Destaque

Começa nesta segunda-feira aula Inaugural do Curso Gestão Democrática e Transparência nas Organizações

Publicados

em

COMEÇA NESTA SEGUNDA (21.09) AULA INAUGURAL DO CURSO GESTÃO DEMOCRÁTICA E TRANSPARÊNCIA NAS ORGANIZAÇÕES 

Primavera Negra – IMUNE MT e ABONG realizam aula ao vivo sobre a “A Resistência Política das Mulheres Negras pela Consolidação da Democracia”. 

  

Por Carol Damasceno 

 

O Instituto de Mulheres Negras de Mato Grosso (IMUNE- MT) em parceria com a Associação Brasileira de ONGs (ABONG) promove nesta segunda-feira, 21 de setembro, a Aula Inaugural do Curso Gestão Democrática e Transparência nas Organizações e tem o objetivo de falar sobre o protagonismo das mulheres negras no campo político, a luta árdua pela defesa e garantia dos direitos, organizando as bases comunitárias e conduzindo processos de participação social. 

Com o tema “A Resistência Política das Mulheres Negras pela Consolidação da Democracia”, a Aula Inaugural terá início às 19:00 do horário de MT (às 20h no horário oficial de Brasília), com transmissão ao vivo pelo Youtube e pelas redes sociais do IMUNE MT e da ABONG. 

A expectativa é apresentar ao público um diálogo sobre as diversas formas de ação política pela defesa da democracia e a luta contra o racismo é central, tendo as mulheres negras como protagonistas e legítimas impulsionadoras das transformações sociais, de acordo com Jackeline Silva, Co-fundadora do IMUNE MT e Gestora de Projetos. 

As convidadas da Aula Inaugural são ativistas negras que atuam em organizações de âmbito nacional e internacional, são elas: Débora Rodrigues – Diretora da ABONG; Elisa de Araújo – Assessora de Advocacy na Conectas Direitos Humanos e analista de relações internacionais; Naiara Leite, Coordenadora de Comunicação do Instituto Odara e Coordenadora da AMNB – Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras. 

 

Serviço: 

Aula Inaugural “Resistência Política das Mulheres Negras pela Consolidação da Democracia” 

Data: 21/09/2020 

Horário: 19h de Mato Grosso (20h horário oficial de Brasília) 

Transmissão ao vivo pelo Youtube e Facebook 

Página do IMUNE MT: https://pt-br.facebook.com/imunemt 

Mais informações: imunematogrosso@gmail.com, cursosimunemt@gmail.com 

Carol Damasceno

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Websérie vai contar parte da história da pecuária mato-grossense

Destaque

Exame toxicológico para motoristas começa a ser cobrado a partir de 1º de Janeiro de 2022

Publicados

em

Por

JB News

AS Informações são da Rota-Oeste

Foto: POçosnt

A  Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR anunciou nesta sexta-feira  que a partir de 1º de janeiro de 2022, todos os condutores que possuem carteira nacional de habilitação (CNH) nas categorias C, D ou E passam a ser fiscalizados quanto à realização do exame toxicológico, independentemente da data de vencimento do documento.

A ausência do exame atualizado, de acordo com a data de vencimento da CNH (conferir tabela no link abaixo), pode resultar em multa e suspensão do direito de dirigir por até três meses. Por isso, é tão importante ficar atento aos prazos e regularizar a situação.

Com a alteração do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por meio da Lei 14.071, de 2020, desde abril de 2021, os exames toxicológicos precisam ser apresentados para a emissão da primeira CNH ou renovação da CNH nas categorias C, D ou E. É necessário ainda realizar um exame a cada dois anos e meio.

O descumprimento das regras pode resultar em multas aplicadas pelas autoridades de trânsito, caso o motorista seja flagrado trafegando sem o documento. Além disso, há ainda a chamada multa de balcão, que é aplicada no momento da renovação da CNH aos motoristas que exercem atividade remunerada ao veículo (EAR) e têm a carteira de habilitação com vencimento a partir de 12 de outubro de 2023.

Leia Também:  Crea-MT denunciou três pessoas do interior do estado por utilização de diplomas falsos para obterem registro profissional

Os condutores das categorias C, D e E que não exercem a atividade remunerada não serão penalizados com a multa de balcão. O exame toxicológico periódico, porém, continua sendo obrigatório.

O condutor flagrado dirigindo veículos dessas categorias com exame toxicológico periódico vencido estará cometendo uma infração gravíssima. A multa é de R$ 1.467,35.

Fique atento aos prazos e evite transtornos.

https://www.portaldotransito.com.br/wp-content/uploads/2021/04/Tabela_exame_maior.jpg

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA