POLITICA

Bancada Federal pressiona e Tarcísio assina delegação a MT para expansão da Ferronorte

Publicados

em

JB News

Por Glaucio Nogueira

A bancada de Mato Grosso no Senado conseguiu uma importante conquista para o avanço do chamamento público da extensão da Ferronorte, ligando Rondonópolis a Lucas do Rio Verde, passando por Cuiabá.

Em reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ficou acertada a assinatura de um convênio, delegando a competência da obra ao Governo de Mato Grosso, em evento que será realizado nesta quinta-feira (2), em Brasília. Para o senador Carlos Fávaro (PSD-MT), um dos articuladores da medida, a solução traz segurança jurídica para a construção da ferrovia.

Ao ministro, o senador ressaltou que a Medida Provisória que cria o marco legal das ferrovias no Brasil trazia insegurança jurídica, ao contrário do que está estabelecido no Projeto de Lei que trata do tema e tramita no Senado. “Diante desta situação, não havia outra alternativa que não fosse a devolução dessa MP para a União em nome da necessidade de termos regras mais claras, com autonomia aos estados. Chegamos então a este entendimento e agora o chamamento público da Ferronorte pode seguir tranquilamente”.

Leia Também:  “André Mendonça é um grande parceiro de Mato Grosso”, diz Geller

Confirmando o acordo, Tarcísio pontuou que, após décadas de abandono, a retomada da expansão da malha ferroviária é uma realidade e que iniciativas como a do Governo de Mato Grosso podem e devem ser apoiadas. O Ministério da Infraestrutura prevê investimentos da ordem de R$ 30 bilhões apenas em curto prazo em todo o Brasil. “O conveio de delegação ao Estado vai somar forças à iniciativa da extensão de Rondonópolis a Lucas do Rio Verde. Isso vai dar segurança jurídica para a iniciativa estadual”.

Para Fávaro, a construção do acordo traz ganhos importantes para o país, uma vez que a expansão da malha ferroviária, que depende de um marco legal para ser acelerada, prevê iniciativas em diversas unidades da federação. “Não há dúvidas de que estas tratativas representam uma vitória a Mato Grosso, aos mato-grossenses e ao Brasil”.

Além da expansão da Ferronorte, tocada pela gestão do governador Mauro Mendes (DEM), o Estado deverá contar com outras duas ferrovias, a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), que chega ao Estado por Água Boa, e a Ferrogrão, ligando Sinop ao Porto de Miritituba, no Pará.

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Reunião da CPI dos Medicamentos que estava prevista para acontecer nesta sexta-feira foi adiada

Publicados

em

Por

JB NEWS

Por Alisson Gonçalves

FOTO : bdnOTICIA

A apresentação do relatório vai acontecer na próxima segunda-feira (06), às 14h.

Na apresentação, o grupo irá relatar as causas encontradas para o montante de medicamentos vencidos encontrados no CDMIC.

No âmbito das investigações foram ouvidas oito pessoas, consideradas peças-chaves no processo: a ex-secretária de Saúde Elizeth Lúcia de Araújo, o servidor público Renault Tedesco de Carvalho, o representante legal da Norge Pharma Patric Pablo Lelis Silva, o ex-coordenador de Licitações da Secretaria de Saúde Valdir Pereira Silva, o ex-diretor financeiro da Secretaria de Saúde Oseas Machado, o gerente de contratos de aditivos da Secretaria de Saúde Taise Moreira de Almeida, o gerente de operações da Norge Pharma Gustavo Henrique Matos, e o coordenador do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC)

Ainda de acordo com as informações,o Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro que foi afastado do cargo,por improbidade administrativa, contratações ilegais na Secretaria Municipal de Saúde e pagamento de valores vedados, a título de prêmio saúde.Também seria ouvido nesta CPI.

Leia Também:  Mauro Mendes reúne imprensa e faz balanço dos três anos de gestão "Estou mais que feliz pela virada de página do nosso estado"

A CPI dos Medicamentos foi instaurada em 10 de maio deste ano a fim de apurar a questão referente aos remédios vencidos encontrados estocados no Centro de Distribuição de Insumos e Medicamentos (CDMIC) da capital.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA