CULTURA

Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado

Publicados

em

Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger, documentário dirigido por Leonardo Sant’Ana, com produção executiva de José Paulo Traven, será exibido às 13h40

Protásio de Morais | Secel-MT

Realizado pela Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural/AMISCIM, Produzido pela Terra do Sol Filmes, Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer e Assembleia Legislativa de Mato Grosso
 Foto por: Divulgação

Histórias e tradições de uma cidade que já foi o principal polo econômico e político de Mato Grosso. Este é o mote de Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger, documentário dirigido por Leonardo Sant’Ana, com produção executiva de José Paulo Traven, que será exibido pela TV Centro América neste sábado (12), às 13h40.

“Santo Antônio é um lugar cheio de histórias e pessoas incríveis. A versão do documentário que será exibida pela TVCA, no entanto, é uma versão compacta, com duração de 22 minutos. Uma homenagem a Santo Antônio de Leverger em seu aniversário de 121 anos”, explica Paulo Traven.

Leia Também:  Live Dança Brasil será apresentada neste domingo

Terra natal de Marechal Cândido Rondon, o município de Santo Antônio de Leverger faz parte da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.  A pequena cidade, com pouco mais de 17 mil habitantes, tem como base de sua economia o turismo da pesca e a agricultura de subsistência.

Entre as muitas histórias narradas no documentário, as lendas que contam o surgimento do município se destacam.

“Uma das histórias conta o mito de fundação do município, quando o batelão, com alguns bandeirantes, subia o rio depois de ter guerreado com indígenas, quando encalhou na região que hoje é o município. Quando tiraram a imagem de Santo Antônio, o batelão desencalhou. Então eles entenderam que a imagem de Santo Antonio queria ficar naquela região. Esta é apenas uma das histórias”, adianta Traven.

Realizado pela Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural/AMISCIM, Produzido pela Terra do Sol Filmes, Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Allan Kardec.

Leia Também:  Dia 1º de agosto, os eleitores de Acorizal, Matupá e Torixoréu irão às urnas novamente para eleger um novo prefeito e seu vice
COMENTE ABAIXO:

CULTURA

Live Dança Brasil será apresentada neste domingo

Publicados

em

Por

JB News 

Por Malu de Souza

As manifestações folclóricas de cinco regiões brasileiras serão apresentadas através de Live neste domingo, 01 de agosto, ás 8h, 10h, 17h e 20h, com uma hora de duração cada, pelo dançarino Michel Brito, e transmitida por meio das redes sociais, Instagram e YouTube do dançarino.

O evento que marca a abertura do mês do folclore, será realizado através do projeto da Lei Aldir Blanc, aprovada pelo Congresso, que foi instituída no ano passado pela Secretaria Especial de Cultura e Ministério do Turismo. Michel Brito foi selecionado por meio do projeto cultural da Prefeitura de Cuiabá.

Durante a Live serão abordados vários pontos com explicações teóricas da cultura popular das regiões brasileiras. Será transmitido o conhecimento sobre as danças populares tradicionais, como principais experiências, o desenvolvimento de ações de manutenção e divulgação da cultura popular brasileira.

Michel ressalta que estes saberes e vivências culturais se dão com a participação efetiva nas atividades realizadas desde o ano de 2010, através da Associação Cultural Flor Ribeirinha e no ponto de cultura Quintal da Domingas, localizados na comunidade de São Gonçalo Beira Rio em Cuiabá.

Leia Também:  Extrema pobreza em MT

Através dessas experiências, ele mergulhou em ensino aprendizagem do conhecimento popular estimulado através da dança que tem como influência a ancestralidade indígena, africana e europeia expressa no Siriri, Cururu, Rasqueado e outras formas de manifestações da cultura popular.

O dançarino que integra o grupo de dança Flor Ribeirinha, já participou de intercâmbio cultural em vários festivais nacionais e internacionais de danças populares.

Junto com o grupo, o dançarino participou do Festival Internacional de Dança de Joinville em 2013, do Festival Internacional de Folclore do Ceará em 2015, no evento das Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, no Festival Terranostra na Itália em 2015, no Festival Internacional de Dança da Coréia do Sul em 2016, no Festival Internacional de Dança da Turquia em 2017, onde o grupo Flor Ribeirinha conquistou o prêmio mundial. Em 2018, participou de apresentação na Rússia e França. Posteriormente integrou a turnê nos Festivais na Bélgica, Holanda, França e Alemanha em 2019. Este ano, participou de forma remota do Festival Internacional de Danças Folclóricas da Polônia.

Leia Também:  O dia a dia e os desafios dos jovens da periferia: obra do escritor e humorista Geovany Hércules vence o Prêmio Barco a Vapor 2021

Além das apresentações nos festivais da cultura no território nacional e internacional, Michel Brito, também integra os projetos de formação de novos dançarinos do grupo Flor Ribeirinha. ‘trocando experiências e saberes, contribui para a formação de jovens e adultos na aprendizagem e desenvolvimento motor, cognitivo e afetivo’, destaca o dançarino, oportunizado pela tradição e processos de criação de espetáculos artísticos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA