Saúde

Coronavírus: infectologista ensina como se prevenir

Publicados

em

Médica alerta que é preciso buscar informações de fontes oficiais em momentos como esse; confira

 

O surto de infecções pelo novo coronavírus tem gerado alerta no Brasil. Nesta quinta-feira (27), o Ministério da Saúde divulgou que são 132 casos de suspeita da doença. As informações desencontradas ou de fontes não oficiais, no entanto, aumentam o pânico a respeito do vírus.

A infectologista Kajda Samara Sousa, do Hospital e Maternidade Femina, afirma que na era das fake news circulando nas redes sociais, a principal dica deve ser a de buscar informações de fontes confiáveis, como sites do próprio Governo Federal, Ministério da Saúde, Governo do Estado de Mato Grosso e secretariais municipais de Saúde.

“Além de buscar informações de fontes oficiais, a prevenção e os cuidados a respeito da doença são fáceis de serem seguidos. Um dos principais, por exemplo, é fazer a higienização correta das mãos. Ou seja: no caso de água e sabão, é preciso friccionar o polegar e as regiões entre os dedos, além das pontas dos dedos. No caso do álcool, é preciso utilizar uma quantidade suficientemente boa nas mãos, não apenas na palma e sim em toda a superfície”, explica.

Leia Também:  Prefeito kalil Baracat anuncia mais investimentos no Hospital Pronto Socorro de Várzea Grande

A médica afirma ainda que a transmissão da doença se dá por meio de gotículas de pacientes infectados por meio de tosse, fala ou espirro. “Reforçando: pacientes que de fato tenham o coronavírus detectado e não aqueles sob suspeita. A letalidade da doença, porém, está entre 2% e 3,4%, uma cifra bem menor que a do SARS, que era de 9% e da mesma família do coronavírus. Em 2012, houve um surto similar ao atual”, completa.

CUIDADOS – Confira abaixo os cuidados básicos divulgados pelo Ministério da Saúde para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus.

-evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

-realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com

o meio ambiente;

-utilizar lenço descartável para higiene nasal;

-cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

-evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

-higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

-não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

Leia Também:  Ministra Damares lança em Cuiabá o programa Famílias Fortes e a Escola de Formação Municipalista

-manter os ambientes bem ventilados;

-evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

-evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

De acordo com a pasta, os profissionais da saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, como máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção.

 

FONTES OFICIAIS – Para mais informações, notícias e recomendações sobre o novo coronavírus, acesse o site do Ministério da Saúde (https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus) ou ainda da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) (http://www.saude.mt.gov.br/informe/581)

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Multivacinação para crianças e vacina da influenza para população em geral

Publicados

em

Por

O horário da Campanha de Multivacinação inicia das 7:30 às 17:00. Estarão abertas para a ação 20 Unidades Básicas de Saúde.

 

Visando elevar a proteção das pessoas e das crianças para outras doenças que ainda necessitam de cuidados e que estavam momentaneamente suspensos por causa da COVID-19, levou a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande a reforçar suas atividades em uma Campanha de Multivacinação.

Várzea Grande inicia amanhã, 18 de setembro, Campanha de Multivacinação ofertando doses de Pentavalente, que garante proteção contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b, responsável por infecções no nariz, meningite e na garganta; Pneumocócica; VIP ou VOP que protege contra a Poliomielite ou paralisia infantil e a Tríplice Viral, com foco na atualização das cadernetas de crianças, menores de cinco anos.

Também vai reforçar a campanha de vacinação da Gripe Influenza, lembrando que ela não tem eficácia contra a COVI-19, mas permite aos médicos e enfermeiros em avaliação a pacientes, conseguir um diagnóstico mais apurado e um tratamento mais eficaz para a população em geral, pois assim como a COVID-19 a Influenza se trata de uma Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG.

A vacina contra a Gripe Influenza é indicada para maiores de seis meses e apenas deve se ter o cuidado de receber a vacina com intervalo de 15 dias se foi imunizado contra a COVID ou vice-versa.

O público-alvo da campanha contra poliomielite são crianças de 1 ano a menores de 5 anos, que devem receber a Vacina Oral de Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses da Vacina Inativada de Poliomielite (VIP), do esquema básico de vacinação. As demais vacinas conforme as indicações do calendário nacional de vacinação.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, neste momento todos os esforços estão sendo concentrados na ação da vacinação contra a COVID-19, porém é uma responsabilidade promover ação na proteção das crianças com vacinas necessárias, principalmente em momento de pandemia.

Leia Também:  Mato Grosso recebe 83.070 doses de vacina contra a Covid-19 nesta segunda-feira

“Vamos manter um ponto de vacinação contra a COVID-19, neste sábado (18), nas Clínicas Médicas do UNIVAG, ponto fixo, para as pessoas confirmadas e agendadas, e as acima de 18 anos que ainda não receberam a primeira dose. Vinte Unidades Básicas de Saúde vão funcionar na realização da Campanha de Multivacinação. Queremos neste dia que cada pai, cada mãe, cada parente, faça sua parte no processo, leve sua criança à unidade de saúde para que possa ser imunizada e ser protegida de danos que podem repercutir a vida inteira. Estas vacinas são básicas, fazem parte da cobertura vacinal das crianças, e protegem de várias doenças. Já a vacina da Influenza está liberada para a população em geral maior de 6 meses. É importante observar o intervalo de 14 dias, após ter tomado a vacina Contra a COVID-19, para então poder tomar a vacina da influenza”, disse o secretário.

Ele reforçou que o objetivo desta ação é resgatar o sentimento de segurança, de pais e responsáveis em relação à saúde dos seus filhos. ”As vacinas são seguras e protegem de doenças, como exemplo claro da poliomielite, que está erradicada no Brasil, em decorrência da disponibilidade da vacina. Vamos continuar vacinando nossa população contra a COVID-19, sem descuidar das nossas crianças, que necessitam desta atenção da Saúde Pública”, alertou o secretário.

Ele aproveitou para lembrar que a prioridade determinada pelo prefeito Kalil Baracat é da imunização de todas as pessoas, por isso a Secretaria Municipal de Saúde tem trabalhado em diversas frentes, não apenas contra a COVID 19, mas contra toda e qualquer doença que possa ser combatida.

Leia Também:  CAASP promove Home Challenge para participantes das aulas de yoga e funcional

Gonçalo de Barros esclareceu ainda que que a Rede Pública Municipal, está preparada para realizar a Campanha de Multivacinação de forma segura, a fim de se evitar aglomeração das pessoas, o que promove a transmissão da COVID-19.

“Todas as medidas de biossegurança, e entre as orientações dadas as equipes das unidades que aplicarão a vacina, estão garantir a administração das vacinas em locais abertos e ventilados; disponibilizar local para lavagem das mãos e álcool em gel; orientar que somente um familiar acompanhe a pessoas a ser vacinada e realizar a triagem de pessoas com sintomas respiratórios antes da entrada no ambiente da vacinação, o que terá cuidado especial. Diante destas medidas adotadas os pais podem levar suas crianças com tranquilidade às unidades de saúde neste sábado (18) para se vacinarem”, garantiu o secretário municipal de Saúde Gonçalo de Barros.

Várzea Grande está reservando dois sábados, amanhã (18), e dia 25. O horário da Campanha de Multivacinação inicia das 7h30 às 17h, em 20 locais que cobrem toda a cidade.

Estarão abertas para a ação 20 Unidades Básicas de Saúde:

Centro de Saúde do Água Limpa;

Centro de Saúde Cohab Cristo Rei;

Centro de Saúde Jardim Imperial;

Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia;

Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro;

Clínica de Atenção Primária Jardim Glória;

Clínica de Atenção Primária Marajoara;

Clínica de Atenção Primária Parque do Lago;

ESF – Estratégia Saúde da Família Água Vermelha;

ESF – Estratégia Saúde da Família Aurília Sales Curvo;

ESF Capão Grande;

ESF Manaíra;

ESF Manga;

ESF São Mateus;

ESF Unipark;

ESF Vila Arthur;

Unidade Básica de Saúde do Construmat;

UBS Jardim Eldorado;

UBS Ouro Verde;

UBS Santa Isabel.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA