Saúde

“Capacitação de agentes é marco histórico para MT”, diz Gilberto Figueiredo

Formação

Publicados

em

“Este ato é um marco histórico na Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso, já que há quase nove anos os agentes comunitário de saúde estavam esquecidos na qualificação e formação, sem uma capacitação”. A fala é do secretário de Saúde do Estado, Gilberto Figueiredo, durante aula inaugural do curso introdutório para agentes de saúde comunitários da baixada cuiabana, nesta segunda-feira (18), no auditório do Cine Teatro.

Em sua primeira fase, o curso capacitará 500 profissionais por meio da Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso (ESP/MT), instituição de ensino da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), que atua na formação de profissionais da área, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com o secretário, que teve grande parte da vida profissional dedicada à área da educação e formação de pessoas, a capacitação é o caminho para transformação. “Vamos intensificar as ações de qualificação profissional em todas as frentes da saúde e injetar todo esforço e recurso necessário para que a Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso possa ampliar, de forma significativa, sua atuação, especialmente nas áreas que são prioritárias”, destaca o titular da pasta.

Leia Também:  Stopa assina termo de transmissão temporária das funções de prefeito

Para Gilberto, a atenção primária de saúde, que é a porta de entrada do cidadão à saúde pública, precisa de investimento massivamente para melhorar a competência técnica, evitando assim que os cidadãos precisem recorrer à alta complexidade.

“Por isso o nosso grande esforço, não apenas com os agentes comunitários de saúde, mas também com os agentes de endemias. Assim, nós também estaremos oferecendo cursos técnicos para que esses profissionais tenham titulação e competência desenvolvida para melhor atender a população”.

Atualmente, Mato Grosso conta com mais de cinco mil agentes comunitários e, conforme a presidente do Sindicato dos Agentes de Comunitários de Saúde de Mato Grosso, Dinorá Magalhães, a capacitação é resultado do bom trabalho de Gilberto Figueiredo.

“Recebo esse curso introdutório com muita convicção de que é o caminho para o melhor desempenho do trabalho dos agentes comunitários de saúde. Acredito que chegamos agora no momento do crescimento e desenvolvimento e o secretário Gilberto tem mostrado vontade de qualificar e o caminho é esse. Estou satisfeita e muito contente e confio que isso vai mudar e muito a saúde básica da nossa população”, completa Dinorá.

Leia Também:  Marcos Machado nega prisão domiciliar para chefe de gabinete de Emanuel Pinheiro

O curso- O curso introdutório tem como objetivo capacitar o agente comunitário de saúde para o desenvolvimento de sua prática profissional. A diretora da Escola, Sílvia Aparecida Tomaz, informa que a carga horária inicial do curso, nesta primeira fase, é de 40h, sendo na sequência 400h e, na terceira etapa, 960h, completando 1.400h.

“Os agentes comunitário que têm a qualificação de 400h poderão completar a formação apenas com as etapas que não tem. O curso introdutório começa no dia 25 e vai até o dia 29 deste mês e ocorrerá na Escola Pública de Saúde de Mato Grosso”.

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Cardiologistas de todo o Brasil se reúnem em XXI Congresso de Cardiologia em Cuiabá

Publicados

em

Por

Por Roberta Cassia

 

Entre os dias 21 e 23  de outubro, Cuiabá  será sede do XXI  Congresso de Cardiologia de Mato Grosso que vai reunir cardiologistas de todo o Brasil, estudantes e profissionais da saúde  para participarem de palestras, painéis e mesas redondas com temas variados e discussões atuais de métodos diagnósticos, medicamentos, novos equipamentos e tratamentos atuais na área de cardiologia e doenças associadas.

 

No dia 21 após a abertura, haverá a ‘Mesa Redonda:  Hipertensão Arterial’,  e  em seguida outra com o tema “Prevenção Primária de DAC”. Fechando a manhã haverá o “Simpósio Servier: Nova abordagem no controle da hipertensão”.

 

No período da tarde,   os  temas das mesas redondas serão ‘O estado da arte dos métodos complementares no diagnóstico da doença coronariana’ e ‘Técnicas intervencionistas na prevenção cardiovascular”. Haverá ainda o “Simpósio Abbot: As novas tecnologias em dispositivos implantaveis. Dos beneficios a redução de custos no ecossistema de saúde” e a “Assembleia Geral extraordinária da SBC-MT”.

 

No dia 22, haverá outras mesas redondas com os temas ‘Cardiologia da Mulher’ ,   ‘Dislipidemias’, ‘Insuficiência Cardíaca’ e ‘Arritmias Cardíacas, além dos simpósios “Novo Nordisk: Quais as evidências atuais para o uso dos AR GLP-1 na DCV?”, “AstraZeneca: Tratamento da ICFEr, o que há de novo?” e “Simpósio Lilly: Empaglifozina na Insuficiência Cardíaca”.

Leia Também:  Max Russi busca melhorias logísticas e estruturais para cidades do Araguaia

 

No sábado, dia 23, o congresso traz a mesa redonda “Cardio Oncologia”  e  “Miscelânias”  além do “Simpósio Biotronik: Avanços tecnológicos e estimulação cardíaca fisiológica”.

 

“Teremos a participação de grandes nomes da cardiologia por teleconferência e presencialmente também. São temas atuais e ainda trazem discussões sobre as tecnologias recentes mais utilizadas nos tratamentos de doenças cardíacas nos grandes centros”, afirma o presidente do Congresso o cardiologista Marcos Tenuta.

 

O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso (SBC-MT).

 

 

SERVÇO

 

O QUE? XXI Congresso de Cardiologia

 

QUANDO? Dias 21,22 e 23 de outubro a partir das 7h30

 

ONDE? Centro de Eventos Senai Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA