabinete de Governo); o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho; o deputado estadual Dilmar Dal Bosco e a equipe técnica de Saúde do Estado e da Prefeitura.

“O Governo do Estado vai garantir o pagamento de 30 UTIs em Cuiabá, ao preço de R$ 2 mil por leito, por meio da parceria com  o Governo Federal. Se por algum motivo, a prefeitura não conseguir a habilitação desses leitos, nós vamos garantir que o valor seja pago com recursos do próprio Estado”, afirmou o governador, acrescentando que isso é possível, em decorrência do novo decreto editado pelo governo com regras para as prefeituras conseguirem habilitar novos leitos para o coronavírus.

Leia Também:  Agentes de viagem em MT debatem soluções para adaptar o setor ao mercado digital

Pelas novas regras, cada UTI habilitada receberá diária para custeio de R$ 1,6 mil do Ministério da Saúde e R$ 400 do Estado, um total de R$ 2 mil ao dia por UTI.

O governador explicou que é preciso ampliar a rede de atendimento na Grande Cuiabá, que é a referência para o tratamento de covid-19 em Mato Grosso, não só pela concentração populacional, mas por dispor de maior número de profissionais da saúde para atuar.

“No Hospital Estadual Santa Casa, abrimos mais 40 UTIs e outras 10 estão sendo finalizadas. No Metropolitano já tínhamos 10 e criamos mais 30. Estamos ampliando outras 30 no Metropolitano, então se a Prefeitura conseguir abrir mais 30, a baixada cuiabana ficará bem atendida”, ressaltou.

O prefeito Emanuel Pinheiro afirmou que irá tomar as providências para habilitar os 30 novos leitos. Segundo ele, 10 já estão em andamento.

“É muito importante ampliar esse diálogo. Vamos correr para efetivar tudo o que foi decidido”, comentou.

Para o chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, a reunião trará bons frutos para a saúde da população de todo o estado.

Leia Também:  Audiodrama “O Ouro de Cuiabá” será lançado nesta sexta-feira (08), série resgata fatos históricos da capital  

“A reunião foi respeitosa, harmoniosa e profissional. O principal propósito foi salvar vidas. E esse tipo de reunião o governador Mauro Mendes tem feito com os prefeitos. Estamos com mais 100 UTIs sendo abertas no interior de Mato Grosso”, pontuou.

De igual maneira, o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, apontou a necessidade de dialogar com os representantes municipais para encontrar soluções conjuntas.

“O Governo do Estado tem sido sensível e conversado com todos os prefeitos para que possamos montar essa estrutura e definir todas as medidas necessárias contra a covid-19. Foi uma reunião convergente e harmônica, pensando na população. A reunião foi para aprendermos e promovermos melhorias”, destacou.

Ainda na videoconferência, ficou definida a criação de um comitê técnico para elaborar um protocolo de tratamento voltado aos pacientes na fase inicial da doença. O comitê será integrado por médicos do Estado, da Assembleia Legislativa e das Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

“Vamos participar desse comitê para contribuir, pois a Assembleia tem desempenhado um papel fundamental por meio da Comissão de Saúde”, destacou o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho.

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Governador assina ordem de serviço para construção do Hospital Regional de Alta Floresta

Publicados

em

Por

JB News

Ana Lazarini | SES-MT

 

O governador Mauro Mendes assina, nesta terça-feira (28.06), a ordem de serviço para o início das obras do Hospital Regional de Alta Floresta (a 790 km de Cuiabá). O investimento será de R$ 112,3 milhões.

“Esse é o maior pacote de obra de construção e ampliação de leitos na saúde pública de Mato Grosso. Hoje, nenhum estado brasileiro está construindo, ao mesmo tempo, tantos hospitais como nós estamos. Nosso grande objetivo é ter uma saúde pública eficiente e de qualidade, que funcione para o cidadão mato-grossense””, destacou o governador Mauro Mendes.

Projetado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Hospital Regional de Alta Floresta contará com 151 leitos, sendo 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de UTI, entre adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimentos de média e alta complexidade.

A unidade também terá 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento às gestantes, seis salas de centro cirúrgico e espaços para banco de sangue, banco de leite materno e para a realização de exames como tomografia e colonoscopia.

Leia Também:  Governo Estado começa construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano em Várzea Grande

“A atual gestão não apenas inicia a construção do novo Hospital Regional de Alta Floresta, mas beneficia a população dos seis municípios da região Alto Tapajós de Saúde. Um novo e moderno hospital servirá de referência para toda a região”, concluiu a secretária estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA