Política Estadual

Deputado Dr. Gimenez destina R$ 4,8 milhões para municípios da região oeste

Publicados

em


Em razão da pandemia, 60% das emendas parlamentares do Dr. Gimenez foram destinadas à saúde

Foto: MARCOS LOPES / ALMT

Com o prefeito de Mirassol D’Oeste, Hector Alvares, e o vice-prefeito Jeffer Oliveira

Foto: ROSE DOMINGUES

Em dois anos e meio de mandato, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) se destacou como parlamentar atuante na área da saúde. Sensível à pandemia de covid-19, destinou mais de 60% das suas emendas parlamentares, totalizando R$ 4,8 milhões entre 2020 e 2021, para apoiar as ações das prefeituras da região oeste do estado.

Neste ano, dos R$ 2,75 milhões destinados à saúde, um total de R$ 1,16 milhão já foi creditado na conta de sete municípios até o mês de setembro. O recurso contribuirá para a compra de ambulâncias, veículos para transporte de pacientes, medicamentos e insumos. “Essa é uma maneira emergencial de ajudar os prefeitos neste momento de crise”.

Para o prefeito Hector Alvares, de Mirassol D’Oeste, é muito importante poder contar com o apoio do parlamentar. Duas emendas parlamentares já foram pagas, somando R$ 300 mil para compra de uma ambulância e custeio da saúde. No ano passado, as três emendas pagas ao município foram de R$ 300,298 mil. “Essa parceria tem sido fundamental para vencer as dificuldades e atender de maneira adequada a população”.

Leia Também:  Especialistas destacam que passaporte sanitário vai contra liberdades individuais

Repetindo uma decisão de 2020, o deputado destinou neste ano 37% do total – de R$ 7.166.381,25 – das suas emendas previstas pela Lei Orçamentária Anual (LOA) à saúde. Esse volume representa três vezes mais que os 12% obrigatórios por lei, perfazendo um total de R$ 2,65 milhões, ou seja, fez um aporte de R$ 1,79 milhão, que, na opinião dele, ainda “é pouco diante de tantas demandas urgentes”.

Dentre os municípios beneficiados com as emendas do deputado Dr. Gimenez estão prioritariamente aqueles localizados na região oeste: São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste, Araputanga, Pontes e Lacerda, Rio Branco, Aripuanã, Comodoro, Conquista D’Oeste, Figueirópolis D’Oeste, Porto Espiridião e Vila Bela da Santíssima Trindade.

“Nossa região ficou esquecida durante gestões sucessivas do governo por falta de representatividade, por isso estou realmente empenhado para que esse recurso chegue à saúde e melhor atenda a população também em outras áreas importantes, como agricultura familiar, segurança pública, infraestrutura e educação”.

Leia Também:  Nova lei garante emissão de certidões em braile para deficientes visuais

Outras áreas –  Aliás, o deputado Dr. Gimenez também destinou, neste ano, R$ 1 milhão para a segurança pública, R$ 600 mil para a agricultura familiar, R$ 1,7 milhão para a educação e R$ 931 mil para esporte, lazer e cultura e R$ 134 mil para Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci). Já foram pagas as emendas da segurança e da Seciteci. 

Em 2020, devido ao decreto de calamidade pública do governo estadual, o parlamentar só conseguiu efetivar aproximadamente R$ 2,2 milhões em recursos na conta das prefeituras, de um total de R$ 6,5 milhões previstos na LOA. 

“É importante destacar que estou trabalhando ativamente em prol de melhorias para a nossa população, sou um porta-voz da saúde hoje no parlamento estadual. Mas, infelizmente, estamos desde 2019 com a sensação de andar com o ‘freio de mão puxado’, pois, primeiro veio o decreto de calamidade financeira, em 2019, e desde o ano passado a crise provocada pelo coronavírus”.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

Publicados

em

Por


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e ao secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, informações e documentos sobre o apoio do governo estadual e o dinheiro público gasto na festa realizada na cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, na sexta-feira passada (15), no chamado “1º Encontro de Líderes e Empreendedores do Brasil”.

“Não haveria problema em realizar um seminário ou mesa-redonda para apresentar e debater o potencial de Mato Grosso para desenvolvimento econômico. Mas a informação que temos, de pessoas que estiveram no evento, é que o palestrante falou apenas 20 minutos, e o restante do tempo foi apenas festa. Uma festa milionária, um banquete regado a uísque, com show de cantores nacionais. A festa tem a marca do governo de Mato Grosso entre os apoiadores. O governo colocou dinheiro público nesse evento? Quanto de dinheiro público foi gasto com essa festa? São perguntas que fizemos no requerimento”, disse Lúdio.

Leia Também:  Nova lei garante emissão de certidões em braile para deficientes visuais

No requerimento aprovado na sessão de quarta-feira (20), Lúdio Cabral busca ter acesso às planilhas detalhadas dos gastos feitos pelo governo estadual, além das cópias dos processos de contratos, convênios, ou termos assinados pelo governo, e detalhamento das ações do governo e do dinheiro público gasto para realizar o evento na cachoeira Salto das Nuvens.

“Mato Grosso tem 3,5 milhões de habitantes, dos quais 2 milhões estão inscritos no Cadastro Único da Assistência Social, em situação de insegurança alimentar, e 500 mil pessoas abaixo da linha de pobreza, passando fome. Não tem lógica o governo estadual gastar dinheiro com uma festa como essa. É um desrespeito com a população de Mato Grosso, que ainda sofre com a pandemia de covid-19. O estado com a pior gestão do país na pandemia, a maior taxa de mortalidade, quase 14 mil famílias em luto por conta da covid-19, e o governador fazendo uma festa milionária como essa?”, destacou Lúdio.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA